quarta-feira, 10 de abril de 2013

À convite: O circo da noite



Sinopse: Sob suas tendas listradas de preto e branco uma experiência única está prestes a ser revelada: um banquete para os sentidos, um lugar no qual é possível se perder em um Labirinto de Nuvens, vagar por um exuberante Jardim de Gelo, assistir maravilhado a uma contorcionista tatuada se dobrar até caber em uma pequena caixa de vidro ou deixar-se envolver pelos deliciosos aromas de caramelo e canela que pairam no ar. Por trás de todos os truques e encantos, porém, uma feroz competição está em andamento: um duelo entre dois jovens mágicos, Celia e Marco, treinados desde a infância para participar de um duelo ao qual apenas um deles sobreviverá. À medida que o circo viaja pelo mundo, as façanhas de magia ganham novos e fantásticos contornos. Celia e Marco, porém, encaram tudo como uma maravilhosa parceria. Inocentes, mergulham de cabeça num amor profundo, mágico e apaixonado, que faz as luzes cintilarem e o ambiente esquentar cada vez que suas mãos se tocam. Mas o jogo tem que continuar, e o destino de todos os envolvidos, do extraordinário elenco circense à plateia, está, assim como os acrobatas acima deles, na corda bamba.

Olá pessoas, a resenha de hoje é sobre o livro O Circo da Noite da autora Eric Morgenstern, seu romance de estréia. 
Celia e Marcos foram jogados em um duelo por seus treinadores. Ambos têm poderes mágicos e devem duelar até a morte, porém nunca foram apresentados até se encontrarem durante a concepção do Le Cirque des Rêves. 
O livro é todo atraente, a capa, as cores (estranho como algo praticamente preto e branco pode chamar tanta atenção), o resumo da contracapa promete um duelo intenso entre os protagonistas Celia e Marco tendo como pano de fundo toda a magia do Le Cirque des Rêves. Tudo nesse livro promete, até você passar dos primeiros capítulos. 
A história tem tudo para ser fantástica, é tão descritiva que muitas vezes eu me sentia dento do circo, sentia as texturas e até o cheiro do caramelo. Mas a construção é extremamente confusa, cada capítulo acontece em um ano, em um capítulo você está em 1886 e no próximo já pula para 1902 e no próximo volta para 1883... é extremamente complicado de se situar, pois fatos que aconteceram no mesmo ano só aparecem várias páginas depois, quando você está imerso no assunto da vez. A interação entre os protagonistas, demora quase meio livro para acontecer e quando acontece é tão sem graça... sabe aquela sensação de superficialidade? Então, foi isso que senti, tanto que cheguei a caçar no livro se realmente existiria alguma interação entre os dois, eu já estava quase na metade e eles não tinham trocado mais que meia dúzia de palavras!
Acredito que se a construção da continuidade do texto e da relação dos dois tivesse recebido mais atenção o romance tinha tudo para ser o mais novo best seller do gênero, lendo eu fiquei com a sensação de que bateu na trave, mas não foi dessa vez. Eu não sei se vai ter continuação, se tiver eu vou comprar porque só pela descrição perfeita do ambiente e das situações no circo já vale a pena. Um dos melhores livros que já li nesse quesito, a cada página ficava cada vez mais triste pelo Le Cirque des Rêves não existir de verdade.

Pri Robles

10 comentários:

  1. Esse livro parece ser muito legal!
    Já dei uma olhada nele na livraria e adorei a capa *-* vou comprar em breve ;)
    Sua resenha ficou ótima, gostei!
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa
    http://www.facebook.com/BlogEscutaEssa
    @blogescutaessa

    ResponderExcluir
  2. Sempre achei a capa desse livro muito linda!!!
    Ainda não decidi se vou ler ou não... minha estante está muito cheia, tenho que diminuir a fila aqui.
    Adorei a resenha!
    Beijos
    http://coracaodetinta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. A capa realmente é bem bonita, é legal ler um livro que as descrições te transportam para o cenário, mas essa confusão que vc citou me deixou um pouco desanimada para ler, não gosto de livros confusos.

    ResponderExcluir
  4. Oi Neyla!

    O livro te conquistou mesmo,essa sensação é muito boa,só não é quando a história acaba e te deixa com saudades.

    Bjos

    www.roubandolivros.com

    ResponderExcluir
  5. Tenho muita vontade de ler esse livro
    Amo esse tema
    Além da capa ser linda

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Acho a capa desse livro simplesmente linda, mas a sinopse dele nunca me atraiu, quem sabe um dia eu acabe lendo e gostado.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Essa capa é linda e eu comprei esse livro esse ano e não vejo a hora de lê-lo! Parece ter uma estória super interessante! :D

    Beijos!
    www.desejoliterario.com

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Eu tenho esse livro, mas ainda não li.
    É uma pena que você não tenha gostado muito no geral. Sobre as descrições, muitos falaram o mesmo e acho que gostarei também.
    Gostei de saber sua opinião. (:
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  9. Sabendo como usar, o Preto e Branco podem atrair bastante. Gostei da Sinopse, deu muita vontade de ler, mas agora to meio na duvida... Mais confesso que a vontade ainda não passou =] Não é uma das prioridades, mais ainda vou ler . Gostei da resenha, parabens ^^

    Beijos do Sol :*
    http://tyciahadiresenhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá Neyla,

    Esse é um livro que gostaria muito de ler achei bem interessante e sua resenha me deixou curioso....abçs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir