terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Mago - As Trevas de Sethanon





Ventos malignos sopram sobre Midkemia. As legiões negras ergueram-se para esmagar o Reino das Ilhas e escravizá-lo com o terrível poder de sua magia. A batalha final entre a Ordem e o Caos está prestes a começar nas ruínas de uma cidade chamada Sethanon.
Agora Pug, o mestre conhecido por Milamber, terá à sua frente a incrível e perigosa missão de viajar até a aurora do tempo e lidar com um antigo e temível inimigo. O destino de mil mundos dependerá apenas dele.
Enquanto o Príncipe Arutha e os seus companheiros reúnem as suas hostes para a batalha final contra um misterioso demônio ancestral, o temido necromante Macros, o Negro, libertou mais uma vez a sua magia negra. O destino de dois mundos será decidido numa luta colossal sob as muralhas de Sethanon, quando são restaurados os laços entre Kelewan e Midkemia.
Título: Mago - As Trevas de Sethanon
Série: Saga do Mago - Livro 4
Autor(a): 
Raymond E. Fiest
Editora: 
Saída de Emergência - Páginas: 480



























Uma épica conclusão para uma saga épica de grandes proporções. Após os acontecimentos de AprendizMestreEspinho de Prata, a Saga do Mago chega ao fim com uma emocionante narrativa repleta de mistérios, aventuras, guerras e alianças improváveis. Prepare-se para uma série de acontecimentos que transformarão para sempre Midkemia e nossos queridos personagens.
O Príncipe de Krondor, Arutha ConDoin, comemora o tempo de paz após impedir o avanço do plano de Murmadamus e usar o Espinho de Prata para salvar a vida da sua amada Anita. Seus dois filhos são apresentados ao povo com grandes festejos. Mas as trevas voltam a se mover, abalando a paz do Reino e, o ex-ladrão e agora escudeiro, Jimmy é um dos primeiros a perceber essa movimentação. Contudo, mesmo preparados, a morte de Arutha, o homem destinado a acabar com o líder das forças das trevas não consegue ser evitada. Mas nem tudo é o que parece...
Enquanto isso Pug, o mestre da magia agora conhecido por Milamber, retorna de seu exílio de aprendizado em Kelewan com os Eldar - os mais sábios e antigos Elfos entre todos - para pedir auxílio a seu primo Tomas, Príncipe-Consorte de Elvandar. Juntos, eles são os únicos capazes de encontrar a solução para o mistério que ronda Murmadamus e o verdadeiro mal intitulado O Inimigo. Para alcançar seus objetivos eles terão que enfrentar com, a ajuda do dragão Ryath, os próprios medos e ir, literalmente, até os confins do universo para impedir o pior.
Martin do Arco, Roald, Laurie, Baru e alguns poucos homens começam a mover-se em segredo durante os acontecimentos que seguem a morte do príncipe. Com a sua astúcia adquirida nos anos em que se virava na rua, Jimmy arrastará seu amigo Lockear em uma aventura para descobrir a verdade escondida, mas mal sabe ele as proporções que ele terá. Mortes, destruição, reencontros e segredos antigos aguardam nossos heróis até a chegada ao ponto onde todos os caminhos irão se cruzar: a cidade de Sethanon. 
Assim como acontece no volume anterior, falar do quarto livro sem revelar muito é uma tarefa complicada. Mesmo dizendo tanto nos parágrafos acima, nem uma décima parte da trama foi contada. Não há spoiler algum por mais que assim pareça. O livro é repleto de segredos sobre a trama, os personagens (protagonistas e coadjuvantes) e também sobre o cenário/universo. Durante a leitura nos aprofundamos não apenas na épica aventura de nossos heróis para garantir a sobrevivência de seu mundo, como também conhecemos cada vez mais sobre as origens do mundo em si. E cada núcleo da trama explora esses pontos de diferentes maneiras, complementando-se em diversos sentidos, não apenas como narrativa. 
Já que tocamos no assunto, Raymond consegue equilibrar muito bem em sua narrativa os quesitos descrições aprofundadas e agilidade textual. O tempo passa quando necessário, não ficando atrelado à uma continuidade forçosa, tornando a leitura bastante dinâmica apesar da grande quantidade de informação contidas nas quase 500 páginas. Além disso, todos os núcleos recebem destaque e importância na trama, mesmo os personagens que parecem menos úteis. Mas Arutha ConDoin e o escudeiro James de Krondor continuam sendo meus favoritos.
A Saga do Mago está sem sombra de dúvida entre os melhores livros que já li, não apenas por conta da qualidade de escrita e roteiro de Raymond E. Fiest, mas por conta da imersão que a trama é capaz de proporcionar no leitor. Para mim, a leitura não foi apenas prazerosa, foi uma viagem que dificilmente esquecerei e irá inspirar diversos escritos, aventuras e personagens de RPG que farei. Fico na torcida para que a Saída de Emergência, traga as outras sagas de Midkemia para a Coleção Bang! no Brasil ficar cada vez mais rica, e é claro, para que possamos reencontrar velhos amigos.

2 comentários:

  1. Oi Ace,
    adorei a capa, não conhecia o livro, mas assim que vi tive certeza que meu cunhado irá gostar.

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  2. Não me interessei muito pelo livro, mas conheçõ gente que iria gostar. A capa é bem bonita e chamativa, vou procurar ver a dos livros anteriores da saga.

    Abraços

    ResponderExcluir