quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Nós Vimos... - Homem de Aço



O alienígena mais famoso dos quadrinhos volta às grandes telas dos cinemas de cara nova, não só com novo interprete, mas com nova roupagem. E roupa também, a bendita cueca por cima da calça se foi. Mas você pode se perguntar: Como um personagem de 75 anos pode ter algo novo a mostrar? Com uma boa mente por trás do roteiro, sempre a algo mais a se explorar.

"Um garoto descobre ter poderes extraordinários e não ser do planeta Terra. Ao se tornar um jovem homem, ele viaja para descobrir de onde veio e a razão pela qual foi enviado. Mas o herói dentro de si deve se manifestar se ele quiser salvar o mundo da aniquilação e se tornar um símbolo de esperança para a humanidade."

Reconstruir o mito, essa foi a solução adotada. O roteiro apesar de não ser algo original ou surpreendente trabalha o lado do personagem menos abordado, sua origem. Não que seja necessário vermos mais uma, mas origem foi um pouco modificada, mas não a ponto de ser reconhecida ou mudar a essência do personagem, mas trabalhada com maior força a parte alienígena. Toda a parte introdutória do filme serve para mostrar a história da destruição de Krypton, a relação entre Zod, Jor-El e o conselho das tradições do planeta. Pela primeira vez a civilização alienígena foi retratada em tela e de forma muito bem feita, com sua ciência que misturava o avançado e o medieval. Um cenário tão bacana que merecia um aprofundamento maior.

Krypton durante a revolta liderada por Zod

Outra boa ideia utilizada no filme foi usar flashbacks para mostrar o passado de Clark em vez de contar de forma linear toda a criação pelos Kent. Em determinados momentos do filme enquanto um Clark já adulto buscava por suas origens alienígenas e encontrar seu lugar no mundo somos levados a ver momentos que formaram seu caráter. Isso deu ao filme um caráter de pessoalidade e profundidade maior que outros filmes de heróis, embora os acontecimentos no filme sejam narrados de maneira muito rasa e isso inclui a relação com Lois Lane.
Os antagonistas são construídos a medida do possível, por apenas Zod possui verdadeira motivação para fazer o que faz e é o único que te convence, os outros são apenas seus seguidores. Zod é um vilão crível, um vilão profundo e cruel. E o quebra pau entre os Krypitonianos rende cenas memoráveis de pancadaria e destruição digna de dois monstros enfrentando-se. Mas para mim, mesmo sendo fã do azulão, O Homem de Aço é um filme que parece faltar um pedaço. Sei que este é um filme introdutório, mas para um filme longo faltou profundidade maior no personagem.

Huum, arrumaram um Superman bonitão dessa vez! - Comentário feito por  minha mãe 

As atuações foram todas satisfatórias, mas eu destaco as atuações dos pais de Clark/Kal-El. Kevin Costner e Russel Crowe dão vida a dois pais que mesmo tendo defeitos são dignos de respeito pelo amor que demonstram por seu filho. E a muito tempo não via nenhum dos dois tão bem em tela, principalmente Costner. 
Já Henry Cavil chama atenção por sua beleza e porte, pois sua atuação no filme parece restrita, embora no fim de tudo conseguamos aceitar que parte do fato se deva ao personagem estar em formação. O galã e sua boa forma física, atraem o público feminino de forma magnética, até minha mãe teceu comentários sobre o rapazote... Tá, concordo que o rapaz é bonito, e não se fala mais nisso. 
Os efeitos visuais são impecáveis e dão ao filme um ar singular ao misturar elementos da ficção cientifica ao mundo real, assim como a trilha sonora que dá peso ao roteiro e fortalece as cenas dramáticas. As cenas de combate são sem dúvidas o ponto forte do filme, com uma ação frenética típica de desenhos animados. O Homem de Aço é um bom filme para se passar uma tarde, mas não é um filme que agrade a todos, portanto se não é um fã histérico do Superman e já assistiu o filme espere pelo DVD e veja no seu sofazão no conforto do seu lar.

Ace Barros

6 comentários:

  1. Eu também assisti. Quer dizer, e só entrei no cinema e depois de meia hora, mesmo com toda aquela ação do filme, eu CAPOTEI na poltrona! HSUASUAHSUAHSUA Então não posso falar muito dele...

    Beijos,
    Caroline
    http://criticandoporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu ainda não vi, mas com certeza vou ver!
    Já vi várias pessoas falando muito bem desse filme ;)

    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  3. Quero tanto ver Homem De Aço! E olha que não sou grande fã de super heróis, os acho interessantes, mas poucas vezes tenho interesse de ver fora do cinema, sabe? HAHA. E sua mãe tá certa, dessa vez o Clark é bonitão!
    Bom fim de semana!
    http://literallypitseleh.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. kkkkkk Adorei o comentário da sua mãe. Ela tem toda a razão.
    Ainda não assisti. Mas quero muito.
    Gostei da indicação, claroooo!!!!

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Esse é um dos filmes que tanto quero ver esse ano

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Ace!
    Esse é um filme que eu verei no aconchego do meu lar, não me interessou ao ponto de me atrair ao cinema, mas vale como entretenimento no sofá =)
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir