quinta-feira, 15 de março de 2012

Resenha #14: Um Mundo Brilhante

Título: Um Mundo Brilhante
Editora: Novo Conceito
Autor: T. Greenwood
Número de páginas: 336 páginas



Um Mundo Brilhante foi um livro que me surpreendeu. Sabe quando você pega um livro imaginando que a história é de um jeito e ela se mostra totalmente o oposto? Foi justamente isso o que aconteceu. A história, que eu acreditava ser de ação, mostrou-se mais um drama sobre a vida e os sentimentos de um homem insatisfeito e, por que não, amargurado.
Ben não me cativou de imediato. É um homem que vive envolto em seus fantasmas do passado, cheio de frustrações e covarde demais para fazer suas escolhas. Noivo de Sara, não sente mais a mesma paixão de antes. Na verdade, ele não a ama mais, mas, assim como diversas pessoas, não possui coragem suficiente para findar um relacionamento que está fadado ao fracasso.
As atitudes de Ben, por diversas vezes, me deixaram enfurecida. Não conseguia entender como um homem poderia ter atitudes tão imaturas e infantis. Uma pessoa que se acostumou tanto a mentir que transformou isso em sua rotina. Um adulto que, muitas vezes, parece um menino desprotegido.
Após encontrar o corpo de Ricky, um jovem indígena, próximo a sua casa, Ben sente-se na obrigação de tentar desvendar o que está por trás desse assassinato. O motivo? Em minha opinião, o motivo que o levou a isso é simples e unicamente culpa.
Após ter sua irmã morta, há anos atrás, e não ter encontrado o culpado, Ben (que estava com a menina quando isso aconteceu) vê no caso de Ricky uma forma de fazer valer a justiça.
Claro que isso é a minha visão do livro. Já li resenhas onde isso nem sequer foi comentado, mas eu senti desde o inicio que tudo o que Ben queria era fazer por alguém o que não pode fazer por sua irmã.
Junto com Shadi, irmã de Ricky, Ben passa a investigar o caso e procurar a pessoa que cometeu esse crime.
A história é focada em Ben e em suas decisões. Várias vezes ele deixou de fazer o que queria para fazer o que achava ser certo. Deixou as oportunidades passarem, passou a viver uma vida que não queria, para não magoar as outras pessoas.
Confesso a vocês que muitas vezes senti raiva e pena de Ben.  Raiva pelo envolvimento com Shadi, por continuar em um relacionamento mesmo sabendo que não é o que deseja, por abandonar tudo para viver uma vida que não é a sua. E pena, pelas frustrações, pelos sentimentos contraditórios, por toda amargura que ele carrega em seu peito.
Meu envolvimento com a trama foi enorme, não conseguia parar de ler. É um livro marcante, de história simples, mas que vai mexer com as emoções mais fundas de nossa alma. Acredito que cada um de nós conhece algum Ben e é isso que torna a história mais interessante. Quantas pessoas deixam de viver seus sonhos, de fazer o que desejam por medo?

Espero que tenham gostado da resenha! Um beijo enorme ;* E não esqueçam de comentar, sua opinião é muito importante para nós :)

10 comentários:

  1. Ainda não li o livro, minha mãe leu o livro e adorou.

    http://www.perfeitinhablog.com/

    ResponderExcluir
  2. Neyla, que bom ler a sua resenha. Venho acompanhando o blog à espera da sua opinião desse livro. Explico: eu li algumas resenhas bem negativas sobre ele. Muitas pessoas se decepcionaram, justamente por acreditarem que o livro fosse de ação (eu inclusive achei que fosse).
    Confesso que fiquei impressionada com a sua análise. Os pontos tocados por você não foram mencionados nas resenhas que li, o que achei fantástico. Você soube mostrar o drama do personagem e fiquei sensibilizada, de verdade.
    Parabéns pela sua resenha e pelo cuidado que tem ao analisar um livro. Percebo, mesmo sem te conhecer, o quanto você gosta do que faz. Muito sucesso para você garota! Continue sempre assim!

    ResponderExcluir
  3. Oi Luana!
    Que bom que gostou da resenha, fiquei muito feliz por tudo que escreveu *----* É muito bom perceber que tem pessoas que gostam do que escrevemos... Obrigada pelos elogios e por estar sempre aqui no blog! E vc acertou, gosto muito do que faço aqui e faço com amor *----*
    Beijo querida, espero te ver sempre aqui.

    ResponderExcluir
  4. Neyla!

    Li esse livro e gostei muito, embora tenha achado Ben um homem fraco. Temos de arcar com as responsabilidade de nossas decisões.

    Agradeço a visita feita ao blog, volte sempre que desejar! E obrigada pelo comentário.
    Desejo um ótimo final de semana, com descanso, luz e paz no coração!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Eu achei muito boa sua resenha e em boa parte concordo, principalmente por Ben ter se acostumado a mentir, acabou se acomodando à esta vida e não queria mais sair. Mas no ponto em que você fala sobre Shadi e o corpo de Ricky, ele encontra um ponto em comum, não vi ele querendo fazer justiça, mas vi um homem que percebeu que alguém estava sentindo a mesma dor que ele sentiu quando perdeu sua irmãzinha, pelo menos foi a visão que tive. :P

    Ótima resenha!

    Adorei o blog e quero saber todas as novidades! Já estou seguindo. Espero que curta o meu!
    http://www.pronomeinterrogativo.com

    ResponderExcluir
  6. Muito legal a sua resenha. Concordo em algumas partes, em outras não. Eu acho que o envolvimento com a Shadi não foi pra viver "uma vida que não era dele". Achei que ele finalmente tinha encontrado alguém que entendia o que ele sentia.
    Mas muito boa a resenha. :D

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  7. Meninas, obrigada pelos comentários! Fico feliz por terem gostado da resenha!
    Só uma explicação. Quando falei em viver uma vida que não era a sua, me referia a tudo que ele passou a viver quando aceitou mudar de cidade.

    Beijo ;*

    ResponderExcluir
  8. Ainda não li o livro, mais cada resenha que leio só aumenta a minha curiosidade.
    Ótima resenha!!!!

    *bye*
    Louca por Romances

    ResponderExcluir
  9. A resenha esta ótima gostei muito, gostaria muito de ler.
    bjss

    ResponderExcluir