sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Um Toque Masculino: Dragões de Éter - Vol. 2



"Nova Ether é um mundo protegido por poderosos avatares em forma de fadas-amazonas. Um dia, porém, cansadas das falhas dos seres racionais, algumas delas se voltaram contra as antigas raças. E assim nasceu a Era Antiga. Hoje, Arzallum, o Maior dos Reinos, tem um novo rei, e a esperada Era Nova se inicia.
Entretanto, coisas estranhas continuam a acontecer... Uma adolescente desenvolve uma iniciação mística proibida, despertando dons extraordinários que tocam nos dois lados da vida. Dois irmãos descobrem uma ligação de família com antigos laços de magia negra, que lhes são cobrados. Duas antigas sociedades secretas que deveriam estar exterminadas renascem como uma única, extremamente furiosa.
Após duas décadas preso e prestes a completar 40 anos, um ex-prisioneiro reconhecido mundialmente pelas ideias de rebeldia e divisão justa dos bens roubados de ricos entre pobres é libertado, desenterrando velhas feridas, ressentimentos entre monarcas e canções de guerra perigosas. O último príncipe de Arzallum resgata sombrios segredos familiares e enfrenta o torneio de pugilismo mais famoso do mundo, despertando na jornada poderosas forças malignas e benignas além de seu controle e compreensão.
E a tecnologia do Oriente chega de maneira devastadora ao Grande Paço, dando início a um processo que irá unir magia e ciência, modificando todo o conhecimento científico que o Ocidente imaginava possuir.
E o mundo mudará. Mais uma vez."

Há quase seis meses atrás estive aqui resenhando o primeiro volume da trilogia Dragões de Éter do autor Raphael Draccon (Resenha AQUI) e hoje eu volto para continuar essa jornada. A longa sinopse me poupa tempo ao ter que explicar o que se passa no livro, assim tenho mais espaço para entrar nos detalhes.
O livro é uma continuação direta de Caçadores de Bruxas, e apesar de poder ser lido separadamente, ler o anterior faz toda a diferença. Todos os elementos que fizeram do primeiro romance uma obra bem sucedida voltam com força em Corações de Neve: os personagens, a nova roupagem dos clássicos, a ideia por trás do éter e a narrativa. Mas não há receita que não possa ser melhorada. 
Com pitadas de novos elementos, novos personagens e novas tramas o livro ganha um sabor a mais: um sabor de evolução. Evolução no sentido de crescimento, amadurecimento. A trama e os personagens vindos do primeiro livro ganham um ar mais maduro. Isso inclui o narrador. Nesse livro ele abandona o lado chato dele em algum canto perdido do éter e se torna o interlocutor de uma coisa maior. Não só contando o que se passa ali,  mas nos conectando a ela, despertando o nosso semi-deus interior (apenas lendo o livro você vai entender essa parte).
O amadurecimento dos personagens é algo muito bom de se ver, principalmente o de João Hanson e Ariane "Chapéu Vermelho" Narin, na minha opinião. Os novos contos e estórias inseridos no segundo livro são muito bem encaixados, e ver a nova face de velhos conhecidos da literatura é muito bacana, pois as mudanças não são chocantes e a aceitação é muito fácil  O autor também sabe dosar ação, aventura, drama e romance tornando-o difícil para alguém se decepcionar.
Para não dizer que apenas elogio, existem pontos que podem desagradar ao leitor. Primeiro o excesso de referências. Algumas são fáceis de entender e outras não (ao menos não a todo mundo). A outra coisa é o arrastado desenrolar do campeonato de pugilismo que ocupa boa parte do livro, e em alguns momentos deixa confuso com o uso de termos do boxe (alguns nem tanto, mas quando termos em inglês se misturam com o português, sim). 
Vale a pena continuar a trilogia e ler Corações de Neve com toda certeza. E quando compreender os detalhes encrustados na sutileza e nos pequenos detalhes, tenho certeza que o éter levara o semi-deus em você para se aventurar mais perto da Criação.

Ace Barros

10 comentários:

  1. Neyla, nunca quis ler nada sobre a série pq não queria me envolver com mais uma sequência de livros e ainda tive medo de me levar pela capa, q amei.

    MAs percebo, com a sua resenha, que perdi muitoi tempo, já deveria ter lido todos os livros. A história é realmente fantástica. Só não gostei muto do campeonato, mas acho q dá p suportar.

    Adorei o lance do semi-deus em você...

    Parabéns pela resenha.

    adriana medeiros
    minhavelhaestante1.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Texto muito bem escrito,deu muita vontade ler...será a próxima aquisição rsrs.

    ResponderExcluir
  3. Oi, tenho o box com os 3 livros dessa série, mas ainda não li nenhum deles.
    Adorei sua resenha e fiquei ansiosa pra ler!

    Beijokas
    Jaque - Meus livros, meu mundo.

    ResponderExcluir
  4. Oi Ace!
    A Trilogia Dragões de Éter está aqui na minha fila de não lidos, preciso dar uma chance à saga, não é? Suas resenhas me animam, vou tentar =D
    Beijos... Elis Culceag.
    * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale sim Elis, tira a poeira dos seus exemplares e dê vida a mais essa história!
      Abraços, Ace!

      Excluir
  5. Texto está super legal, resenha perfeita. Mas, sei lá, ainda não me deu aquele tcham!!
    Mas parabéns pela sinceridade na resenha!!!

    Bjkasssssss

    ResponderExcluir
  6. Eu li o primeiro livro e preciso mesmo partir para os seguintes, é uma história muito boa, que me deixou apaixonada. Este segundo livro eu ganhei direto das mãos do autor, imaginem minha emoção. Parabéns pela resenha.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  7. A trilogia ta na minha lista já faz um tempo, ainda mais agora com sua resenha. Quando eu terminar de ler As Cronicas de Fogo e Gelo (oque vai demorar um pouquinho kkk), com certeza vai ser minha próxima escolha de leitura [=

    Beijos do Sol :*
    http://tyciahadiresenhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Boa noite,

    Quero muito ler essasérie e sua resenha me deixou com mais vontade....abçs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Então né, meu gênero preferido, com essa foto mega fofa com a Branca só aumenta a vontade de ler a série.

    Bye da Pah
    Livros Estrelas

    ResponderExcluir