sexta-feira, 11 de julho de 2014

Resenha: Boneca de Ossos

















Título: Boneca de Ossos
Editora: Novo Conceito
Autor (a): Holly Black
Número de Páginas: 221







Sinopse: POPPY, ZACH E ALICE sempre foram amigos. E desde que se conhecem por gente eles brincam de faz de conta – uma fantasia que se passa num mundo onde existem piratas e ladrões, sereias e guerreiros. Reinando soberana sobre todos esses personagens malucos está a Grande Rainha, uma boneca chinesa feita de ossos que mora em uma cristaleira. Ela costuma jogar uma terrível maldição sobre as pessoas que a contrariam. Só que os três amigos já estão grandinhos, e agora o pai de Zach quer que ele largue o faz de conta e se interesse mais pelo basquete. Como o seu pai o deixa sem escolha, Zach abandona de vez a brincadeira, mas não conta o verdadeiro motivo para as meninas. Parece que a amizade deles acabou mesmo...

As brincadeiras de Poppy, Alice e Zac são sempre regadas a muita imaginação. Apesar de já estarem numa idade onde novos interesses costumam aparecer, eles ainda mantêm as brincadeiras bem presentes. A preferida delas envolve piratas, sereias, aventuras e uma missão dada pela Grande Rainha. A Grande Rainha é uma boneca  de aparência um pouco sombria, feita de ossos e que ficava trancada no armário da casa de Poppy. Eles nunca podiam brincar com ela, já que a mãe da amiga dizia que aquela boneca era, certamente, uma antiguidade e poderia valer muito.
A vida dos três amigos, apesar de algumas peculiaridades, é bem tranquila. Alice vive com a vó (que é muito rígida), Poppy tem uma vida familiar um pouco "desregrada" e Zac ainda está se acostumando com o retorno do pai (que decidiu  voltar para casa após alguns anos de separação). A amizade dos três é algo muito mais sólido e eles sabem que sempre apoio um do outro quando precisarem.
Porém, quando o pai de Zac joga fora seus brinquedos preferidos, as coisas começam a desandar. Com o argumento de que o filho já é bem crescido para essas brincadeiras, ele acaba por detonar ainda mais o relacionamento já estremecido dos dois. Sem coragem de explicar o  que aconteceu, Zac se afasta das garotas usando a desculpa de não querer mais brincar.
Quando Poppy e Alice aparecem em sua casa. altas horas da noite, com uma história fantástica, Zac fica descrente. Segundo Poppy, a Grande Rainha apareceu em seu sonho e contou que antes de ser boneca, ela era uma garota chamada Eleanor. No sonho ela também faz um pedido estranho: que a levem ao túmulo onde deveria estar enterrada junto com seu pai e sua mãe. Bizarro, não?
Convencer Zac não é uma tão fácil mas, após bons argumento, ele decide ajudar às meninas e embarcar nessa grande aventura inesquecível e tão grandiosa quanto àquelas presentes em suas brincadeiras.
Eu simplesmente adorei a história. Ao contrário de muitas pessoas, não estava esperando um livro sombrio, com uma história assustadora. O livro até tem algumas passagens sombrias, mas nada que faça sentir medo. A história é leve e divertida, e os personagens são uma graça. Gostei muito mais de Poppy e Zac, por serem mais determinados, do que de Alice, que além de mimada e chata, também mostrou-se um pouco egoísta.
Esse foi o meu primeiro contato com a escrita de Holly Black e gostei muito do que encontrei. A escrita da autora é fluida e bem leve, tornando a leitura muito gostosa. Ela consegue prender o leitor e me senti totalmente inserida na história logo nas primeiras páginas. O livro possui algumas ilustrações e é narrado em terceira pessoa. Porém, achei que deu um pouco mais de ênfase a Zac e deixou as meninas um pouco de lado. Acho que teria gostado muito mais se ele tivesse sido narrado em primeira pessoa, mesclando o ponto de vista dos três personagens. 
Uma aventura muito bacana, com uma lição de amizade e perseverança. Recomendado para todas as idades.

9 comentários:

  1. Ai que bom que você concorda comigo!!! Amei a resenha!!
    E não é medonho, mas o clima sombrio dá uma beleza a mais né?!
    Queria ter uma Rainha aqui em casa, rsrs.

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Neyla! Foi meu primeiro contato com a autora também e gostei bastante do livro, é uma história bonita sobre amizade e amadurecimento, eu adoraria reencontrar estes personagens outra vez,

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  3. Que bom que você gostou. Só tinha lido resenhas negativas sobre ele até agora. Como não estou esperando um Stephen King acho vou gostar hehehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oi Neyla,
    Já li um livro da autora e apesar de algumas ressalvas tenho vontade de ler outras de suas obras. Boneca de Ossos parece ter uma trama interessante, quero lê-lo no futuro.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Quero muito ler esse livro, desde o lançamento a premissa me atraiu muito,
    apesar de sempre ler resenhas negativas a respeito a vontade de ler persistiu, agora depois da sua resenha fiquei com mais vontade ainda.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Neyla,
    Estou querendo ler este livro, ele parece ser encantador.
    Você não é a única a comentar que ele ficaria melhor em primeira pessoa.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  7. Neyla, fiquei encantada com a obra. Eu vi as ilustrações na internet e fiquei querendo ler.
    Adorei a resenha.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de julho

    ResponderExcluir
  8. Ahhh
    Tenho um fraco por livros em primeira pessoa com pontos de vista alternados. hauahuaha
    Também não imaginei que esse livro fosse dark nem nada assim. Sabia que a proposta seria mais infantil, e desse modo o livro viria de certa forma leve.
    Estou com ele aqui, mas ainda não tive oportunidade de ler. Espero conseguir em breve.

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Neyla.
    Pra um selo infanto juvenil eu achei a história bem sinistra rsrs, mas se dá pra rir acredito que realmente não deve ser nada tão apavorante.
    Gostei de saber que ele tem gravuras, acho que é uma característica do selo.
    Agora eu gostaria de saber se ele é capa dura como outros do selo.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir