terça-feira, 7 de maio de 2013

Resenha: Devoy - Kassan














Título: Devoy - Kassan (livro 1)
Editora: Modo
Autor (a): Paula Vendramini
Número de páginas: 177 páginas


Sinopse: Existe um mundo em que sua população desconhece a existência dos nominados Ocultos. Celebriant Devoy tinha tudo para ser uma grande Oculta, só havia um pequeno problema: ela não queria ser. Mesmo nascida em uma família privilegiada com um poder raro e destrutivo, Celebriant não aparenta estar apta a representar o papel de primogênita Devoy. Quando seu pai a chama para informá-la de uma novidade nada atraente, Celebriant sente-se completamente injustiçada. Suas desconfianças e seu poder secundário a atacam com imagens perturbadoras e ela se sente perdida. Com um noivado indesejado e seu poder lhe dizendo que esse caminho não é o certo, será que Celebriant vai seguir o seu destino docilmente?

Comecei a leitura de Devoy - Kassan com poucas expectativas. Não que eu achasse que o livro seria ruim. Longe disso, já que li diversos elogios a história e a escrita da autora. Mas eu achava que o livro não conseguiria me cativar. Livros de fantasia me encantam, mas não é sempre que consigo me conectar à história e aos personagens. Mas, dessa vez, fui surpreendida por uma história que me deixou ligada no livro do início ao fim.
Celebriant faz parte de uma família de Ocultos. Os Ocultos são um grupo seleto de pessoas, com forte poder. Sua família, em especial, possuem o Kassan, um poder incrivelmente forte e de grande valia entre os Ocultos, já que podem utilizá-los como arma contra os rebeldes, pessoas que buscam destruir a paz da sociedade. Porém, ao contrário de seus pais e de sua irmã Lune, Celebriant ainda não desenvolveu o Kassan, tendo como poder apenas a Intueri, que como o próprio nome já diz, permiti intuir o que irá acontecer.
A Intueri, embora seja algo de utilidade, não é bem vista entre os Ocultos e por isso, Celebriant era sempre alvo de gozação por parte de sua prima Ceres e de Lune. Porém, em um desses dias, em meio a uma onda de fúria, o Kassan de Celebriant finalmente desperta, deixando seus pais orgulhosos. Quem não gosta dessa história é Lune, que se vê ofuscada pela irmã mais velha, e Saori, sua irmã mais nova (e que possui uma maturidade incrível para a idade).
A partir desse acontecimento, tudo muda na vida de Celebriant. Seus pais têm grandes planos para ela, entre eles, arranjar-lhe um bom casamento com o filho de uma poderosa e tradicional família de Ocultos. Porém, Celebriant é diferente e vê as coisas de uma forma oposta da dos pais. Em seu íntimo, ela não deseja tornar-se uma Oculta, nem casar-se com alguém que não gosta. Porém, com o passar do tempo, seu poder principal passa a ser o Kassan e ela começa a perder toda a sensibilidade que a sua Intueri lhe dava e agir de forma fria e impetuosa. É só quando recomeça a ouvir a voz da intuição que Celebriant começa a se perguntar se os ideais que tanto preza e defende são realmente os certos.
Eu adorei o livro. Estou me coçando de vontade de contar tudo, mas não quero estragar a surpresa entregando fatos que são mais empolgantes quando descobertos lendo. Celebriant não foi a minha personagem preferida, já que logo de inicio não conseguia gostar dela. Foi só a partir da metade do livro que consegui sentir simpatia. Já Saori eu gostei desde a primeira aparição. E é engraçado citá-la como a personagem que mais gostei, já que ela pouco aparece no decorrer do livro. Ela é daquelas personagens que parecem carregar toda a bondade no coração e isso muito me agradou.
No decorrer da história vamos acompanhando o crescimento de Celebriant, já que quando o livro começa ela está com 7 anos e, quado termina, já está com 18. Podemos perceber também o quanto a personagem amadureceu, como ela consegue lidar melhor com seus poderes e, principalmente, como sua forma de vê o mundo mudou.
A narrativa da autora é simples e ágil, a diagramação está impecável e eu recomendo muito o livro. Este é o primeiro livro da série e não vejo a hora de ler os próximos. E, só para adiantar: o livro termina em uma parte crucial. Não tem como não aguardar ansiosa pela continuação.

11 comentários:

  1. Descobri esse livro hoje, vagando por um blog de uma outra autora nacional. Achei a capa linda (e não sei porque, me lembrou de Harry Potter o.o kkkk). Quando li a sinopse e um pouco mais sobre os personagens no blog do livro, fiquei completamente apaixonada! *u* . Ainda fico meio com pé atrás devido a esses nomes um tanto quanto criativos, mas adorei a história super diferente *-* . O que mais me surpreendeu foi o número de páginas (por que tem que ser tão curtinho? D:), mas admito que estou bem curiosa pela leitura *u*
    Acho que o que mais me impede de me arriscar no livro, é que eu sou como você: por mais que as fantasias me encantem, são poucas as que conseguem me prender do começo ao fim \: .
    Adorei a sua resenha, e sem dúvida alguma ela aumentou ainda mais a minha curiosidade e o meu lado consumista u_u asudhaiushdiuahsiudasd.

    Beeeeijinhos e uma ótima semana! :*
    www.inconstantecontroversia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oie,
    não conhecia o livro e confesso que pela cara dele nao é um livro que me chame atenção e não sei se colocaria ele na minha leitura agora já que ele é cansativo no começo, mas parece ser um bom livro.Quem sabe mais para frente?

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá sua linda.

    Não conhecia a obra, mas fiquei empolgada. Obras que surpreendem são sempre interessantes. Amoooo histórias fantásticas. Adorei saber que o livro percorrer todo esse tempo de vida da personagem, dos 7-18. Mas uma coisa me deixou com o pé atrás... São muitos anos de vida, em apenas 177 realmente dá de se desenrolar uma história do tipo sem parecer superficial?
    Mas gostei da dica.

    Beijo flor!

    -Amigas Entre Livros-

    ResponderExcluir
  4. Como leitora-beta da série Devoy (aquela que já leu 3 livros e meio da série) garanto uma coisa: o 1 é só a introdução necessária de tudo xD
    Ter poucas páginas não quer dizer que a história não se desenvolve. Na verdade, como sempre disse para a Paula, o livro é praticamente um roteiro pronto para um filme xD

    Acompanhem a série, não vão se arrepender! o/

    ResponderExcluir
  5. Neyla, primeiramente obrigada por sua participação no BT. Fiquei muito feliz com a sua resenha, está muito bem escrita e caprichada! Devoy, Kassan foi uma bela surpresa, um livro fantástico, fiquei encantada com a estória, a Saori realmente ganha nossa simpatica, também gostei muito dela :D

    Beijos!

    daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço a oportunidade, Sammy *-*

      Excluir
  6. Oi Neyla! Fiquei muito feliz que você se encantou pelo livro! *-*

    E nesse primeiro, como a Lhaisa disse, a história é só a introdução, por isso é tão curto, mas os outros já não seguem esse padrão! hahahah

    Obrigada mesmo, amei a resenha! E se tudo der certo, esse ano sai o livro 2 \o/

    Beijosss =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mega ansiosa pela continuação *---------*
      Fico feliz por ter gostado da resenha, Paula! Sucesso, afinal você merece!
      Beijos

      Excluir
  7. Oi Neyla.
    Eu gosto de livro onde acompanhamos o crescimento do personagem, principalmente se isso for bem explorado, fica a impressão de que realmente conhecemos o personagem, já li livros assim e me apaixonei, e era também uma fantasia, é bem provável que essa narrativa me agrade. Ótima resenha.

    Beijos
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  8. Oi Neyla,
    Ainda não conhecia o livro, mas achei a capa bem diferente. Preciso confessar que achei o enredo um pouco confuso, mas gostei de saber que a protagonista, cresce no decorrer da trama.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia esse livro!!!! Gostei bastante da resenha e da trama, que parece ser bastante instigante.....Vou anotar o título desse livro, pois, fiquei muito curiosa com ele....

    ResponderExcluir