quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Um Toque Masculino: Asgard - A Saga dos Nove Reinos

ASGARD 

 A SAGA DOS NOVE REINOS



"As runas revelarão as mensagens.
Embarque em um navio dragão e prepare-se para uma jornada ao universo heroico, místico e brutal da era viking. Lute ao lado de guerreiros que não temem a morte, conheça deuses tão poderosos quanto temperamentais e viaje pelos nove reinos de Yggdrasil, a árvore gigante que é o centro de toda a existência. Este é um livro forjado nas crenças de uma antiga civilização, cujo apogeu foi séculos atrás — mas cujo legado perdura até hoje.
Com organização de Sóira Celestino e Evandro Guerra, Asgard: a Saga dos Nove Reinos reune contos, poemas e ilustrações sobre a mitologia nórdicas."


Os leitores mais antigos e os que já acompanham a algum tempo já sabem o quanto gosto de trazer coisa nova e/ou diferente para ser vista aqui. E com livros não poderia ser diferente.
Asgard: A saga dos Nove Reinos - É uma antologia, uma coleção de textos, contendo uma série de contos e poesias relacionados a mitologia e cultura nórdica. Um livro recheado de deuses, monstros, vikings e batalhas. Uma receita de sucesso eu poderia dizer, mas não devo. Afinal qualquer obra está exposta a falhas.
Mas não digo que Asgard falhou. O livro apenas torna-se difícil para quem não conhece da mitologia nórdica ou não gosta do gênero fantástico. Um livro de contos não é algo fácil de apreciar quando não se está aberto àquele tipo de experiencia, mas quando há disposição se torna um prato cheio.
Os contos e poemas retratam a mitologia de diversas formas e você acaba por redescobrir um mesmo personagem a cada conto. Não há apenas um Thor, um Loki, um Odin e/ou um Fenrir, existem diversas versões deles. Retratados no passado, presente, futuro, em Asgard ou entre nós de Midgard. Em Asgard: A saga dos Nove Reinos a fantasia é passaporte para diversos locais no tempo e espaço.
Por se tratar de uma obra que reúne diversas outras obras de autores diferente e estilos diferentes, é muito difícil analisar o livro como um todo: Existem contos que agradam mais que outros e vice-versa, isso é diversidade. No meu caso  por exemplo, não consegui me dar muito bem com as poesias por ser uma realidade distante da minha, mas são poucas as que aparecem no livro e os contos me agradaram em sua maioria. Se a minha opinião serve para alguma coisa, devo dizer para que confira por você mesmo a obra e tire suas conclusões.
Seja qual for sua decisão nos vemos na próxima semana. Por Odin, por Thor e por Asgard!

Ace Barros

5 comentários:

  1. Oi!
    Hm... talvez eu não curta a leitura desse livro. Não curti muito a sinopse e pelo que li na sua resenha, talvez não curta mesmo.
    Enfim, só leria por curiosidade. E pra ser sincero, minha curiosidade é mínima.
    Parabéns pela resenha!
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia esse livro. Adoro tudo o que tem a ver com mitologia. Me interessei muito pelo livro, pois faz bem o meu estilo.

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Estou visitando o seu cantinho. Adorei!
    Já estou te seguindo, dá uma olhadinha lá no meu blog se gostar curta e siga!

    Beiijos,
    Hora do Rímel

    www.horadorimel.com

    ResponderExcluir
  4. Nunca tinha ouvido falar desse livro, nunca mesmo. Mas a capa é bonitinha.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde,

    Nunca tinha ouvido falar desse livro e parece interessante...boa dica...abçs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir