quinta-feira, 17 de maio de 2012

Resenha #21: Cruzando o caminho do sol



Título: Cruzando o caminho do sol
Editora: Novo Conceito
Autor: Corban Addison
Número de páginas: 447 páginas

Cruzando o caminho do sol foi um livro que mexeu com as minhas emoções do começo ao fim. Com uma trama envolvente e personagens cativantes, a história me prendeu até a última página me deixando fascinada.
O livro começa nos apresentando a Ahalya e Sita, duas irmãs com 17 e 15 anos respectivamente, que vivem na Índia. Com uma família bem estruturada, tanto emocionalmente, como financeiramente, as duas meninas são felizes em seu lar. Porém, a vida delas vira pelo avesso com a chegada de um tsunami que arrasa a costa de seu país e mata seus familiares. Sem saber o que fazer, as duas meninas decidem tentar chegar até a escola onde estudam. Porém, são raptadas e passam a viver numa realidade totalmente diferente daquela que estavam acostumadas.
Em paralelo, conhecemos também Thomas, um jovem advogado que está em crise no casamento. Sempre focado no trabalho, Thomas acabou por negligenciar sua família. Com o falecimento de sua filha, ainda bebê, ele se vê abandonado por Prya, sua esposa, que volta para a Índia.
Duas histórias distintas, mas que se cruzam, quando Thomas presencia o rapto de uma garota num parque. Logo após esse episódio, ele é afastado de um importante caso na Clayton, a firma de advogados que trabalha.Em conversa com seu chefe, ele se vê sendo obrigado tirar um ano sabático. O ano sabático é uma decisão tomada entre a empresa e o profissional, que suspende suas atividades normais para dedicar-se a uma atividade que permita refletir e avaliar sua vida profissional e pessoal. E é o que Thomas realmente está precisando.
Impressionado com a cena do rapto da criança, Thomas decide ir para a Índia, mas precisamente para Mumbai, trabalhar com uma organização chamada Aces, que ajuda a fechar bordéis e resgatar jovens, algumas ainda menores de idade. Além disso, ele deseja reconquistar o amor e a confiança de Prya.
Os capítulos são mesclados entre Thomas e as irmãs, o que torna a leitura muito mais dinâmica. Através das páginas, tomamos conhecimento de uma triste realidade. O drama de Sita e Ahalya, vendidas para um bordel, torna a história sensível e não foram poucas as vezes que fechei o livro com lágrimas nos olhos, sem coragem de continuar a leitura tamanha a minha emoção.
Tráfico de pessoas, a pornografia, o trabalho escravo, maus tratos, tráfico de drogas, todos esses temas são abordados pelo autor em sua trama. Lutando contra esses fatores e tendo que lidar com uma polícia corrupta e um sistema judiciário cheio de falhas, a Aces tenta resgatar jovens e dar-lhes condições decentes de vida.
Corban Addison foi de uma sensibilidade extrema ao descrever, com riquezas de detalhes, uma história tão forte e ao mesmo tempo bonita. Bonita? Sim, a história da amizade e amor entre Ahalya e Sita é linda! Não teve como não me apaixonar por essas duas e pela intensidade de seus sentimentos. E por falar em intensidade, os personagens são muito bem construídos e ao terminar a leitura sentia como se tivesse passado uma vida ao lado deles.
Sei que não consegui passar nem um terço do que senti nessa resenha. Tudo que posso dizer é que é um livro que vale muito a pena ser lido e que certamente deixará marcas em seus corações.

5 comentários:

  1. Parabéns pela resenha Neyla! Estou ansiosa para ler Cruzando o Caminho do Sol! Beijos!

    http://www.newsnessa.com/

    ResponderExcluir
  2. Oii flor...
    Parabens pela resenha... realmente esse livro nos deixa sem palavras, mas com um certo conhecimento tb. eu adorei ele tb... então sei realmente o que você sentiu...

    Beijos

    TeLa
    http://penseiraliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Neyla!
    Já li Cruzando o Caminho do Sol e fui marcada por ele,o livro é incrível.Parabéns pela resenha.
    Bjos Fabi
    http://roubando-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li esse livro, e também não sou muito fã de drama mas³ gostaria de tentar ler, nem que fosse pra desistir na metade. Acho que qualquer conhecimento que eu consiga tirar de Cruzando o caminho do Sol já seria bem valioso. (Y)
    Achei a resenha maravilhosa, deu pra ver que você se emocionou pra caramba com a história. (:

    ResponderExcluir
  5. Ai...
    Não é um libro que me interessa assim, para comprar.
    Gostei da resenha!

    beijos

    ResponderExcluir