sexta-feira, 6 de abril de 2012

Resenha #17: Presentes da vida



Título: Presentes da vida
Editora: Novo Conceito
Autor: Emily Giffin
Número de páginas: 383 páginas


Darcy Rhone tem uma vida perfeita, dentro dos seus tão exigentes padrões: é bonita, tem sempre tudo o que quer, tem um noivo lindo, rico e que sabe se vestir (e isso é algo extremamente importante para ela). Sua melhor amiga, Rachel, é uma mulher comum aos olhos de Darcy, sem muitos atrativos de beleza, porém, muito inteligente.
Rachel é a madrinha de casamento de Darcy e sua amiga de infância, aquela a quem ela sempre contou tudo. Mas isso não impedia de que Darcy tivesse uma certa competitividade com Rachel, mostrando sempre que era melhor que ela em várias coisas, principalmente no quesito beleza.
O que Darcy não esperava é que, faltando uma semana para o seu casamento, ela descobrisse que Rachel e seu noivo, Dex, estavam tendo um caso. Sentindo-se traída, Darcy jura nunca mais querer saber deles. Eles, principalmente Rachel, morreram para ela. A partir daí sucedem-se vários eventos, que viram sua vida de pernas para o ar. 
Decidida a recomeçar sua vida, Darcy vai para Londres, morar com seu amigo Ethan. Ela só não esperava que a partir daí seus conceitos e sua vida pudessem mudar tanto.
Antes de ler o livro, busquei algumas informações a respeito da história. Vi que muitas pessoas consideravam Darcy uma mulher insuportável. Eu não achei isso dela. Apesar de ser uma mulher fútil e que dá muito valor à aparência (como ela mesma diz, ela julgava as pessoas pela roupa que vestiam), Darcy é uma mulher batalhadora e que se mostra disposta a mudar. Ela só precisava amadurecer.
O mais interessante é notar as mudanças que Darcy apresenta durante o livro. De uma mulher mimada, acostumada a ter tudo o que quer, sem se importar com as conseqüências que suas atitudes possam ter, ela passa a ser mais sensível, racional e amorosa.
Presentes da vida é um livro de história simples, sem grandes dramas e com muitas cenas engraçadas. Narrado por Darcy, esse livro é a continuação de O noivo da minha melhor amiga (que é narrado por Rachel) e que eu ainda não li, mas que não interferiu em nada na minha leitura, pois logo no inicio Darcy faz um resumo dos acontecimentos.
A capa é linda e a diagramação do livro está perfeita. Simples e delicada. Esse foi o primeiro livro que li da Emily Giffin e agora entendi o motivo de falarem tão bem dos seus livros. Ela tem a capacidade de fazer com que os leitores se apaixonem pelos seus personagens e suas histórias. Sem dúvidas, um livro para ler e reler sempre!

5 comentários:

  1. Oi linda, vim retribuir a visita e o carinho la no meu cantinho.. seja sempre bem vinda!
    Seu blog é fofo amei!
    mil beijos...

    ResponderExcluir
  2. Neyla querida!
    Gostei também do livro, embora Darcy antes era um horror!

    “Para você na Páscoa: Que a alegria da ressurreição de Cristo esteja em seu coração hoje e sempre e que seja muito FELIZ!
    Que DEUS abençoe o seu dia de Páscoa e todos os dias de sua vida!!!!!!”
    Luz e paz!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá doçura!!
    Amiga, estais arrasando. Por aqui só está aparecendo livros bons o que rende ótimas resenhas; consequentemente, muito sucesso. Bjos!
    DEUS TE ABENÇOE SEMPRE!!

    ResponderExcluir
  4. Neyla, eu não acredito que vc não achou a Darcy insuportável!rsrs Eu gostei do 1º livro e estou bem ansiosa para ler esse, parece ser muito legal! Quem sabe vendo a história pelo ângulo da Darcy eu não modifique um pouco minha imagem dela?
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Nossa, adorei esse livro, mas no começo da história, achei que seria um saco!!!!! Eu não suportava os rompantes da Darcy. Ela era extremamente irritante e insuportável. Mas a história deu uma reviravolta surpreendente....

    ResponderExcluir