segunda-feira, 16 de junho de 2014

Resenha: O Estranho Mistério das Quartas-Feiras








Título: O Estranho Mistério das Quartas-Feiras
Editora: Jangada
Autor (a): Julie Bourbeau
Número de páginas: 248 páginas






O vilarejo de Max é absolutamente normal em todos os sentidos e em todos os dias da semana... exceto às quartas-feiras. A maioria dos habitantes tranca portas e janelas para se esconder das muitas coisas estranhas que acontecem nesses dias, coisas como gatos presos dentro do aspirador de pó, bolos de aniversário que pegam fogo ou escorregões com desfechos catastróficos. E Max, de 10 anos de idade, não gosta de ficar trancado em casa. Inquieto e curioso, ele quebra todas as regras do vilarejo e sai à procura da causa de todas essas esquisitices das quartas-feiras. O que ele descobre é um segredo tão bizarro e sobrenatural que sua vida jamais será a mesma. O próprio Max nunca mais será o mesmo! De repente, os acidentes inexplicáveis tão comuns às quartas-feiras passam a acontecer com ele também às quintas, às sextas e até mesmo aos sábados! O que aconteceu com Max? E, mais importante, será que existe uma cura para esse estranho mistério das quartas-feiras? Mistério, magia, monstros perigosos e outras bizarrices você encontra aos montes nesta história fantástica de um garoto que quer desesperadamente que sua vida volte ao normal!
 
Max mora em um vilarejo aparentemente normal. Porém, todas as quartas-feiras as pessoas se trancam em suas casas, sem coragem de abrir um pouquinho sequer da janela, quanto mais de sair de casa. O motivo? Elas não podem deixar a quarta-feira entrar. Estranho? Bom, se você levar em conta que em todas as quartas-feiras acontecem fatos estranhos, eles estão certos em ficar em casa.
Toda quarta-feira, o pequeno vilarejo é coberto por uma nuvem de azar e pequenos acidentes acontecem. Bolos que murcham, objetos que parecem mudar de lugar, comidas que estragam, dentre outras coisas não tão graves mas que causam irritação em qualquer pessoa.
Cansado do marasmo de sempre, Max resolve espiar pela janela numa quarta-feira (bem no dia do seu aniversário) e acaba deixando a quarta-feira entrar em sua casa. Para não estragar ainda mais, ele decide dar uma volta pela cidade (afinal, dentro de casa não é mais tão seguro) e caçar essa danada quarta-feira que ninguém nunca viu antes. 
No início da sua aventura ele encontra o Sr. Grimsrud, única pessoa a estar fora de casa numa quarta-feira, e seu fiel cãozinho, Quinta-Feira. O velho senhor parece ser imune ao "poder" das quartas-feiras e seu cãozinho tem uma espécie de faro apurado para encontrá-las. Decidido a encontrar algumas das danadinhas, Max tanto faz que se vê frente a frente não só com uma, mas com várias quartas-feiras. E é aí que começa a sua verdadeira aventura. As Quartas-Feiras são criaturas misteriosas, umas são bem inofensivas, enquanto outras exibem um ar de crueldade assustador.
E, após adquirir uma quarta-feirite, Max se vê afastado de tudo que fazia parte de sua vida: escola, família e amigos. Ele precisa então descobrir uma forma de se livrar desse problema e vai contar com a ajuda de seu melhor amigo Noah e de Gemma, coleguinha da escola. O que acontece é uma sucessão de fatos bem divertidos e empolgantes.
O Estranho Mistério das Quartas-Feiras é um livro infanto juvenil, com uma história deliciosa e personagens que são uma graça. A leitura é rápida e a narrativa da autora é bem ágil, não havendo espaço para meias palavras e uma escrita cheia de rodeios. É uma história divertida e curiosa, que nos mostra o valor da amizade, generosidade e solidariedade para com os outros. 
Gostei muito de Max, principalmente por que me identifiquei muito com ele na questão curiosidade. Afinal, se ele não tivesse sido tão curioso nada daquilo teria acontecido. Mas também, o livro teria perdido metade da diversão. E, vamos combinar, qual é a graça de uma aventura sem as situações embaraçosas e difíceis de controlar?
Esse é um daqueles livros perfeitos para ler após uma leitura mais densa, já que ele tem um clima todo despretensioso e garante boas risadas. Sem dúvida, uma boa companhia para todas as horas.


9 comentários:

  1. Simplesmente amei a rua resenha! Você escreve de uma maneira que me envolveu e me conquistou e acabei acrescentando esse livro a lista dos que pretendo ler.
    Adoro livros infantis. É incrível você entrar na história de uma criança, pois ela tem os jeitos mais surpreendentes de fazer as coisas. Com esse, parece não ser diferente. Só pela sua resenha percebi que aparento ser muito parecida com o Max também, acho que não conseguiria ficar trancada dentro de casa e morreria de curiosidade para saber o que está acontecendo. E, realmente, se nao houvesse a curiosidade dele, onde estaria a verdadeira aventura? ;)
    Enfim, sei que vou adorar esse livro, parece ser realmente ótimo.

    Beijos!
    Amor em Ler | Estou sorteando um Vale Presente de R$ 50,00 lá no meu blog. Que tal você participar aqui?

    ResponderExcluir
  2. Oie Neyla,
    menina que livrinho fofo!!!
    Nossa adorei!!!!

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  3. O nome é bacana, a sinopse me fisgou, mas essa capinha não desceu legal. Gosto de histórias infantojuvenis, então é provável que goste dessa também, ainda mais com essas misterioras quartas. rs
    Beijinhos!
    Giulia - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir
  4. Oi Neyla,
    Achei a trama diferente, mas ao mesmo tempo divertida, acredito que irei gostar de acompanhar as confusões e aventuras do protagonista.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu tinha me interessado bastante por esse livro quando vi nos lançamentos. E sua resenha só veio confirmar a minha vontade. Quero muito ler ele. Adoro livros assim que me lembrem os da serie vaga lume.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Esse estilo de livro ´é sempre bem vindo...
    estou sempre a procura de leituras leves e descontraídas para ler após livros muito densos ou para curar ressacas literárias. Dica anotada.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Adorei a resenha!! Adoro livros infantojuvenis!!! E este é tão fofo ♥
    Acho que vou comprar na Bienal. Vai pra lista agora mesmo.
    Meu salário pelo jeito vai fica no stand do Grupo Pensamento :/

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá Neyla,

    Essa é a primeira resenha que leio desse livro, gostei muito e acho que iria adorar a história, gosto do estilo de leitura, boa dica...abraços.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Neyla! Quer dizer que você também abriria a porta "sem querer querendo" como o Max? Também curti a leitura, achei o enredo diferente e bem construído, com uma narrativa gostosa que agrada todas as idades =)
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir