quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Resenha: O Visconde que Me Amava











Título: O Visconde que Me Amava
Editora: Arqueiro
Autor (a): Julia Quinn
Número de páginas: 304 páginas


Sinopse: A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva.Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela.
Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele.
Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração.
Considerada a Jane Austen contemporânea, Julia Quinn mantém, neste segundo livro da série Os Bridgertons, o senso de humor e a capacidade de despertar emoções que lhe permitem construir personagens carismáticos e histórias inesquecíveis.

Quem leu a minha resenha de O Duque e Eeu sabe o quanto gostei da leitura. A história leve e bem humorada me conquistou, bem como os personagens cativantes. Foi com ansiedade que aguardei O Visconde que Me Amava e ao terminar a leitura me vi apaixonada pelo livro que, por enquanto, é o meu preferido da série.
Anthony é o filho mais velho da família Bridgerton e, desde a morte prematura de seu pai, tomou para si a responsabilidade de cuidar da mãe e dos irmãos. Edmund morreu de forma abrupta, deixando a esposa sozinha, com 8 filhos.  Sempre muito cuidadoso e carinhoso com a família, Anthony é conhecido por ser um famoso libertino e um dos solteiros mais cobiçados da estação.
Decidido a casar-se, resolve procurar uma esposa que se encaixe nos seus padrões e a escolhida é a jovem Edwina Sheffield. Bonita, delicada e encantadora, Edwina é perfeita para os planos de Anthony, que deseja um casamento harmonioso porém, sem envolver sentimentos mais profundos como o amor. Contudo, cortejar Edwina não será uma tarefa das mais fáceis, já que a jovem somente se casará  com o homem que for aprovado por sua irmã, Kate. E Anthony não é, nem de longe, o tipo de homem que Kate deseja para sua irmã.
Kate não tem o brilho que Edwina possui. Alta, com olhos escuros e beleza mediana, ela é sempre ofuscada pela presença da irmã, sendo deixada em segundo plano. Mas isso não faz com que sinta raiva de Edwina. E é mesmo impossível isso acontecer, já que sua irmã é uma doçura de pessoa. Apesar de estar com 20 anos, Kate está em sua primeira temporada, já que sua família não tinha condições de arcar com a despesa de seu debut antes. Portanto, decidiram que ambas iriam debutar juntas para economizar nos gastos.
No primeiro encontro entre Anthony e Kate já fica evidente que a relação entre eles não será das mais fáceis. Ambos são geniosos e não perdem a chance de provocar um ao outro (o que rende boas risadas durante a leitura). Ele a acha a mulher mais irritante da face da Terra, porém está firme em seu propósito de casar-se com Edwina e aceita o desafio de cativar Kate. Ele só não imaginava que aquela moça irritante fosse começar a povoar seus pensamentos, fazendo com que a desejasse tanto.
O Visconde que Me Amava é PERFEITO! A história é linda e eu me apaixonei por Kate. Decidida, sensível, com personalidade forte e marcante, Kate é o tipo de mocinha que me faz vibrar. Eu ri muito com suas implicâncias com Anthony, com suas respostas sempre prontas e com as atitudes que nenhuma outra mulher teria em relação a ele (como dar pisões, propositais, em seus pés enquanto dançam).
A escrita de Julia Quinn é excelente e a linguagem utilizada é simples e sem grandes rodeios. É o tipo de livro que quando começamos, não queremos mais largar. Os personagens são ótimos e as fofocas de Lady Whistledow continuam hilárias. Várias e várias vezes me peguei imaginando quem seria essa senhora que sabe tanto da vida de todos e não vejo a hora de decifrar esse mistério.
Os livros podem ser lidos separadamente, mas vai acabar pegando um ou outro spoiller do livro anterior. Se você ainda não leu nenhum livro dessa série, leia que vale muito a pena. 

Neyla Suzart

9 comentários:

  1. Neyla, a cada resenha dessa série fico mais ansiosa pra ler... Quero férias urgente, rs!

    Bjs, Isabela.
    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Neyla,
    estou querendo mtooo ler esse livro. Ele parece ser tão lindo. Que pena que não estou achando promoções dele :(

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  3. Estou louca pra ler essa série,
    nunca li o primeiro livro mas sou encantada por eles...
    quero muito ler esse também a capa é linda e a estória me chamou muito a atenção

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Nahim...amei! Estou louca por essa série da Arqueiro! Amooo romances de época e realmente O Visconde que me amava deve ser perfeitooo!
    Beijos!
    Paloma Viricio-Jornalismo na Alma.

    ResponderExcluir
  5. Oi Neyla, tudo bem?
    Agora que tenho a parceria da arqueiro (graças a quem? rs), resolvi pedir meu primeiro livro de parceria 'O Visconde que me Amava', também por causa da sua resenha de O Duque e Eu! Fiquei tão empolgada com a escrita da autora, que precisei dar uma conferida ;D
    Mal posso esperar para ler logo rs

    Beijos,
    salaodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juli :) Acho que vc vai amar <3 Depois me conta o que achou!!!

      Excluir
  6. Nossa eu não sabia que o livro era assim tão bom *-*
    Adorei sua resenha (e como você disse que é PERFEITO, acho que vale a pena...)
    Mas é melhor eu começar pelo primeiro mesmo hahahaha

    Beijo

    ResponderExcluir
  7. que linda essa resenha, me deixou com água na boca!!!! essa louca e romântica família criada pela Julia promete encantar a todos!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Quero muito ler algum livro da Julia Quinn, amo romances históricos e os dela parecem ser muito bons, que bom que também tem comentários positivos para sustentar minha decisão.

    ResponderExcluir