quarta-feira, 11 de abril de 2012

À Convite - Voltando as origens! O Senhor da Chuva.



Olá meninas, dessa vez resolvi voltar as minhas origens. Sempre gostei de leitura fantástica, mas vocês devem lembrar que há alguns anos atrás, era material um tanto escasso nas livrarias desse Brasil varonil. Eram basicamente duas opções: Drácula de Bram Stoker ou Anne Rice, ambos de qualidade inquestionável, mas quem é compulsiva por livros sabe o quando procuramos por novidades.
Eis que um dia me deparo com um autor brasileiro, o que por si só era uma imensa novidade para mim. Eu nunca tinha visto leitura fantástica brasileira, e confesso que isso foi um dos principais motivos de eu ter adquirido o livro O Senhor da Chuva do autor André Vianco, o mesmo autor da série Os Sete.
Logo de cara o livro me prendeu, li em dois dias. Conheço muitas pessoas que não gostam do autor, mas eu sou fã de carteirinha. Agora vamos ao que interessa.
Um dos personagens principais é o anjo Thal, anjo da guarda que protege uma senhora e junto com seus companheiros patrulha o céu de São Paulo. Os anjos estão enfraquecidos e diminuindo cada vez mais pela falta de fé e orações dos humanos. Isso os enfraquece e abre caminho para o domínio dos demônios. Outro personagem que norteia a história é Gregório, um traficante pequeno que planeja sua última venda. Querendo muito sair do tráfico ele planeja um golpe em um dos seus clientes mais ricos.
O pedido é grande e irrecusável então ele faz um empréstimo, digamos assim, de cocaína com o “peixe grande” da área, Sofia, que resolveu ficar com seu parceiro Renan como garantia de pagamento. O plano é comprar um pacote a menos que o pedido e substituí-lo por maisena. Assim ele teria o lucro total desse pacote e voltaria para sua cidade natal, Belo Verde.
Na entrega do pedido tudo corria bem e tudo daria certo se não fosse a interferência de um demônio, Khel. Este influencia o comprador a experimentar justamente o pacote falso, e ai começa a luta de Gregório pela vida. Nesse mesmo instante Thal estava cumprindo sua atividade de anjo da guarda, quando vê o grupo de demônios agindo. Uma briga começa entre o anjo e os demônios, uma luta completamente desigual, levando-se em conta que o anjo está sozinho.
Gregório e Thal levam a pior. O humano é mortalmente ferido, e o anjo também, e num ato de desespero o anjo possui o corpo do humano. Isso quebra uma das regras sagradas e dá a oportunidade para os demônios convocarem uma batalha que mudará a vida de muitas pessoas.
Esse é o enredo dessa história. Não é um livro de romance como os que eu costumo comentar, mas a luta do anjo para poupar vidas humanas que serão perdidas por sua inconsequência já é motivo suficiente para não largar esse livro fantástico.

Até a próxima!

Pri Robles

3 comentários:

  1. Lindo seu blog flor.
    Super seguindo AQUI.
    Segue o mais estilosa também?!

    http://www.maisestilosa.com

    ResponderExcluir
  2. Super interessante !
    Gosto de livros nesse estilo, parabéns pelo post Neyla.
    Beeijos ;*

    ResponderExcluir
  3. Que bom que gostou do post, mas o texto não é da Neyla, é da nossa convidada quinzenal Pri Robles.

    ResponderExcluir