segunda-feira, 28 de abril de 2014

Resenha: Segredos e Mentiras











Título: Segredos e Mentiras
Editora: Arqueiro
Autor (a): Diane Chamberlain
I.S.B.N.: 9788580412192
Número de Páginas: 288





Sinopse: Cara Anna, Já comecei esta carta várias vezes e aqui estou, começando-a novamente, sem fazer a mínima ideia de como lhe dizer. A carta não terminada é a única pista que Tara e Emy têm para entender o que levou sua amiga Noelle ao suicídio. As três eram inseparáveis desde a faculdade e tudo a respeito de Noelle – seu trabalho de parteira, a forma como se dedicava apaixonadamente a diversas causas sociais, seu amor pelos amigos e a família – se encaixava na descrição de uma mulher que amava a própria vida.
Só que havia muitas coisas que Tara e Emy desconheciam. Por exemplo, quem é Anna e por que Noelle nunca a mencionara.
Com a descoberta da carta e do terrível segredo que a motivou, as duas começam a desvendar a verdade sobre essa mulher forte, independente e gentil que entrou em suas vidas trazendo amor e compaixão, mas que também pode ser a responsável por muitas tristezas e ilusões.
Com delicadeza e equilíbrio, Diane Chamberlain constrói uma história sensível sobre amizade e relacionamentos e levanta a pergunta: até que ponto você seria capaz de perdoar alguém que ama?

Arrebatador, assim eu definiria Segredos e Mentiras. Esse foi um daqueles livros que me ganhou de imediato pela capa. Confesso que não sou muito de ler as sinopses dos livros, por que muitas entregam praticamente toda a história. Mas esse eu não resisti e li, o que me rendeu uma paixão instantânea e uma baita curiosidade de saber o que acontecia de fato naquela história aparentemente intrigante. 
Noele, Tara e Emerson se conheceram na faculdade e logo tornaram-se amigas. Noele sempre fora uma criatura diferente, um pouco exótica para os meus padrões. Ela pode ser considerada uma mulher bonita, atrai alguns olhares, mas mantém-se sempre a distância. Não tem um namorado sério, nem grandes amizades. Seu sonho era tornar-se parteira, assim como sua mãe um dia fora, por isso resolve ir para a faculdade para formar-se em enfermagem e poder exercer a profissão. 
O envolvimento dela com Tara e Emerson acontece de forma instantânea e se transforma em uma grande amizade. Porém, Noele é uma criatura misteriosa e guarda segredos até mesmo das suas melhores amigas. É somente quando ela é encontrada morta em sua casa que alguns dos seus segredos começam a vir à tona. Uma carta misteriosa escrita por Noele para uma mulher chamada Anna é o que dá o pontapé inicial nas descobertas que podem vir a mudar a vida de algumas pessoas.
Enquanto os dramas sobre Noele se desenrolam, vamos conhecendo um pouco mais sobre Tara e Emerson. Tara perdeu o marido há pouco tempo em um acidente de carro. O relacionamento entre ela e a filha, Grace, não vai nada bem e, no meio da dor da perda do marido e da melhor amiga, ela ainda precisa lidar com a falta de diálogo e distanciamento da menina.
Emerson, por sua vez, leva uma vida aparentemente sem grandes desilusões. O avô doente é seu único drama pessoal, além é claro, da morte repentina de Noele. Mas com tantas novas descobertas e segredos vindo à tona, tudo isso pode mudar.
A história é maravilhosa e me ganhou logo nos primeiros capítulos. O livro é dividido em três partes, com capítulos mesclados entre os personagens. Já falei milhares de vezes o quanto isso me agrada, já que dá uma maior agilidade na leitura. Os capítulos são narrados em primeira pessoa por alguns dos personagens envolvidos na trama, contando os fatos atuais e descobertas. E em terceira pessoa, quando as lembranças de Noele que são contadas.
Os personagens são muito bem construídos, mas confesso que desde o início peguei uma birra sem tamanho de Noele. E isso não mudou no decorrer da leitura. Para ser bem sincera, não foram os personagens que me conquistaram, apesar de todos estarem passando por fortes emoções. Foi a história que me prendeu, o mistério, o drama sensível e tocado de uma forma tão delicada pela autora. Simplesmente não consegui desgrudar do livro e quando terminei a leitura me senti vazia. Sempre que leio um livro que acaba se tornando especial, sinto um vazio enorme após terminar a leitura, uma vontade de não deixá-lo partir. É estranho, eu sei, mas acontece comigo.
Se você gosta de tramas bem escritas, com uma história repleta de dramas e emoções fortes, não pode deixar de ler Segredos e Mentiras. Esse, com certeza, entrou para a minha lista de melhores livros que li em 2014. Espero poder reler em breve.

