quarta-feira, 13 de agosto de 2014

À Convite: Como Viver Eternamente







Título: Como Viver Eternamente
Autora: Sally Nicholls
Páginas: 232
Editora: Geração Editorial








Sinopse: Meu nome é Sam. Tenho onze anos. Coleciono histórias e fatos fantásticos. Quando você estiver lendo isso, provavelmente já estarei morto. Sam ama fatos. Ele é curioso sobre óvnis, filmes de terror, fantasmas, ciências e como é beijar uma garota. Como ele tem leucemia, ele quer saber fatos sobre a morte. Sam precisa de respostas das perguntas que ninguém quer responder. ”Como Viver Eternamente” é o primeiro romance de uma extraordinária e talentosa jovem autora. Engraçado e honesto, este é um livro poderoso e comovente, que você não pode deixar de ler. A autora tem apenas 23 anos e embora seja seu primeiro livro, ele está sendo lançado em 19 países, dirigido a crianças, adolescentes e adultos.

Olá queridos, hoje vamos falar de Como viver eternamente, um livro fantástico que está sendo lançado pela Geração. Escrito por Sally Nicholls, hoje com 31 anos. Como Viver Eternamente levou-a a receber o Waterstone’s Children’s Book Prize em 13 de fevereiro de 2008, que recebeu das mãos do Children’s Laureate, Michael Rosen. Também por Como Viver Eternamente. Em 2009 foi selecionado para concorrer ao Deutscher Jugendliteraturpries, prêmio de literatura concedido pela Alemanha.

"Morrer é a coisa mais boba de todas. Ninguém lhe conta nada. Você faz perguntas, e eles tossem e mudam de assunto.''

Como viver eternamente conta a história de Sam, garotinho de 11 que tem leucemia. Sam tem conhecimento de tudo o que a doença lhe causa e sabe que vai morrer. Sonha em ser um cientista que investiga óvnis, fantasmas e afins e quer descobrir todas as respostas para as perguntas que ninguém responde. Ele tem aula em casa com a Sra. Willis três vezes por semana junto com Félix, seu melhor amigo que conheceu no hospital. Sam mora com os seus pais e sua irmã Bella, 8 anos, e a única pessoa vaidosa da família.

“- Como é que ter câncer vai fazer você melhorar?

- Bem – hesitei. – Para ensinar coisas.

- Que coisas?

- Bem... como... – vacilei - ... como o que é importante na vida. Sei lá. Você fica entusiasmado de poder andar de bicicleta, por exemplo. E... e percebe como é importante sua família. Coisas assim.”

A história começa quando a Sra. Willis sugere que eles escrevam alguma coisa sobre eles próprios durante a aula. Como Feliz só vai para a aula para ver Sam e dar um tempo p a mãe dele, palavras do próprio Sam, ele não escreve nada. Mas Sam resolve escrever um livro sobre ele e nos presenteia com uma verdadeira lição de vida.
Juro que eu não pegaria esse livro para ler nunca. E aqui quero agradecer a Yasmin, da Geração, por tê-lo enviado pra mim. O livro é simplesmente fantástico. Sam nos ensina que a morte faz parte da vida sim, e que é possível convivermos com ela. 
O livro é dividido cronologicamente, como se fosse um diário. Sam faz várias listas e a primeira delas é de coisas que ele quer fazer antes de morrer. A partir daí, Feliz fará de tudo para ajudar o amigo a realizar os seus desejos. Também há uma grande quantidade de perguntas quase filosóficas para as quais ele tentará encontrar as respostas. Aos poucos ele também narra o dia a dia em sua casa, a preocupação e, muitas vezes, o sentimento de culpa da mãe, a indiferença que evolui para um carinho extremo do pai, o carinho da irmã, as visitas de Annie, sua enfermeira e as aulas com a Sra. Willis. Ah, sem contar a realização de toda a lista de desejos. 

"Não tem sentido ter desejos se a gente pelo menos não tentar realiza-los. Pelo menos aqueles que são possíveis.''

Nicholls tem uma escrita leve, que flui sem amarras, com toques filosóficos e sem religiosidade ou dramas. Ela consegue retratar com fidelidade o ponto de vista de uma criança e faz uma história que mexe com o seu leitor, mas sem sofrimento.
Nunca tinha lido uma sick-lit, nem mesmo A culpa é das estrelas, mas Sam conquistou o meu coração com o seu bom humor, a sua vontade de viver e aproveitar cada minutinho de sua vida. Como não se apaixonar por um garotinho que Senhor dos Anéis é o seu livro favorito!
Qual a diferença entre nós e Sam? Apenas o tempo. Todos nós sabemos que vamos morrer um dia, Sam apenas tinha certeza de que esse dia estava muito perto.





8 comentários:

  1. Muito amor nessa resenha gente!!! ♥♥
    Linda!!!♥
    Também adorei o livro, é maravilhoso mesmo!! Adorei como o Sam levou sua vida, e principalmente eu amei ter conhecido Félix!! Queria muito ter um amigo assim!

    Resenha MARAVILHOSA!!

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo elogio!!!! Vc já leu, Lê???

      Adriana Medeiros

      minhavelhaestante1.blogspot.com

      Excluir
  2. Oie,
    já tinha ouvido falar do livro, mas confesso que gosto mais de livros alegres e divertidos, e este me pareceu um pouco triste, então não pretendo ler no momento

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, Vanessa, o livro não é triste!!!! Apesar de lidar com a morte o tempo todo, Sam tem uma atitude muito positiva da vida, e é esse o barato livro!

      Adriana Medeiros

      minhavelhaestante1.blogspot.com

      Excluir
  3. Bom dia,

    Esse livro esta aqui esperando iniciar a leitura, já estava curioso, agora com a sua resenha ela só aumentou....abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc não vai se arrepender, tenho certeza!!!

      Adriana Medeiros

      minhavelhaestante1.blogspot.com

      Excluir
  4. vou super curiosa sobre esse livro! é tão lindo a mensagem que expressa, viver acima de tudo!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir