segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Minha Vez de Brilhar

Em uma noite, Indie faz um pedido para uma estrela. Ela quer muito reencontrar a sua lagosta de estimação, e também quer que sua irmã Bibi volte a gostar dela. Mas ter os seus desejos realizados pode exigir dedicação integral! Indie trabalha no teatro durante o dia, mostrando a Bibi e seus amigos o quanto ela pode ser útil. À noite, ela procura sua lagosta perdida, e para isso conta com a ajuda de seu novo grande amigo, Owen. Tudo vai bem até que Bibi e sua turma começam a pegar no pé de Owen, o maior exemplo de nerd e futuro loser. Será que Indie vai conseguir manter em segredo sua amizade com Owen? Será que, para ser uma pessoa melhor, Indie precisa mesmo ser diferente?
Título: Minha Vez de Brilhar
Editora: Novo Conceito
Autor (a)Erin E. Moulton
Número de Páginas: 288


Quando comecei a ler Minha Vez de Brilhar tive vontade de abandonar a leitura. Não que eu tivesse muitas expectativas a respeito do livro. Longe disso. Mas a história não estava me cativando e parecia que não ia ter nada a me acrescentar. Mas eu sou teimosa feito um burro empacado e decidi seguir em frente. E, acreditem ou não, a história se mostrou tão fofa que nem sei como pensei a ideia de abandoná-la chegou até mim.
Indie é uma menina um pouco diferente das demais. Antes de Bibi, sua irmã mais velha, passar por uma incrível transformação, as duas eram inseparáveis. Porém, agora nada que ela faça consegue agradar a irmã, que se mostra sempre irritadiça e age como se tivesse vergonha de suas atitudes. Indie gosta de fazer caras e bocas que lembrem peixes e isso irrita profundamente a Bibi. Seu pai é dono de uma peixaria famosa e ela acostumou-se, desde muito cedo, a observar os peixes e ligá-los a diferentes caretas.
Sua melhor amiga é uma lagosta dourada, raríssima, chamada Monty. Pode parecer loucura, mas as duas se comunicam e Monty é a única amiga que Indie possui. Um dia, após uma situação constrangedora (que eu não vou contar para vocês lerem o livro), Monty desaparece, deixando Indie triste e ainda mais sozinha. Claro que ela tem esperanças de encontrá-la, por isso todas as noites sai de casa escondida e coloca iscas em uma armadilha para tentar pegar a lagosta de volta. E é em uma dessas saídas noturnas que ela conhece Owen.
Owen é, também, um menino solitário e nerd, porém de um coração enorme e por quem me apaixonei logo de cara. O bom de livros com crianças como protagonistas é que eles são tão fofos que nos fazem apaixonar num piscar de olhos. Dos encontros furtivos nasce uma amizade, que vai se intensificando e solidificando cada dia mais. Em Owen ela encontra um companheiro de aventuras e alguém com quem pode compartilhar seus pensamentos.
As coisas ficam ruins de verdade é quando Bibi e sua turma do teatro decidem pegar no pé de Owen. É nessa hora que Indie se vê em um grande dilema: fazer aquilo que a irmã deseja, para não decepcioná-la e não fazê-la passar vergonha? Ou ser leal a sua amizade a Owen, que é um amigo de quem gosta muito?
Minha Vez de Brilhar é um livro rápido, com uma narrativa ágil e uma história que é extremamente fofa. Não é uma trama excepcional, não há fortes emoções e nem, tão pouco, grandes reviravoltas. É uma história simples, que encanta justamente por essa simplicidade e pelos personagens fofos. Creio que essa seja uma característica da autora, já que ouvi falar que A Jornada (outro livro da autora) possui a mesma fórmula desse.
Inicialmente achei a história fraca e sem graça. Mas no decorrer das páginas, e com a entrada de Owen, comecei a gostar e terminei a leitura feliz com o que encontrei. Essa é uma daquelas leituras que pode ser feita, tranquilamente, em um dia. É ótima para relaxar e se divertir, sem esperar nada além disso. Existe sim momentos que são um pouco emocionantes, mas não é uma história forte. Fala de amizade, companheirismo e força de vontade. Indie e Owen formam uma dupla cativante e os outros personagens secundários dão um charme a mais à história. E, só para não esquecer, o livro está com uma diagramação perfeita, com inícios de capítulos decorados e uma capa que é encantadora!
Se eu recomendo? Claro que sim! Uma ótima pedida para ler após um livro com trama mais dramática. Certeza que vocês irão gostar.

9 comentários:

  1. Que gracinha esse livro *u* Adorei a resenha e fiquei com vontade de ler! Adoro suas resenhas, sempre conheço um montão de livros novos e legais ♥
    Um beijão <3
    docesexpressoes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Fico feliz que tenha gostado, mas esse livro não consegui chamar minha atenção =(
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  3. Amiga, eu estou completamente empacada na página 70 desse livro. Não consigo seguir adiante, e sou tão teimosa quanto você, então me recuso a abandonar.
    Também curto livros com crianças fofas, mas confesso que está sendo difícil para mim.
    Mas vou seguir adiante, já que você disse que melhora lá na frente.

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Neyla!
    Ainda bem que você não desistiu da leitura e chegou na parte da fofurice rsrsrs...
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  5. Olá Neyla tudo bem?

    Eu terminei de ler esse livro na semana passada, gostei demais os livros do selo irado da NC estão demais e também recomendo a leitura...abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. A história e o nome do livro não chamam a minha atenção, mas eu gostei bastante da capa e do nome/apelido da garota, Indie *u*
    Gostei da resenha ô/
    ━━━━━━ •✺• Like a Rock Like a Roll •✺• ━━━━━━

    ResponderExcluir
  7. Oi Neyla,
    Eu, ao contrário de você, me encantei desde o começo da leitura. As caretas de peixe também me irritariam, mas é uma característica da Indie que passamos a apreciar. A Monty Cola e sua história são bem interessantes.
    E sim, o Owen vem para acrescentar bastante.
    Amei a leitura e o início dos capítulos ficou para lá de fofo. =)

    Minha Velha estante
    Leitura Nossa de Cada Dia

    ResponderExcluir
  8. Capa ultra fofa a desse livro né ? Dei de presente para minha amiga.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá =).
    Eu tenho esse livro aqui em casa, mas ainda não li. E nem tenho previsão, tenho muitas obras na frente. Porém parece ser um livro legal.
    Beijos.
    Memórias de Leitura (memorias-de-leitura.blogspot.com)

    ResponderExcluir