segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Os Segredos de Colin Bridgerton







Título: Os Segredos de Colin Bridgerton
Editora: Arqueiro
Autor (a): Julia Quinn
Número de Páginas: 335







Sinopse: Há muitos anos Penelope Featherington frequenta a casa dos Bridgertons. E há muitos anos alimenta uma paixão secreta por Colin, irmão de sua melhor amiga e um dos solteiros mais encantadores e arredios de Londres. Quando ele retorna de uma de suas longas viagens ao exterior, Penelope descobre seu maior segredo por acaso e chega à conclusão de que tudo o que pensava sobre seu objeto de desejo talvez não seja verdade. 
Ele, por sua vez, também tem uma surpresa: Penelope se transformou, de uma jovem sem graça ignorada por toda a alta sociedade, numa mulher dona de um senso de humor afiado e de uma beleza incomum. 
Ao deparar com tamanha mudança, Colin, que sempre a enxergara apenas como uma divertida companhia ocasional, começa a querer passar cada vez mais tempo a seu lado. Quando os dois trocam o primeiro beijo, ele não entende como nunca pôde ver o que sempre esteve bem à sua frente. 
No entanto, quando fica sabendo que ela guarda um segredo ainda maior que o seu, precisa decidir se Penelope é sua maior ameaça ou a promessa de um final feliz. 
Em Os segredos de Colin Bridgerton, quarto livro da série Os Bridgertons, que já vendeu mais de 3,5 milhões de exemplares, Julia Quinn constrói uma linda história que prova que de uma longa amizade pode nascer o amor mais profundo.

Os Bridgertons é a minha série de livros históricos preferida no momento. Não só pelo romance, mas pela forma descontraída e bem humorada a que somos apresentados aos personagens e suas histórias. Estava muito ansiosa para iniciar a leitura desse quarto livro, afinal era sobre o meu Bridgerton preferido, o Colin. E, nossa, ele conseguiu me deixar ainda mais apaixonada por essa série incrível!
Penelope Featherington sempre fora apaixonada por Colin Bridgerton. A paixão aconteceu em um momento incomum, mas desde então ela nunca mais parou de pensar nele. E como poderia? Ele sempre fora muito atencioso e gentil, sempre a tirando para dançar enquanto os outros cavalheiros nem sequer pareciam notar sua presença nos bailes. Penelope nunca foi um exemplo de beleza: estava acima do peso e seus vestidos sempre tinham cores um tanto berrantes e meio cítricas, o que a fazia parecer uma fruta madura.
O tempo passou, Penelope desabrochou, mas aos 28 anos já era considerada uma solteirona. O título a incomoda, afinal ela sempre teve a consciência de que se casaria, porém ela almeja muito mais para sua vida do que servir de companhia para sua mãe quando esta atingir a velhice. E apesar do tempo que passou, ela ainda sonha com o Colin e, mesmo se tivesse recebido alguma proposta de casamento, talvez não aceitasse já que certamente não seria uma proposta dele. Apesar de ser sempre muito gentil, ele jamais cogitaria casar-se com ela.
Neste quarto livro encontramos um Colin mais maduro, mas nem por isso menos divertido, irônico e sedutor. Porém, é somente neste livro que podemos perceber o quão cavalheiro e gentil ele é, já que nas outras histórias tivemos apenas um vislumbre de suas qualidades. De volta a Londres, após muitas de suas viagens, ele é um solteiro cobiçado, afinal é um Bridgerton (uma das melhores famílias da época), mas casar não é bem algo que cogite. 
Ele só não imaginaria que seria fisgado por Penelope, a quem ele nunca conseguiu ver como realmente era: uma criatura encantadora, espirituosa, sagaz e muito inteligente. A vida de Colin dá uma virada total e ele se vê em uma confusão de sentimentos, afinal nunca imaginou que um dia poderia sentir algo mais por Penelope, a quem sempre considerou uma amiga.
Os Segredos de Colin Bridgerton, assim como os demais livros dessa série, é uma delícia de leitura. Divertido e romântico, ele encanta pela leveza e bom humor inseridos nos diálogos dos personagens. E é impossível não falar dos personagens, que são apaixonantes! Desde o primeiro livro eu caí de amores por Colin justamente por ele ser o mais bem humorado dos irmãos. Com respostas afiadas e sarcásticas, ele rouba a cena a cada aparição. E quanto a Penelope, passei a gostar ainda mais dela depois desse livro. Nos anteriores eu já nutria simpatia por ela, principalmente por ser o patinho feio da história. E ela é tão fofa que é impossível não se afeiçoar.
Uma das coisas que mais gosto nos personagens criados por Julia é o fato de nenhum deles, em especial os personagens femininos, serem dotados de grande beleza ou um ícone de perfeição. Cada uma delas é bonita a seu modo, com imperfeições e qualidades que as torna especiais. É muito mais fácil se identificar com alguém tão real, do que com personagens que de tão perfeitos chegam a ser chatos. Sempre me identifico um pouco com cada uma das mocinhas criadas por Julia Quinn e com Penelope não foi diferente.
Além do romance, um fato irá com certeza prender a atenção do leitor: a descoberta da identidade de Lady Whistledown. Confesso que, nem de longe, iria imaginar quem seria ela. Fiquei bastante surpresa, afinal foi contra tudo que eu achava e mandou por água abaixo todas as minhas suspeitas. Eu adoraria que ela só tivesse sido descoberta no último livro, já que seus escritos dão um sabor a mais a história. Mas os fatos que se seguiram após a descoberta fez com que a história ficasse mais divertida e emocionante! Vida longa a Lady Whistledown! <3 E fica aqui a minha torcida para que ela não aposente de vez sua pena e que, um dia, possa nos brindar com mais dos seus textos brilhantes.
Se você ainda não leu nenhum livro da série, não sabe o que está perdendo. Os Bridgertons é, na minha opinião, a melhor série de históricos da atualidade, e você com certeza não pode deixar de ler!




9 comentários:

  1. Oi Neyla

    Quase desisti dessa série depois de ter me decepcionado um pouco com o primeiro livro. O que me fez seguir em frente foram as inúmeras resenhas elogiando o terceiro livro da série. Resolvi dar mais uma chance, já que todo mundo só elogia.
    Espero não me decepcionar.

    Beijos
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  2. Quero muito ler essa série!
    Confesso que estou sem animo de começar...
    Quem sabe me animo?
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho os três primeiros livros dessa serie mas ainda não li nenhum. Nem sei o porque. Lendo sua resenha fiquei com muita vontade e acho que vou começar a serie. Bom saber sobre as personagens da autora. odeio protagonistas "perfeitas".

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Pior é que eu sei o que estou perdendo. Sei de tanto ler suas resenhas né!!!
    Quem sabe um dia... quem sabe eu volte a me interessar por este gênero que deixei de lado.

    Amei amei amei a resenha!!!

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Claro que já li e ADOREI o livro RSRSR
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oie Neyla,
    menina u quero ler essa série inteira rsrsrs
    Li acho que o primeiro e segundo e adorei, e quanto mais você fala dos outros livros mais eu fico curiosa rsrsr

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  7. Já li alguns romances de época, mas faz tempo que não leio nada do gênero. Gostei da sua resenha e me deu vontade de ler novamente. Quem sabe eu não leia mais para frente?

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de setembro

    ResponderExcluir
  8. Neyla, eu to lendo um livro, mas pensando nessa série que ta me esperando na estante! to doidinha pra ler!
    aposto que vou gostar tanto quanto você!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Neyla!
    A série dos Bridgertons é mesmo incrível, eu amo cada um dos livros mas esse volume é o meu preferido, o Colin realmente é encantador e além disso, dei várias gargalhadas durante a leitura =)
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir