segunda-feira, 6 de abril de 2015

Fangirl



Cath é fã da série de livros Simon Snow. Ok. Todo mundo é fã de Simon Snow, mas para Cath, ser fã é sua vida – e ela é realmente boa nisso. Vive lendo e relendo a série; está sempre antenada aos fóruns; escreve uma fanfic de sucesso; e até se veste igual aos personagens na estreia de cada filme.
Diferente de sua irmã gêmea, Wren, que ao crescer deixou o fandom de lado, Cath simplesmente não consegue se desapegar. Ela não quer isso. Em sua fanfiction, um verdadeiro refúgio, Cath sempre sabe exatamente o que dizer, e pode escrever um romance muito mais intenso do que qualquer coisa que já experimentou
na vida real.
Mas agora que as duas estão indo para a faculdade, e Wren diz que não a quer como companheira de quarto, Cath se vê sozinha e completamente fora de sua zona de conforto.
Uma nova realidade pode parecer assustadora para uma garota demasiadamente tímida. Mas ela terá de decidir se finalmente está preparada para abrir seu coração para novas pessoas e novas experiências.
Será que Cath está pronta para começar a viver sua própria vida? Escrever suas próprias histórias?
Título: Fangirl
Editora: Novo Século
Autor (a): Rainbow Rowell
Número de Páginas: 424

Quem me acompanha, seja no blog ou nas redes sociais, sabe que tenho um carinho especial pela Rainbow Rowell. Suas histórias sempre fofas, repletas de personagens carismáticos me encantaram de imediato e hoje eu a considero uma das minhas autoras favoritas. É muto amor por essa mulher gente. <3 Fangirl foi o segundo livro da Rainbow que li (o primeiro foi Eleanor&Park e você pode conferir a resenha clicando aqui) e, embora tenha lido algumas críticas negativas, simplesmente amei o livro!
Em Fangirl conhecemos Cath e Wren, irmãs gêmeas mas muito diferentes uma da outra. Enquanto Wren é mais extrovertida e faz amigos com facilidade, Cath é o oposto. Tímida, um pouco introspectiva e, por consequência, sem muitos amigos, ela gosta mesmo é de escrever sua fanfic de Simon Snow (uma espécie de Harry Potter), uma série de livros juvenis que são uma verdadeira febre entre os jovens. Escrever, por sinal, é uma das coisas que ela mais gosta de fazer. Sua fanfic é um verdadeiro sucesso na internet, com milhares de pessoas acompanhando e esperando ansiosos pelos próximos capítulos.
Com a ida para a faculdade, um mundo novo começa a se desenrolar aos olhos de Cath. Logo de cara o choque: Wren avisa a Cath que não será sua colega de quarto. Decidida a não ser conhecida como a garota que possui uma irmã gêmea, Wren corta os cabelos, muda a forma de se vestir e até mesmo se afasta um pouco mais da irmã. Claro que tudo isso mexe muito com Cath, afinal ela sempre se acostumou a estar ao lado de Wren em todos os momentos e agora precisa lidar com essa mudança sozinha. 
Além de toda a insegurança com a faculdade, há também a preocupação com o pai. Desde que a mãe as abandonou, seu pai tem sido seu porto seguro (assim como Wren) e ela se preocupa demais com ele. Deixá-lo sozinho é algo que a deixa angustiada e no decorrer da leitura vamos entendendo o por quê. E é com a mente em um turbilhão que Cath chega à uma nova cidade, para começar um curso novo e viver totalmente fora da sua rotina. E que fique bem claro: ela não é uma pessoa que gosta de mudanças. Para Cath as coisas poderiam ser sempre da mesma forma e tudo estaria perfeito. Mas ela vai descobrir que mudar as vezes é uma necessidade, mesmo que seja contra sua vontade. E para isso vai contar com a ajuda de Reagan, sua colega de quarto assustadoramente estranha, e Levi, suposto namorado de Reagan, que é um fofo. 
Acontece que um bom livro não se faz apenas de uma história fofinha onde tudo vai se resolvendo bonitinho. Cath vai precisar lidar com a distância cada vez maior da irmã, problemas em uma disciplina no curso, o retorno da mãe que foi embora quando ela ainda era criança (e que ela não aceite de jeito nenhum) e a descoberta de um sentimento mais forte por Levi. 
Durante a leitura vamos conhecendo melhor Cath, sua forma de ver as coisas, suas preocupações e aspirações. De imediato ela não é uma personagem que desperte simpatia, principalmente por sempre se achar inferior à irmã em diversos aspectos. Além do mais, Cath é uma garota boa, ingênua e que perdoa tudo (ou quase tudo) com muita facilidade. Eu não gosto de personagens bons o tempo todo, cadê a maldade, o sangue nos olhos, a vontade de torcer o pescoço da irmã a cada mancada? Eu vivi uma verdadeira relação de amor e ódio com ela, até perceber que tinha me rendido totalmente a seu jeito esquisito e fofo de ser. 
Levi também é um amor e eu poderia passar a resenha inteira escrevendo sobre o quanto ele é sensível e atencioso, ou lindo e fofo. Acho que, entre todos os personagens, ele foi o que mais me conquistou. Por outro lado, Wren foi a personagem que eu menos gostei e não digo isso somente pela maneira como ela tratava Cath. Foram várias ações que me fizeram tomar verdadeira antipatia por ela e nem mesmo após o livro terminar eu consegui largar a birra. Wren, com toda certeza, não seria uma pessoa que faria parte do meu círculo de amizades (hahahaha). 
A história de Fangirl é bem mais simples e menos dramática do que a de Eleanor&Park, mas é tão linda e apaixonante quanto ela. Tiveram muitas partes em que ri e outras em que meus olhos marejaram. Eu sou chorona e a forma sensível como Rainbow nos conta a história sempre consegue me tocar. Confesso que os trechos das fanfics de Simon Snow deixaram meu ritmo de leitura um pouco lento e foi cansativo ler determinadas partes, ainda mais porque eu estava muito mais interessada em Cath e sua vida do que no que ela escrevia sobre Simon.
Super indico a leitura desse livro. É uma leitura gostosa e rápida, ideal para aqueles dias bem preguiçosos onde tudo que a gente quer é um livro leve e despretensioso. Recomendado!


11 comentários:

  1. Oi, confesso que tinha me desanimado um pouco de ler esse livro porque a maioria das resenhas que vi não falavam muito bem sobre ela. A sua resenha, no entanto, me despertou a vontade e a curiosidade de ler e saber todos os detalhes! Desde o primeiro momento que tive contato sobre o que se tratava eu já me interessei e o fato de já ter lido a mesma obra que você como primeira leitura dela me fez gostar muito da escrita da autora. Irei ler para saber qual será o meu veredito. Mas amei a resenha, passou o que a obra representa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Neyla!
    Acredita que ainda não li nenhum livro da autora?
    Pois é... falha minha.
    Como gosto dos livros que envolvem gêmeas (por causa das minhas enteadas) e como escrever Fanfic parece interessante, acho que o livro realmente pode ser interessante, mesmo com Cath sendo boazinha o tempo todo (lembrei de mim...kkkk), nos livros gosto de protagonistas ais fortes, fiquei bem interessada pela leitura.
    “Passando para desejar a todos uma ótima e abençoada semana,que Deus esteja no controle de nossas vidas guardando e livrando de todos os obstáculos que possam surgir pelo caminho,pois com Deus no controle tudo dará certo.” (Andréia Godoi)
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oii,
    Ainda não li nada da autora e isso é triste. Li várias resenhas e sempre fico encantada haha
    Fangirl está na minha lista de desejados e espero ler logo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito desse livro,mas confesso que pulei toda a parte que ela escrevia sobre a fanfiction!
    Acho que ninguém gostou!
    Mas, assim como você, acho valeu a dica!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  5. Olá, esse livro é realmente ótimo!!
    Li ele no começo desse ano, logo depois de ler Eleanor e Park, e me apaixonei pela escrita da autora, ela escreve muito bem e as histórias mesmo sendo comuns, sem finais de impressionar, prende o leitor com um enredo tranquilo!!
    Quero muito ler os livros Anexos e Ligações!!
    Ah, e a parte da fanfiction ficou um pouco chata mesmo!!
    Abraços
    www.estantedepapel.com

    ResponderExcluir
  6. Esse livro é realmente um amor li primeiro eleanor e park pra depois ler este e fiquei encantada com esse e meu deus como eu fiquei desejando um Levi pra mim durante a leitura ele é um dos personagens masculinos mais fofos e cativantes que já encontrei em todos os livros que eu li

    ResponderExcluir
  7. Amoreeeeeeeee!!!

    Adorei!!! É mais leve, mas e daí?? Amo a autora pela sua maneira de narrar uma história.

    Li Ligações e é lindo, maravilhoso, encantador, adulto e apaixonante. Você vai amar!!! É uma história simples e incrível!!

    Amei a resenha deste, vou ler com certeza o mais breve possível!!!

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Rainbow Rowell mais uma vez <3 Eu tinha muita curiosidade sobre Fan Girl, até que não aguentei mais e li os primeiros capítulos em pdf e não deu outra: amei!
    Não sei dizer o que, como ou porquê, mas essas histórias que muita gente julga como "nada demais" sempre me encantam de um jeito inexplicável. A simplicidade tem seus encantos também, são minhas preferidas depois de histórias de fantasia.

    ResponderExcluir
  9. Olá Neyla,

    Gosto demais de estar no seu blog, pois conhecemos ótimos livro e confio demais nas sua resenhas, pena o meu blog não receber mais seus comentários por não ser tão bom assim, mas gosto desse gênero de livro e pela sua resenha acho que me divertiria bastante com esse livro, boa dica....bjs.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Pois é... também li algumas críticas negativas deste livro, por isso não me joguei na leitura ainda. Tenho o livro, já li Eleanor e Park tb (amei, amei <3) e nossa autora "Arco-íris" já me cativou muito.
    Eu, agora, darei um jeito de ler logo, afinal já perdi tempo.
    E personagens sem sangue no olho de vez em quando é meio tedioso, hehehe...
    Eu comecei a curtir fanfics faz pouco e acho que este livro vai me ajudar a mergulhar melhor neste universo!!
    Super curti a resenha ;)

    ResponderExcluir
  11. Estou tendo a primeira experiência com essa autora nesse momento. Estou lendo o "Ligações", e estou gostando bastante. Em relação a esse, só lendo essa resenha, já peguei uma birrinha com essa garota. Não sei porquê, mas não confio em pessoas que são boazinhas o tempo inteiro. Não existe esse tipo de pessoa. Até acredito que sempre estão à espreita para dar a punhalada pelas costas. kkkkkkkk Enfim, tirando essa garota 100% boazinha, gostei da premissa.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir