quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Um Toque Masculino - Fogo Cruzado







FOGO CRUZADO
Autor:
James Patterson
Editora:
ARQUEIRO
Ano:
2012
Número de páginas:
208
Gênero:
Policial






Personagem recorrente nas resenhas aqui do blog, Alex Cross, está de volta. Em pouco tempo, cerca de um ano, eu não era um fã de romances policiais, mas isso mudou quando Neyla me presenteou com um livro de James Patterson. De lá para cá minha coleção tem apenas aumentado, seja com o apoio da queridíssima Editora Arqueiro ou, na maioria dos casos, por conta própria. E por mais que goste do Clube das Mulheres Contra o Crime, a série de aventuras do Cross é o meu xodó.

"Os sinos da igreja já estão tocando. Em meio aos preparativos para seu casamento com a detetive Bree Stone, Alex Cross é chamado pelo Departamento de Homicídios de Washington para resolver o assassinato de dois dos homens mais poderosos – e corruptos – da cidade. Quando o ardiloso homicida, um atirador de elite, age novamente, exterminando outros integrantes da alta-roda, as opiniões ficam divididas: será que ele é um herói ou apenas um justiceiro? Um criminoso com acesso a informações privilegiadas. A onda de mortes continua e o FBI designa o agente Max Siegel para o caso. Enquanto ele e Cross disputam quem será o responsável pela investigação, fica claro que o autor dos disparos sabe de detalhes da rotina das vítimas que só alguém que conhece o círculo íntimo delas poderia descobrir. Alex Cross é pego no meio do fogo cruzado, enquanto se divide entre o franco-atirador, a rivalidade com Siegel e os planos para o casamento, o detetive recebe um telefonema de seu maior inimigo, Kyle Craig. Ele escapou da penitenciária de segurança máxima para onde foi mandado por Cross e não vai descansar até conseguir se vingar."

Protagonistas de série policiais não tem descanso, isso todo mundo já sabe. Mas Alex Cross parece ser um ímã para coisas desagradáveis acima do normal. Quando seu casamento com Bree está preste a acontecer, ele recebe a notícia que seu pior inimigo, Kyle Craig, fugiu da penitenciária de segurança máxima onde estava preso. A notícia que é ruim por si só, torna-se algo muito mais preocupante quando é dada pelo próprio Kyle, o homem que matou a primeira esposa do detetive. Se isso não fosse o bastante, Cross é colocado em dois outros casos complicados e tem que lidar com um intrometido agente do FBI. Pego em um fogo cruzado, Alex Cross é obrigado a lidar com todas situações de uma única vez, tendo que cumprir seu papel como policial, cuidar da segurança de sua família e pensar em seu casamento.
Com tanta coisa acontecendo não tem como negar que o livro se torna corrido, mas emoção e adrenalina não faltam. A narrativa acelerada ajuda aprender sua atenção e o livro curto se torna ainda menor em sua mão. Os personagens anteriormente construidos não são reapresentados, exigindo um pouco de conhecimento do leitor sobre a série. E essa é a primeira vez que vejo isso em um livro de Patterson, apenas os personagens novos recebem uma introdução mínima. Se não conhecer todos os membros da família Cross é fácil se perder com tantos nomes, ainda mais quando ex-mulheres também reaparecem para tentar impedir um casamento.
Fogo Cruzado não é o livro mais completo de Patterson, mas com certeza depois de O Dia da Caça esse foi o mais repleto de ação. O livro é mais recomendado para quem já acompanha a série, pois como dito anteriormente não serve como ponto introdutório como os anteriores. Contudo se não se importa com isso e procura apenas um livro divertido para distrair-se numa tarde de descanso, Fogo Cruzado é uma boa pedida.

Ace Barros

5 comentários:

  1. Super legal,eu meio que não me interesso por livros deste tipo,mas achei diferente :D

    Seu blog é super legal e suas resenhas tbm :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Dani, ficamos muto felizes pelo elogio *-*

      Excluir
  2. Adoro James Patterson, mas ainda não li nada desse série.... Já li algumas resenhas e fico com muita vontade de ler, pois, parece ser realmente muito boa.... Certamente, começarei a ler em breve.....

    ResponderExcluir
  3. Puxa, que resenha entusiasmada e empolgante! Fiquei curiosa pra conhecer Alex Cross!
    Realmente esse desafio parece ser pavoroso, uma vez que o perseguidor asssassinou a esposa do protagonista! Aprecio livros com essa tensão, que ficam convidando o leitor a ler 'só mais uma página' e assim lemos um capítulo atrás do outro, hahaha...
    Bom saber que há um melhor ainda que esse, O dia da Caça, agra já tenho duas indicações pra conferir!

    ResponderExcluir
  4. A única coisa que li do Patterson até agora foi Bruxos e Bruxas, e não foi um bom cartão de visitas. Os livros policiais tem sempre uma pegada diferente e acho que vale uma nova tentativa.

    Beijos!
    Tesouro Literário

    ResponderExcluir