segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Resenha: Uma questão de confiança











Título: Uma questão de confiança
Editora: Novo Conceito
Autor (a): Louise Millar
Número de páginas: 382 páginas


Sinopse: Em um subúrbio tranquilo de Londres, algumas mães se ajudam através de amizade, favores e fofocas. No entanto, algumas delas não parecem confiáveis e outras têm segredos obscuros. Quando Callie se mudou para seu novo bairro, pensou que seria fácil adaptar-se. Contudo, os outros pais e mães têm sido estranhamente hostis com ela e com sua filha, Rae, que também descobriu como é difícil fazer novas amizades.
Suzy, seu marido rico e seus três filhos parecem ser a única família disposta a fazer amigos, mas, recentemente, a amizade com Suzy anda tensa. Ainda mais com a atmosfera pesada que pairou sobre o bairro após a chegada da polícia e o relato de um possível suspeito morando no bairro.
O que Callie e sua pequena Rae podem esperar? Em quem confiar? E, sobretudo, como imaginar que certas atitudes rotineiras podem colocar em risco a vida de sua pequena filha? Verdades e mentiras parecem se esconder nestas pequenas casas.

Sabe quando você anda "escaldada da água quente" e pega um livro achando que ele vai ser só mais um e em nada vai te agradar? Foi o meu caso com Uma questão de confiança. Depois de me decepcionar com um livro de temática semelhante, eu estava esperando o pior quando comecei a ler. Porém, o livro me surpreendeu em tudo e você confere agora o que achei. :)
Callie e Rae moram em uma rua onde a únicas pessoas que possuem amizade é com Suzy e sua família. Apesar de não ser uma pessoa ruim, as pessoas não se aproximam dela e nem de Rae, que é uma garotinha de 5 anos, muito esperta e ávida por novas amizades. Por mais que se esforce, ela nunca recebe convites para ir brincar na casa dos coleguinhas ou para festinhas de aniversário. Essas coisas partem o coração de Callie, que não entende o motivo de tanta hostilidade para com ela e sua filhinha.
Callie não trabalha, já que Rae possui um problema no coração que exige toda a sua atenção. Tom, o pai de Rae, ajuda com as despesas, mas Callie sente falta do trabalho, de outras companhias (já que Tom está sempre distante). Sem contar que um dinheiro extra seria bem vindo, já que o orçamento está sempre apertado. Partindo desse ponto, ela decide voltar ao trabalho e deixar Rae em turno integral na escola. Ela vai ter a chance de voltar ao mercado de trabalho e Rae de estar em contato com outras crianças e fazer amigos. Ela só não imaginava que as coisas não seriam tão fáceis como acreditava.
Em paralelo, conhecemos Suzy e Debs. Suzy é a melhor amiga de Callie. Casada, mãe de três meninos, ela vive uma situação delicada em seu casamentos. Extrovertida, dinâmica e de personalidade forte, Suzy esconde segredos que não revela a ninguém, nem mesmo a Callie.
Debs, por sua vez, é uma mulher introspectiva, que mudou-se muito recentemente para o bairro, tentando com isso fugir de um acontecimento que marcou sua vida. Debs trabalha como professora na escola de Rae e é uma mulher angustiada, que vive atormentada, acreditando que está sendo perseguida.
As histórias dessas mulheres se cruzam no decorrer do livro, segredos vão sendo revelados e outros são acrescentados. O início é um pouco morno, mas no decorrer da trama o ritmo vai acelerando, principalmente por que nem tudo é o que aparenta ser. A autora soube criar um mistério em torno de situações aparentemente banais e isso foi o que me fez gostar mais ainda do livro.
Esse foi um daqueles livros que me agradou em tudo: trama, personagens, narrativa. Os capítulos são curtos e intercalados entre as três mulheres, o que dá um maior dinamismo na leitura. A escrita da autora é envolvente e sem muitos rodeios, passando longe de descrições desnecessárias, indo direto ao ponto.
Com certeza, um livro mais do que recomendado.

8 comentários:

  1. A história parece ser excelente! A Novo Conceito tem trazido livros ótimos...

    Abraços, Isabela.

    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha. Aconteceu a mesma coisa comigo, eu achava que seria só mais um livro, e gostei muito da leitura.
    Gostei muito das três moças descritas, malucas, mas ótimas pessoas,rs.
    Resenha perfeita em tudo como sempre!!!

    Obs.: Tem Tag pra você no blog
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/2013/08/tag-11-coisas.html

    E eu respondi a sua!!!!

    Bjkassssss

    ResponderExcluir
  3. Não li muitas resenhas sobre esse livro, mas já gostei dele por saber que no enredo possui mistérios e segredos. Vou colocá-lo na lista de futuras leituras.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu já li algumas resenhas, mas nunca me interessei o bastante para ler, mesmo assim parece um livro bom, mas não é o primeiro da minha lista.
    Beijos,
    Yasmin
    deitadosnagrama.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Neyla! Eu comecei a ler e achava e achei cansativo, acreditei que sabia o que iria acontecer,mas do nada a autora deu uma virada na trama que acabei agarrando o livro e larguei só quando acabou. Gostei muito, quem diria que as pessoas sabem fingir tão bem. Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  6. Oi Neyla,
    confesso que li esse livro faz pouco tempo e não curti muito a leitura não. Principalmente o começo, sempre me pareceu previsível rsrsrs

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  7. Bom dia Neyla,

    Esse livro esta na minha lista de espera de leitura e espero gostar dele o quanto você gostou...bela resenha...abraços.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Neyla,
    Uau que bom saber que a leitura é boa assim, ansiosa para conferir e poder me aventurar com essas mulheres que tem tantos problemas....capítulos curtos me agradam e muito....bela resenha...beijoaks elis
    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir