sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Revelada








Neferet está agora mais poderosa do que nunca, e sua busca por vingança ameaça as vidas não apenas de Zoey e seus aliados, mas de toda a humanidade. O caos impera em Tulsa, e todos passam a culpar a Morada da Noite por isso. Poderá Zoey impedir os planos terríveis de Neferet a tempo, antes que seu ódio possa desencadear uma guerra de consequências devastadoras?
A série House of Night é um dos maiores fenômenos do mercado editorial, tendo alcançado a primeira posição na lista dos mais vendidos em países como Estados Unidos, Alemanha e Reino Unido, mantendo-se na lista de best-sellers do The New York Times por cerca de 150 semanas consecutivas.
Agora, no penúltimo capítulo dessa aclamada série, a ação é ainda mais eletrizante, e os riscos são ainda maiores na batalha de Zoey e de seus amigos para proteger sua escola – e seu lar – da destruição. Ao mesmo tempo, os cativantes personagens criados por P. C. e Kristin Cast têm de lidar com seus sentimentos, com o jogo de amizades e traições e com o dia a dia entre as paredes da Morada da Noite.
Título: Revelada
Série: House Of Night
Autor(a): 
P.C. Cast e Kristin Cast
Editora: Novo Século

Páginas: 328


Talvez o que eu venha a revelar aqui não seja segredo para algumas pessoas (aquelas que acompanham o blog desde o comecinho), mas House of Night é uma série que divide muito a minha opinião. Logo nos primeiros livros eu "garrei" ódio da protagonista e a cada burrada, mais antipatia eu tomava por ela. Sejamos sinceros, Zoey não é o que podemos chamar de uma protagonista incrível e de decisões sábias. Ela é uma garota cheia de dúvidas, que erra, quebra a cara, comete os erros mais absurdos e, para coroar, está sempre envolvida com algum garoto (eu me pergunto em qual mel essa garota se lambuza, por que...).
Além do mais, a história se torna arrastada em muitos pontos, com muita enrolação até a metade do livro e os fatos eletrizantes acontecendo sempre no final. É uma espécie de padrão nos livros. Aí você me pergunta: e como você chegou ao 11º livro, Neyla? Por que esse trem vicia gente, sempre quero saber o que vai acontecer depois, como a minha personagem preferida (a Steve Rae) vai se sair... e assim cheguei até aqui.
Após uma queda na qualidade da história no décimo livro (o nono foi fantástico gente, o melhor de todos para mim), Revelada chega para arrumar as coisas e se manter em um padrão aceitável. Não é melhor que o nono (Destinada), mas é de longe mil vezes melhor que o décimo (Escondida). A história começa um pouquinho depois do término de Escondida e se você não leu nenhum dos livros, aconselho que pule toda a parte do resumo e vá para as minhas considerações sobre o livro, afinal é o 11º livro e fatalmente terá spoillers dos anteriores.
Após ter sido quase destruída e ser abandonada pelas trevas, Neferet se encontra reclusa em uma pequena toca de raposa e lá relembra seu passado sombrio. As coisas não foram fáceis para a Tsi Sgili, mas nem mesmo todo o sofrimento pelo qual passou nos faz sentir compaixão. Neferet é uma pessoa má e nada vai ser capaz de justificar suas atitudes. Entretanto, é interessante conhecer um pouco mais a respeito dela e do que a move.
Antes dessa reclusão, ela estragou o evento beneficente promovido pela Morada da Noite e, de quebra, ainda foi responsável por duas mortes (que eu não vou contar quem morreu, mas adianto que uma delas me deixou um pouco chocada e achei bem desnecessária) e a culpa vai recair sobre quem? Sobre a Morada da Noite, claro! E lá se vai a chance de diminuírem a hostilidade dos humanos para com os vampiros.
Para completar, Dallas (aquele vampiro vermelho do mal que mexe com eletricidade), também anda aprontando das suas. O garoto que tem Steve Rae como sua inimiga desde que ela o trocou por Rephaim, está cada dia mais cheio de rancor e é capaz de qualquer coisa para se vingar daqueles que odeia, até mesmo matar.
E, coroando o grande caos que domina a Morada da Noite, temos Zoey e seus sentimentos confusos. Ela se sente cada dia mais atraída por Aurox, está cada dia mais cheia de dúvidas e sua cabeça parece estar prestes a explodir. Até Afrodite é avisada, por meio de mais uma de suas visões proféticas, que Zoey irá surtar. Mas, como já é de se esperar, nada disso é revelado a ela como forma de alerta e o que vai acontecer, bom, você terá que ler para descobrir.
Revelada, como o próprio nome já diz, é um livro cheio de revelações e muitas coisas que eu gostaria de saber foram expostos neste volume. O livro tem ação e mistério sob medida, porém tem também enrolação e muitas coisas que poderiam ser facilmente descartadas tornando o livro bem mais ágil. Zoey, se é que é possível, está ainda mais irritante, insegura e confusa. Eu sei que parece birra, mas conseguiram deixá-la ainda pior e foi desanimador. Por sorte temos Steve Rae (<3), Rephain e Kalona para nos presentear com passagens incríveis e intensas.
Confesso que estou bastante ansiosa para o lançamento de Redimida, o 12º e último livro da série. Espero que as autoras tenham conseguido criar um final realmente incrível e que tenha valido todo meu esforço em chegar até aqui. Eu até contaria qual seria meu final perfeito, mas prefiro não contar por aqui. Se você tiver alguma curiosidade, pode falar comigo via inbox lá na fanpage do blog que eu conto. E se você, assim como eu, é um herói sofredor que está imaginando o que vai acontecer neste último volume, fala comigo por lá também para trocarmos figurinhas.
Se eu recomendo esse livro? Bom, se você já está na estrada, lendo a série (por que está gostando ou por que gosta de sofrer e continua por conta da curiosidade), vale a pena sim. Sou do tipo que pensa: Se já cheguei até aqui mesmo, não vou parar até ler o final. Se você está querendo se arriscar, minha dica é não ir cheia de expectativas para evitar decepções.

11 comentários:

  1. "Em qual mel essa garota se lambuza" SKPOAKPSOAPOSKAOPSKPAOSKPOAKSPOAKSOPKAPSOK

    Entendo de livros que viciam... estou passando isso com a série The Walking Dead. A qualidade caiu, mas eu não consigo parar de ler os livros KSPAOKSPOAKPSOK

    Vejo todo mundo falando que essa série é incrivelmente grande, e que, apesar de às vezes as coisas se tornarem repetitivas, é viciante... Não é o tipo de livro que eu leio, mas deve ser bom para ter mais de 10 livros, e mesmo assim as pessoas devoram, certo?

    RI muito com a sua resenha, haha...

    Malfeito Feito | FanPage

    ResponderExcluir
  2. Nossa, Neyla... Agora eu realmente não tenho mais paciência de começar a ler essa série. São tantos livros que já me perdi neles HAHAHA
    Mas concordo com você em uma coisa: se você já chegou TÃO longe na série, não vale a pena desistir. Tem que pelo menos ver como termina.

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  3. Neyla, acho que todo mundo que lê essa série é corajoso, porque só ouço coisas negativas ao respeito dela kkkkk
    Não li nenhum dos livros, mas tenho certa curiosidade, pretendo esperar lançar o último livro para poder dar uma chance. Mas sei que tenho que ir sem expectativas, porque a história tem muitos altos e baixos e a protagonista não facilita. Beijos
    www.reinodaloucura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Neyla. Tudo bem???

    Ainda não li nenhum livro dessa série, mas como não pretendo ler ela tão cedo li a sua resenha completa. Também acho que se você chegou até aqui e só falta um para acabar siga em frente, vai que melhora! Eu sempre acho que pode melhor e pego uma raiva quando tudo descamba de vez. kkkkkk :P
    Achei interessante essa tentativa de vampiros conviverem com humanos. Acho que isso foi o que mais me provocou curiosidade no livro, mas só de saber que a mocinha é chata já me tira o ânimo! :P
    Bjoks da Gica.

    Uma Leitora Aquariana

    ResponderExcluir
  5. Neyla, adorei! a sua resenha.

    Também sou uma leitora fiel de The House of Night e fiquei chocada com várias coisas que aconteceram nesse livro. Principalmente se consideramos a Erin, certo??? Como eu disse na minha resenha, mas com palavras aceitáveis, foi uma sucessão de 'eita porra's a cada página virada.

    Zoey Redbird está mais intragável do que nunca!!! Menina chata. Tudo bem que ela tem 17 anos só, mas ela já viveu e já tem mais poderes do que qualquer outro vampiro. Fico irritadíssima por ela não saber utilizá-los. Quanto ao mel... SIM, que tipo de apelo ela tem? Acredito que sejam as tatuagens, o exotismo hahahaha

    Tenho altas expectativas para o livro final envolvendo Kalona e Nyx, se é que me entende ~~

    Beijos, Iza
    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oii, tudo bom?
    Já vi muita gente falando desta série, alguns gostaram, outros nem tanto. Mas a série não me chama a atenção, e certamente eu não leria. Odeio profundamente histórias de vampiros kkkk
    Um abraço
    Oficina do Leitor / Facebook

    ResponderExcluir
  7. Oie Neyla! :D
    Como Você sou uma sofredora da série House Of Night, mas ainda não estou no Livro de número 11, estou recém no Livro número 6. Então tive que pular a parte onde Você solta os spoiler e ir para as suas considerações!
    Sobre a Zoey ser uma chata, concordo com Você, não gosto dela desdo começo, se uma dia já simpatizei com ela já foi apagado depois de tantos erros e traições! Que Garota insuportável e que todos os garotos querem e que ela não sabe o que quer! O.O
    Só continuo a série por causa da Afrodite, acredito o Erik, gosto dele e ele tem todo o direito de odiar a Zoey.
    E o Kalonaaaaa! *-* <3 Meu personagem favoritoo! haha

    Beijoos e até logo! :D
    https://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá, Neyça
    Eu devo estar no 10º, 11º da saga. Nem lembro mais.
    Eu também acho a Zoey chata. Insuportável. Nunca se decide !!
    Só não parei de ler até agora porque... Bem... A série em si é legal e interessante.
    Eu tenho esse livro em casa e tava pensando em reler faz esses dias.
    Sua resenha me deu a certeza de que preciso sim voltar a frequentar esse universo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi Neyla!!
    Anos atrás comecei a ler essa série quase infinita e me lembro de que achei a Zoey muito indecisa e o enredo meio enrolado, aí acabei abandonando, mas já que você chegou até aqui, desejo que a conclusão da série seja satisfatória ;)
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  10. Oi Neyla! Eu me diverti lendo sua resenha, ao mesmo tempo que odeia a protagonista, não conseguiu deixar a leitura de lado e como você chegou até aqui, espero que o final seja algo agradável. Eu lembrei da minha sensação ao ler Os Imortais, sempre detestei as burradas da garota, mas li toda a série e não me arrependo, é muito legal, há muitos pontos positivos que compensam os negativos.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  11. Olá Neyla,
    Assim que conheci a série, me deu uma enorme vontade de ler. Mas aos poucos fui começando a ler resenhas não tão positivas e acabei perdendo a coragem. Não vou dizer nunca, mas acho que não tenho paciência para acompanhar uma série tão longa e com uma protagonista chata, haha.


    Lucas - Carpe Liber
    http://livrosecontos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir