sexta-feira, 26 de setembro de 2014

A Namorada do Meu Amigo



Quando voltou das férias de verão, Cadu não imaginava a confusão em que a sua vida se transformaria. Era para ser um ano normal, mas ele entrou em uma enrascada e está correndo o risco de perder a amizade do cara mais legal do mundo. O que fazer quando a namorada do seu amigo vira uma obsessão para você? Os churrascos da turma da faculdade talvez ajudem a esquecer Juliana, e, se depender do esforço do divertido Caveira, não faltarão garotas gente boa para preencher o coração de Cadu. Mas não adianta forçar... Quem consegue mandar no coração? Alice, a irmã de Beto, é só mais uma das dores de cabeça que Cadu tem que enfrentar. A vida inventa cada cilada!
Título: A Namorada do Meu Amigo
Editora: Novo Conceito
Autor (a)Graciela Mayrinck
Número de Páginas: 288


Cadu, Beto e Caveira são amigos inseparáveis desde a infância e eram conhecidos como Os Três Mosqueteiros. A paz entre os três só era interrompida por Juju, uma menininha que sempre estava tentando se infiltrar nas brincadeiras dos meninos afinal, ela era o D'Artagnan. Quando recebe a notícia de que Juju, finalmente, irá se mudar, Cadu fica em êxtase. Se livrar daquela chata era tudo que ele mais queria. 
O tempo passou, os meninos cresceram e tornaram-se uns dos rapazes mais cobiçados da cidade. Apesar de terem personalidades bem distintas, a amizade não foi abalada em nenhum momento, continuam inseparáveis. Com as férias da faculdade, Cadu passou um tempo em Florianópolis com sua mãe, ficando por lá uns 3 meses. Durante esse tempo, Juju retornou à cidade e é a partir dessa volta que a trama começa a desenrolar.
Assim que retorna da viagem, Cadu logo fica sabendo da novidade e sua reação não é das melhores. O que ele não sabe é que aquela menina chatinha, cresceu, desabrochou e se tornou uma linda garota. Cadu não contava com isso, afinal ainda estava preso a imagem da garota que tanto o atormentava quando pequeno. Mas quando seus olhos encontraram a bela Juliana ele se vê completamente apaixonado por ela. Tudo estaria perfeito se não fosse por um pequeno detalhe: ela está namorando Beto.
A partir daí Cadu começa uma verdadeira luta interna: Beto é seu amigo de longa data, são como irmãos e ele jamais trairia sua confiança. Por outro lado, Juliana é tão doce e meiga que ele não consegue tirá-la dos pensamentos. Ele até tenta esquecê-la daquele jeito que a gente conhece bem: se envolvendo com outras garotas, inclusive com Alice, irmã de Beto. Mas será que isso será o suficiente para tirar Juliana da cabeça?
Quando iniciei a leitura de A Namorada do Meu Amigo estava com expectativas bem altas. Esse é o segundo livro que leio da Graciela e preciso dizer que o primeiro, Até Eu Te Encontrar, é meu queridinho. Não estava esperando uma história nos mesmos moldes da anterior, mas acabei me decepcionando um pouquinho por conta de alguns detalhes que explicarei agora.
Muito embora tenha gostado muito de Cadu (apesar de suas atitudes meio contraditórias) e de Beto (mesmo com aquele jeito possessivo e ciumento), eu simplesmente repudiei Caveira. A atitude omissa, a forma grosseira e fria como tratou Cadu após descobrir que ele estava apaixonado por Juliana, além da atitude imatura, me fizeram ter verdadeira antipatia por ele. Achei que ele, por ser amigo de Cadu, mesmo que não concordasse com o que estava acontecendo deveria ter sido solidário, tentado ajudar e não ficar querendo ser omisso ou brigar com o amigo. Além do mais, o cara é um completo bobalhão que praticamente só quer usar as garotas com quem fica. Infelizmente, caras como ele tem aos montes por aí, mas que eu o detestei, não há dúvidas! Resultado: cada vez que esse ser aparecia, meu humor mudava e isso me fez não aproveitar tão bem a leitura.
A história tem um tema que me agrada (amo tramas com triângulos amorosos), é bem divertida, de leitura rápida e bem fofinha. Porém achei o romance morno e, por mais que o casal Juliana e Cadu tivessem uma certa química, teve uma hora em que torci para que ele pudesse se apaixonar por Alice. Juliana pode ser uma graça de garota, mas faltou simpatia e atitude, algo que Alice tem de sobra. O livro é narrado por Cadu e, por mais que não tenha gostado de algumas atitudes dele, em suma foi um personagem que me agradou.
A escrita de Graciela é excelente, prende o leitor e nos insere por total na história. Apesar do livro não ter me ganhado por completo, eu gostei do que li, me diverti em algumas partes e torci para que Cadu conseguisse resolver todos os seus conflitos. Esperava mais? Sim, não tenho como negar isso. Mas não é uma leitura ruim e acho que vale a pena ser lido. Recomendo o livro, mas meu conselho é não ir esperando uma história fantástica e inesquecível. Vão de mente aberta e aproveitem. :)


10 comentários:

  1. apesar de ter achado a capa bem bonita, eu não leria esse livro, só se fosse entre algumas leituras mais densas... não sei, mas ele me parece meio clichê... :S
    como vc mesma falou, ler sem esperar muito... mas no momento, eu passo rsrss
    bjs ^^
    http://torporniilista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. poxa pena q o romance não foi tudo aquilo né.
    as vezes tbm me irrito sempre que vejo um personagem q n curto mt sabe.
    eu tenho o exemplar desse livro, mas ainda não pude ler.

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  3. Oi meu bem!
    Primeiramente, meus parabéns pela resenha!
    Esse não é o meu estilo favortio de leitura. Ao contrário de você, eu detesto triângulos amorosos. Quase todas as vezes eu torço pro casal errado. Parece um dom. kkkkk
    Mas quem sabe pra uma tarde de domingo né?
    Um beijo ;*

    Juliana . Oliveira
    http://trocandoconceitos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. eu curti Neyla, adorei a forma como a Gra delimitou seus personagens e o Caveira é demais
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Eu li o primeiro livro da autora e adorei....ainda não li este, mas espero gostar tanto quanto do primeiro. Vou ler logo.

    Beijo, Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ahhh quero muito ler este livro, me lembra um pouco de um livro da Colosatti conhece? Tipo Destino?

    Amo estes tipos de livros! Adorei sua resenha!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  7. Oi neyla

    As opiniões sobre esse livro são as mais variadas, cada resenha que eu leio alguém critica alguma parte dele. Eu tive meus problemas durante a leitura. O Caveira não me incomodou tanto assim, porque o Cadu foi pior que ele, na minha opinião.
    O final também foi bem contraditório, Cadu acabou fazendo o que deveria ter feito bem antes. Pra mim não funcionou, mas ainda pretendo ler o outro livro da autora.

    Beijos
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  8. Oi Amigaaa!!!

    Esse seria um dos livros que eu deixo no carro e que leio quando estou parada em algum lugar esperando o Anderson terminar de conversar com algum cliente ou amigo...
    Um livro legal, mas que não tenho pressa de terminar!

    Vou anotar a dica!
    Beijokinhas minha Frô! s2

    ResponderExcluir
  9. Flor, essa é a segunda resenha que leio e nenhuma delas foi positiva ao ponto de me fazer querer ler.
    Acho que vou deixar passar esse. Você conhece meus gostos literários, acho que imaginou minha cara agora lendo este livro né?!

    :/

    Então, não vou ler, rsrs. Vou ler o primeiro que você disse que é seu queridinho.

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Neyla,
    ainda bem que li sua resenha, estava querendo muito ler este livro e acho que iria com mta sede ao pote, agora vou com calma sabendo que não é tanta coisas assim.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir