quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Marvels

Numa cidade onde um homem em chamas caminha pelas ruas, justiceiros em fantasias coloridas sobem pelas paredes e alienígenas de pele prateada vindos de outro mundo, trazem o presságio de uma destruição mundial, descubra como é ser um homem comum testemunhando o nascimento do Universo Marvel.
Retorne aos primórdios da Era dos Heróis e mergulhe em um mundo repleto de MARAVILHAS.





Título: Marvels
Autor(a): Kurt Busiek (Argumento) & Alex Ross (Ilustração)
Editora: Marvel Comics
Ano de Publicação: 1994 (EUA)/ 1995 (Brasil) 


Umas das minisséries de maior relevância nos quadrinhos completou 20 anos de sua publicação em abril de 2014 e eu precisava reparar o fato de um fã de HQ, principalmente da Marvel, como eu ainda não ter lido. Mesmo com sua atual raridade no mercado consegui as edições originais da primeira publicação no Brasil graças a uma doação feita pela Fabiana Correa do blog Romances & Sonhos. Sou grato a ela e ao marido, antigo dono das revistas, pela boa ação que me permitiu corrigir meu erro e finalmente conferir a aclamada Marvels.

Arte exclusiva de Alex Ross para a revista Wizard em 1995 sobre o sucesso de Marvels

Marcada entre os amantes dos quadrinhos como a história que elevou os nomes dos autores a fama e pelos prêmios que recebeu, Marvels é um trabalho que vai além do obvio. O argumento bem construído de Busiek, que conta alguns dos eventos mais importantes da Marvel sob a ótica de um cidadão comum o repórter fotográfico Phil Sheldon, em conjunto com a arte realista de Ross fazem com que o leitor fique imerso na narrativa da primeira à última página. A profundidade embutida no personagem principal, com seus conflitos internos, suas paixões e tristezas, contribui muito para a excelência da obra pois o torna alguém real como nós experimentando aquele universo de maravilhas. Além disso, o fato da HQ se basear nas “fotografias” de Phil transmite ao leitor a sensação de que o que se lê não é uma ficção, mas uma retrospectiva real de fatos que fizeram a história de uma era.


A obra se divide em quatro partes. A primeira, ambientada em 1939, apresenta o personagem principal da minissérie e seu fascínio pelos seres especiais que surgiram do nada e que defendiam (ou atacavam) os inocentes. Na segunda, passada alguns anos depois, ocorre o boom dos heróis e vilões superpoderosos, a origem dos mutantes e o ódio da população por eles, o ressurgimento do Capitão América, o casamento de Reed Richards com Susan Storm  e o nascimento das Sentinelas. A terceira parte se retrata a invasão de Galactus e a luta do Quarteto Fantástico, junto com o Vigia e o Surfista Prateado, e a insignificância do homem perante o fim iminente. E a última centra-se no lançamento do livro de fotografias de heróis feito por Sheldon, intitulado Marvels. O ápice da trama é o trágico destino da então namorada de Peter Parker nas mãos do Duende Verde, fato marcante na vida do aracnídeo.
Marvels é uma verdadeira obra de arte. Não apenas pela beleza no trabalho feito pelo talentoso Alex Ross, mas por toda profundidade criada nos roteiros Kurt Busiek. Uma obra completa que vai muito além de uma simples minissérie de quadrinhos: uma verdadeira Maravilha!




8 comentários:

  1. Que demais! Sou apaixonada por super-heróis e pelo universo da Marvel! Uma verdadeira maravilha mesmo viu? Amei o post! ♥
    Beijão <3
    docesexpressoes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. A série é espetacular. Parabéns pela matéria Ace!

    ResponderExcluir
  3. Não li essa série, mas parece ser demais! Simplesmente fiquei babando aqui.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de setembro

    ResponderExcluir
  4. Que demais! Sou apaixonada por super-heróisl! Amei o post! ♥
    Beijão <3

    ResponderExcluir
  5. Deixa eu admitir: Eu sou uma nerd/geek que não entende nadaaa de quadrinhos! Quer dizer... chama-se de quadrinhos? Olha só como não entendo! ahuahauha
    Eu AMO histórias de heróis! Sempre digo que não gosto tanto deles, e quando vou ver um filme acabo chorando. ahauhauhauha
    Acho que meu amor não é bem pelos heróis, mas pelos vilões. Cara, tem coisa mais massa do vilão e anti-heroi? Amo de coração! Loki, Coringa, V, Charada... (suspiros)
    Amei a postagem, cara! Muito instrutiva para a burra aqui.

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Meu Zeus como assim eu nunca havia ouvido falar nessa obra de arte?! É incrível como o universo Marvel possui perolas como essa quase esquecidas, acho que daria um ótimo roteiro para um filme, não?
    Sempre quis algo da Marvel que mostrasse justamente isso, a visão de alguém comum, e se quer sabia da existência dessa minissérie, sempre achei estranho como sempre os heróis passam aquela certeza de bondade a população, embora a maioria já tenha presenciado o lado negro da sociedade.
    Preciso dessa coleção ainda mais sabendo que meus personagens favoritos estão presentes na segunda, sou aficionado pelos mutantes e os robôs sentinelas, não vejo uma obra com tamanha diversidade como X-Men a séculos, e sou fã de carteirinha.


    Julielton Souza - Dialética Proposital

    ResponderExcluir
  7. Olá Ace,


    Para um bom admirador e colecionador, não tem uma obra nos deixa triste e quando conseguimos a mesma é um êxtase total...belo post, Marvel é show!!

    Abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir