quarta-feira, 8 de outubro de 2014

À Convite: Veneno







Sexy, sarcástico e de prender a respiração! Para os fãs de Once Upon a Time e Grimm, Veneno é a prova de que contos de fadas são para adultos! Não existe “Felizes para sempre”! Você já pensou que uma rainha má tem seus motivos para agir como tal? E que princesas podem ser extremamente mimadas? E que príncipes não são encantados e reinos distantes também têm problemas reais? Então este livro é para você! Em Veneno, a autora Sarah Pinborough reconta a história de Branca de Neve de maneira sarcástica, madura e sem rodeios. Todos os personagens que nos cativaram por anos estão lá, mas seriam eles tão tolos quanto aparentam? Acompanhe a história de Branca de Neve e seu embate com a Rainha, sua madrasta. Você vai entender por que nem todos são só bons ou maus e que talvez o que seria “um final feliz” pode se tornar o pior dos pesadelos! Veneno é o primeiro livro da trilogia Encantadas, e já é um best-seller inglês. Sarah Pinborough coloca os contos de fadas de ponta-cabeça e narra histórias surpreendentes que a Disney jamais ousaria contar. Com um realismo cínico e cenas fortes, o leitor será levado a questionar, finalmente, quem são os mocinhos e quem são os vilões dos livros de fantasia!
Título: Veneno
Série: Saga Encantadas
Editora: Única
Autor (a)Sarah Pinborough
Número de Páginas: 224

Palavra da editora: Veneno é um livro tenro como uma maçã envenenada. Belo como os vilões costumam ser. Sarcástico como príncipes mimados. E sem finais felizes porque já estamos bastante crescidinhos! (E, ainda assim, é um dos finais mais chocantes da ficção atual!) Para fãs de séries de TV e histórias picantes e divertidas, Veneno é puro entretenimento! – Mariana Rolier
Se você já assistiu Once Upon a Time e adorou a mistura louca de personagens, você será preso do começo ao fim pelo enredo dessa história. Se você gosta de contos de fadas, mas acredita que lhes falta um certo toque de realidade, esse livro foi escrito para você!
Veneno nos conta a história de Lilith, madrasta nem tão má de Branca de Neve, que já aparece como uma mulher em idade de casar. 
Lilith é pouco mais velha do que Branca e tem idade para ser considerada filha do rei. Forçada a essa casamento, pois o seu pai descobriu que ela era uma bruxa e essa foi a única forma de fugir da fogueira, Lilith perdeu todas as suas chances de ser feliz pelo amor, restando a ela apenas o poder. 
“Sua esposa morta podia ter sido amis amada que ela, mas o amor era irrelevante. Ela não se importava com quanto ele a amava, era mais importante que ele a quisesse. (...) Homens eram simples. Eram manipuláveis. O rei era seu fantoche, e ela ia mantê-lo assim. Ela endureceu o coração e passou os dedos delgados pelas coxas dele de um jeito que as unhas vermelhas arranharam levemente sua pele.”
Acredito que o que Lilith realmente queria era ter a vida livre de Branca de Neve, cavalgar pela floresta sem se importar com as convenções sociais e ser amada pelo povo e lógico, ter a sua beleza. E a autora vai, aos poucos, nos mostrando, que a madrasta nem sempre foi má, mas um conjunto de circunstâncias a levou a isso.
“Se a beleza de Lilith era etérea, então Branca de Neve era terrena. Rústica e sensual.”
A Branca de Neve da Sarah Pinborough é uma mulher independente, livre, decidida e corajosa, que acredita no lado bom de todas as pessoas, mas não tem nada daquela princesa bobinha que conhecemos no passado. Em alguns momentos ela me lembra Valente, princesa da Disney.
A oportunidade de acertar as contas com Branca surge quando o rei vai para a guerra, viagem que deve durar anos, e a Rainha decide arranjar um casamento para ela. Mas claro Branca frustra os seus planos aumentando a sua ira, o que nos leva à clássica passagem da maçã. 
Ah, não posso esquecer o caçador, que lembra muito o Chris Hemsworth, de Branca de Neve e o Caçador. Ele é charmoso e sedutor, e vai aplacar a carência das mocinhas da história. Os anões são um capítulo à parte. São uns fofos de verdade, mas tem nomes diferentes que combinam melhor com suas personalidades. 
“Branca de Neve trouxera livros para Sonhador, volumes finos de aventuras que ela pegara na grande biblioteca do castelo. Eles tinham mudado o mundo dele, e só por isso ele ia amá-la para sempre.”
Veneno é uma releitura de contos de fadas voltada para atrair o público adulto. Ele torna os personagens mais humanos mostrando que ninguém é totalmente bom ou absolutamente mau. Sem falar das cenas quentes de sexo entre alguns personagens que foram uma grande surpresa para mim! Além disso, a autora mostra que os contos de fada não estão isolados cada um em seu mundo particular, ela junta na mesma história, dando uma versão própria: Branca de Neve, Aladim e a bruxa de João e Maria. Mas nada surpreende mais do que o final... Só pelo final surpreendente já vale toda a leitura do livro!





3 comentários:

  1. Adorei ler essa saga... Mas de longe esse foi o melhor livro.,
    que bom que você também curtiu a estória, amo ler opiniões das quias compartilho.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi,
    Adoro Once Upon a Time, e estou com essa coleção aqui em casa para ler, adorei sua resenha e espero gostar da história também.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Tenho que ler, adorei a resenha ;)
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir