quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Metempsicose‏




Um conto dentro de um conto. Quando três velhas senhoras se reúnem em uma tarde chuvosa para conversar sobre sinais de agouro, Inácio, neto de uma das senhoras, pensa que elas conversavam sobre histórias de fantasmas e começa a narrar uma história escrita pelo amigo dele, que jura ser baseado em fatos reais.
Título: Metempsicose
Autor (a): Maurício Coelho



Meu primeiro contato com a escrita do Mauricio Coelho se deu através de Fogo Fátuo, conto que eu adorei e que me deixou vidrada e de queixo caído com o final. Quando recebi esse segundo conto, fiquei na ansiedade. Planejava ler no final de semana, mas a curiosidade estava tão forte que não consegui esperar até lá. Praticamente devorei o conto em uma sentada e gostei demais do que encontrei.
Metempsicose é uma história completamente diferente de Fogo Fátuo, porém com a mesma aura de mistério. Nele conhecemos de imediato um grupo de velhinhas que estão reunidas a fofocar sobre sinais de morte. Você certamente já deve ter ouvido sua avó/bisavó, ou até mesmo sua mãe, comentar a respeito de fatos estranhos que muitas vezes são associados à morte: o pio de uma coruja, o barulho de uma tora de madeira caindo, um pássaro (ou inseto) negro sobrevoando uma determinada casa, dentre outros. E é justamente quando a conversa gira em torno dessas situações que Inácio, neto de uma dessas senhoras, chega ao local e divide com as senhoras uma história que um amigo seu lhe contou e atesta ser verdadeira.
E é aí que começa uma nova história. Um homem bêbado, uma confissão de assassinato, uma mulher que surge para assombrar. Todos esses elementos fazem parte da história narrada por Inácio e faz com que fiquemos vidrados, a espera do que virá depois. Em suma, após uma comemoração regada a muita bebida, um amigo confessa ao outro que assassinou uma mulher. A história parece meio absurda, afinal ele nunca foi um homem violento e há o agravante de que está bêbado e praticamente dormindo quando faz essa confissão. Mas, se você ouvisse de um amigo seu uma história como essa, o que faria a seguir? Isso é o que você irá descobrir lendo.
Apesar de ter algumas características parecidas com Fogo Fátuo, Metempsicose segue uma linha bem diferente do primeiro. Apesar do tom sobrenatural que ambos emanam em suas páginas, Metempsicose possui uma história mais simples e menos intrincada que o primeiro. A história é envolvente e, infelizmente, muito curta (esse é o grande problema dos contos, né verdade?). A narrativa é ágil e o enredo é daqueles que te prende do início ao fim.
E já que estamos falando do final, achei o desse conto muito bacana e, de certa forma, surpreendente! Tem tudo a ver com a história e deixa um clima de mistério/dúvida no ar. Muito bom mesmo! Se você, assim como eu, é fã dos contos, não pode deixar de ler Metempsicose.

9 comentários:

  1. Oi, Neyla.
    Nossa, parece que é daqueles livros que te prende mesmo, né?
    Fiquei curiosa e lembre de Quincas, do Jorge. Eu sei, nada a ver, haha.

    Beijocas,
    http://www.segredosentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Velhinhas fofoqueiras, suspense!? Amoooo parece um livro policial muito divertido...
    Eu preciso ler...
    Beijos

    http://interessantedeler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Adoro contos e fiquei super curiosa para ler esse. Não conheço o autor, mas já vou procurar saber mais. Adoro histórias de mistérios, com certeza é um conto que chama minha atenção. Beijos
    Gabi, www.reinodaloucura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá!!

    Eu aprendi a gostar de contos depois do blog, eu não conhecia o autor nem sabia do conto, mas eu adorei a descrição e sua opinião sobre ele.
    Acho que o maior problema de contos é que são muito curtinhos <:(

    Vou procurar aqui para ler :D


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  5. Oie
    Não conhecia o livro , e apesar de ter achado a historia interessante, não sei se leria...
    Não faz bem meu estilo,
    Mas a resenha esta legal, deu pra conhecer um pouquinho mais do livro.

    ResponderExcluir
  6. Oi oi!
    O tema da história é bem legal, mas não se leria. Acho que se fosse um livro, mais aprofundado e tal, leria com certeza, mas por ser um conto acho que não, no meu pensamento deve faltar coisa, não sei hahahahaha
    Mas que bom que gostou!
    Beijossss,

    http://www.thousandlivestolive.com/

    ResponderExcluir
  7. Oiie, tudo bom?
    Não conhecia o livro, mas já tinha ouvido falar do Fogo Fátuo.
    Este livro me interessou bastante, apesar de a história parecer muito muito confusa kkkkkkk Vou colocar na minha lista, e quem sabe um dia eu não descubro onde essa confusão vai dar?
    Um abraço
    Oficina do Leitor / Facebook

    ResponderExcluir
  8. Olá Neyla,

    Não conhecia o livro e apesar de não ler muitos contos achei bem interessante, boa dica...abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oie, tudo bom?
    Gostei da premissa desse conto e desse suspense todo para saber se houve crime ou não na história.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir