sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Resenha: Um Gato de Rua Chamado Bob













Título: Um Gato de Rua Chamado Bob
Editora: Novo Conceito
Autor (a): James Bowen
Número de páginas: 236 páginas

Sinopse: Quando James Bowen encontrou um gato ferido, enrolado no corredor de seu alojamento, ele não tinha ideia do quanto sua vida estava prestes a mudar. Bowen vivia nas ruas de Londres, lutando contra a dependência química de heroína, e a última coisa de que ele precisava era de um animal de estimação. No entanto, ele ajudou aquele inteligente gato de rua, a quem batizou de Bob (porque tinha acabado de assistir a Twin Peaks).
Depois de cuidar do gatinho e trazer-lhe a saúde de volta, James Bowen mandou-o embora imaginando que nunca mais o veria. Mas Bob tinha outras ideias. Logo os dois tornaram-se inseparáveis, e suas aventuras divertidas — e, algumas vezes, perigosas — iriam transformar suas vidas e curar, lentamente, as cicatrizes que cada um dos dois trazia de seus passados conturbados.
Um Gato de Rua Chamado Bob é uma história comovente e edificante que toca o coração de quem a lê.

Quando comecei a ler Um gato de Rua Chamado Bob, não estava esperando fortes emoções. Apesar do que havia lido sobre ele, e de uma reportagem sobre James e Bob que havia visto no Fantástico, esperava que o livro fosse mais puxado para o humor, com algumas pitadas de drama. Realmente o livro não é dos mais fortes, mas a história de vida e amizade entre Bob e James é marcante e apaixonante.
A história é narrada por James, músico, que apresenta-se nas ruas de Londres e que está tentando livrar-se do vício das drogas. Há alguns anos James saiu de casa e passou a viver nas ruas, tirando sua fonte de renda das apresentações que faz nas ruas.
Em um belo dia de inverno, encontra um gatinho laranja no corredor do alojamento onde mora. O gato é muito pequenininho e, apesar de gostar muitos dos bichanos, ele não o acolhe por pensar que é um gato de outro morador. Os encontros com o bichano são frequentes e um dia, ao perceber que ele está doente, James decide levá-lo para seu apartamento e cuidar dele até estar totalmente recuperado.
Bob, nome pelo qual foi batizado, logo mostrou-se ser um gatinho esperto e aos poucos foi tomando conta da casa e do coração de James. Ele se tornou um companheiro em casa e também nas ruas, conquistando o afeto e simpatia de muitas pessoas. Depois que passou a levar Bob nas suas apresentações, James viu suas gorjetas aumentarem bastante e Bob ganhou muitos admiradores. Todos sempre paravam para admirar  e presentear aquele gatinho laranja tão adorável.
O livro narra a história dos dois juntos, as aventuras, os problemas e os momentos de felicidade e superação. Juntos, eles formam uma dupla cativante. A história não é emocionante, portanto não espere relatos que te levem as lágrimas. Ela é leve e despretensiosa, do tipo que se lê em pouco tempo e que fica aquele gostinho de quero mais.
Um gato de rua chamado Bob é um daqueles livros fofos que conquistam pela simplicidade. É a história de uma amizade muito bonita entre um homem e um gato. No decorrer das páginas, vamos conhecendo mais sobre James, sobre sua vida antes e depois das drogas, a solidão e os medos. É interessante poder ver a transformação que Bob trás a vida dele. 
É uma história real de superação e amizade, e é impossível não se encantar com James e Bob. Sem dúvidas um livro para ser lido e relido sempre.

14 comentários:

  1. Quando o livro tem um teor simples, objetivo e prático - sem rodeios -, não tem como não gostar!
    Simplesmente não dá. rs
    E o fato de ser verídica, adivinha? só faz eu ficar mais babona ainda. kkkkk

    Clicando Livros
    Beijinhos *-*

    ResponderExcluir
  2. Esse livro parece ser muito fofo e eu adoro gatos!!
    Estou com ele aqui para ler e vou ler em breve,super curiosa para saber mais sobre essa história que parece ser emocionante.
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  3. Oi Neyla! Eu gostei muito do livro, sou apaixonada por gatos, e já tive três como o Bob, foi como reviver os momentos com os meus. Um livro muito bom mesmo, que eu recomendo.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  4. Oi amore!! Que linda resenha!!
    Esse livro está sempre em primeiro lugar na fila de leitura, não sei porque raios eu passo outros na frente, mas vou mudar isso. Ele vai pra frente e vou ler com certeza.
    Acho que estou precisando de uma história de superação agora. Esse é o momento!!

    Adorei!

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Adoro animais, por isso sempre que tenho a oportunidade de ler um desses livros aproveito porque são animais realmente maravilhosos! Gosto muito de gatos, eles são maravilhosos em suas peculiaridades. Mas apesar disso não tive muita vontade de ler esse livro. Não sei bem o porquê.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Os animais tem como uma de suas características o amor sincero e incondicional. Gostei muito dessa história e parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  7. Os animais tem como uma de suas características o amor sincero e incondicional. Gostei muito dessa história e parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  8. Este livro é uma fofura só, mas sabe que eu senti falta de fotos do Bob no meio da publicação, acho que a Editora poderia ter posto.

    Beijão, Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Este livro é uma fofura só, mas sabe que eu senti falta de fotos do Bob no meio da publicação, acho que a Editora poderia ter posto.

    Beijão, Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Simplesmente amei esse livro e o bom é que se trata de uma história real
    Dá mais esperanças

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oie Neyla,
    eu não curti tanto o livro :(
    Não sou muito fã de livros que são muito narrativos.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  12. O fato de o livro ser baseado em fatos reais, já o torna interessante, e me deixa com vontade de lê-lo. Ele já estar na minha interminável lista de futuras leituras.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Menina Arteira... conbtrariando (quase) todas as expectativas eu ODEIO gatos, e esse da capa me faz lembrar de um que azucrinou minha infância, que era do vizinho.. É baseado numa história real né? Acho que seria interessante ver a história e superação de James, ainda mais por ele ser músico, que adoro.
    Bejos meu amor, bom final de semana.

    Bye da Pah
    Livros Estrelas

    ResponderExcluir
  14. Eu me interessei bastante por este livro quando ouvi falar sobre ele pela primeira vez. Agora então, nem se fala. Adorei a sua resenha.

    Depois do Para Sempre

    ResponderExcluir