9 comentários:

  1. Quando esse livro foi lançado, pensei seriamente em pedir. Mas morri de medo de ser uma daquelas histórias tristes, e de histórias tristes, eu corro como diabo corre da cruz. rsrsrsrs
    Bom saber que você curtiu tanto assim! Tem sempre aquela personagem que a gente acaba não simpatizando com o livro tem vários narradores, não é? Sei bem como é isso.
    Pensando seriamente em reconsiderar a leitura. Ou pelo menos pedir para minha mãe ler, já que ela adora esses livros assim.

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Neylinha, acho ótimo quando há uma observação na resenha para que a sinopse não seja lida. Porque eu sempre leio a sinopse. Assim como vc, este livro me conquistou pela sinopse, além da bela capa.
    Sou fã de dramas, especialmente assim: cim mistérios e segredos, voltas ao passado, conflitos que alimentam a trama...
    Tb aprecio muito uma narrativa contada sob vários olhares, realmente enriquece a história e aguça a visão do leitor.
    Vc não está sozinha, Neyla, tb fico com essa sensação de 'vazio' depois de uma leitura deliciosa assim.
    É mais um daqueles livros feitos pra mim, hahaha...

    ResponderExcluir
  3. Esse livro me enganou! Acho a capa linda e qdo a vi já pensei numa história super triste de uma mãe que perde o bebê só por conta dos sapatinhos. Sabe, uma história focada num único personagem, mas, como vc, tbm gosto dessa coisa de cada personagem ter um capítulo, expor pensamentos e sentimentos...

    Ainda acho que seja uma história bem triste, mas depois dessa resenha quero lê-la XD

    ResponderExcluir
  4. Esse livro não foi bem o que eu esperava que seria,
    apesar de ter deixado algumas pontas soltas, na minha opinião foi uma boa leitura, mas nada muito extraordinário.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Neyla,
    menina nem conhecia o livro, mas se voc~e disse que é bom voou add na minha lista de desejados.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  6. Menina!! Eu chamaria isso de livro corta pulso.
    Resenha incrível, mas não estou preparada psicologicamente neste momento pra isso não.
    Não quero sofrer tanto, mas você sabe que semana que vem minha opinião já mudou e eu vou querer o livro, rs.
    Adorei!!

    Bjkas

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu também me apaixonei pela capa, mas como estou lendo só resenhas positivas sobre ele estou com urticárias para ler esse livro. Que pena que os personagens não te encantaram tanto, mas quando a história é boa, vale a pena mesmo assim.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Oi Amigaaaa!!!

    Sabe, me arrependi de não ter solicitado esse livro pra Arqueiro!
    A história parece ser tão linda!
    To na onda do drama,,,

    Aaai amiga... Esse ano fiquei com essa sensação de vazio quando terminei "Dançando sobre cacos de vidro".
    Não queria terminar a leitura, mas queria saber o final.
    Depois, fiquei um boooom tempo pensando na Lucy, no Mikey e na filhinha deles!!
    Acho que esses livro não estão fazendo bem pra nossas cabecinhas viu! kkkk

    Beijokinhas da Giii s2

    ResponderExcluir
  9. Olá Neyla,

    Esse livro esta na minha lista de desejados de leitura, que pelo visto só aumenta....kk....estou bastante curioso e essa capa é muito bonita...parabéns pela resenha....abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir