segunda-feira, 4 de maio de 2015

Ligações


GEORGIE MCCOOL sabe que seu casamento está estagnado. Tem sido assim por um bom tempo. Ela ainda ama seu marido, Neal, e ele também a ama, profundamente – mas o relacionamento entre eles parece estar em segundo plano a essa altura.
Talvez sempre esteve em segundo plano.
Dois dias antes da tão planejada viagem para passar o Natal com a família do marido em Omaha, Georgie diz a ele que não poderá ir, por conta de uma proposta de trabalho irrecusável. Ela sabia que ele ficaria chateado – Neal está sempre um pouco chateado com Georgie –, mas não a ponto de fazer as malas e viajar sozinho com as crianças.
Então, quando Neal e as filhas partem para o aeroporto, ela começa a se perguntar se finalmente conseguiu. Se finalmente arruinou tudo.
Mas Georgie estava prestes a descobrir algo inacreditável: uma maneira de se comunicar com Neal no passado. Não se trata de uma viagem no tempo, não exatamente, mas ela sente como se isso fosse uma oportunidade única para consertar o seu casamento – antes mesmo de acontecer…
Será que é isso mesmo o que ela deve fazer?
Ou ambos estariam melhor se o seu casamento jamais tivesse acontecido?

Título: Ligações
Editora: Novo Século
Autor (a): 
Rainbow Rowell
Número de Páginas: 304




Acredito que quem acompanha o blog com frequência já sabe que quando tem resenha de livro da Rainbow Rowell aqui no blog tem também corações flutuando e muita paixão escorrendo pelos dedos desta blogueira apaixonada. Não é segredo que Rainbow já é uma das minhas autoras preferidas e que seus livros me conquistam com uma facilidade incrível. E com Ligações não foi diferente.
Ao contrário do que acontece nos livros anteriores, essa história tem personagens adultos, mas nem por isso menos divertidos. Em Ligações conhecemos Georgie, uma mulher de 37 anos, roteirista de um programa de TV e que tem um grande sonho: ter a oportunidade de produzir o seriado que ela idealizou durante anos. Casada com Neal e mãe de duas filhas fofíssimas, ela trabalha sem parar, deixando a responsabilidade de cuidar da casa e das filhas para o marido. Não que ela tivesse obrigado ele a fazer isso, essa foi uma decisão tomada em conjunto. Porém, com o tempo cada vez maior gasto no trabalho, o tempo para a família é bem reduzido e ela sente que o relacionamento com Neal anda meio mal das pernas.
E as coisas só vão piorar quando Georgie consegue a chance de realizar seu sonho (dela e de Seth, seu melhor amigo desde os tempos da faculdade). De viagem marcada para Omaha, onde passaria o Natal com o marido, as filhas e a sogra, ela precisa abrir mão dessa viagem para poder se dedicar ao máximo aos roteiros que precisam ser escritos. E é com o coração apertado que ela decide deixar o marido viajar com as filhas e passar o Natal sozinha escrevendo. Porém escrever é o que ela não vai conseguir fazer de jeito algum.
Sem querer aceitar que seu casamento está em crise e sem inspiração para escrever, Georgie mergulha no passado, lembrando de como conheceu Neal, das coisas boas que viveram juntos e pensando em tudo aquilo que pode estar "jogando fora". Apesar de serem diferentes, a atração entre os dois sempre foi forte. Neal não é o tipo de homem que chama atenção e o repentino interesse de Georgie por ele causou espanto até em Seth que o chamava, de forma bem jocosa, de o hobbit. E nesse ponto vale comentar: antes de Neal, Georgie sempre teve uma queda por Seth mas eles nunca ultrapassaram a barreira da amizade (muito embora o relacionamento entre eles cause desconforto a Neal).
Com saudades da família e sem conseguir falar com Neal pelo celular (ele nunca a atende), ela decide ligar para a casa de sua sogra de um antigo telefone que estava guardado em seu antigo quarto na casa de sua mãe. Só que, para sua surpresa, esse telefone consegue fazer algo surpreendente: ela se comunica com o Neal do passado, mas precisamente o seu namorado do ano de 1998. Confusa e cheia de questionamento, Georgie chega a conclusão de que essa pode ser a sua chance de salvar o seu futuro e o de Neal.
Falar de Rainbow é sempre muito difícil para mim. Por mais que eu tente ser imparcial na hora de expressar minha opinião sobre suas obras, sei que meu lado fã acaba sempre falando mais alto. Eu sou viciada na escrita dessa mulher, nos seus personagens perfeitamente imperfeitos e na forma divertida e leve como ela nos trás os dramas do dia-a-dia. Além de tudo isso, ela conseguiu me fazer refletir sobre um ponto muito interessante e que é um fato gritante na trama: até onde você iria para realizar seus sonhos? Será que vale a pena abrir mão da companhia de pessoas importantes e especiais em sua vida por conta de algo que você tanto almeja?
Ligações é fofo e divertido, tem uma narrativa bem leve e vai agradar em cheio aos fãs de Rainbow. Como sempre acontece, fui fisgada logo no primeiro capítulo, mas de imediato não gostei de Georgie. Não conseguia entender como ela teve coragem de se separar da família para poder escrever esse roteiro. Mesmo sendo o sonho da sua vida, não acho que valeria arriscar perder as pessoas mais importantes de sua vida. Além do mais, apesar de ter 37 anos, ela ainda tinha algumas atitudes adolescentes, muitas vezes beirando a chatice. A conexão entre eu e Georgie demorou a se estabelecer e foi somente quando ela passou a mostrar mais seus sentimentos e nos deixou conhecê-la melhor foi que comecei a apreciá-la. Neal, por sua vez, se mostrou apaixonante. Um homem dedicado, inteligente e apaixonado como ele é difícil de encontrar. Caí de amores por ele de imediato, algo que não é difícil de acontecer com os personagens masculinos criados por Rainbow, afinal eles são incríveis. <3
Esse foi um dos livros da autora que mais me surpreendeu. Apesar da trama ter um pouco do nosso bom e velho clichê, ela vai além por conta da inserção desses telefonemas feitos para o passado. Achei que Rainbow foi extremamente feliz ao decidir inserir esse fato no livro e, além de intrigante, eles despertaram em mim uma curiosidade enorme, queria realmente descobrir o que estaria ocasionando esse fato. Foi realmente muito bom!
Preciso dizer que recomendo a leitura? Ágil, divertida e apaixonante, você não pode deixar de se deliciar com mais uma história dessa autora maravilhosa!

10 comentários:

  1. Eu tinha certeza que você iria gostar!!
    Amei o livro!!!

    Sua resenha tá tão amor ♥ Livro lindo, resenha linda!!! Tudo perfeito ♥

    Bjksssss

    Lelê

    ResponderExcluir
  2. Acredita que ainda não li nenhum dos livros da autora. Este parece ser muito bom, eu achava que era mais jovem os protagonistas rs, eu nunca leio sinopse rs.
    Mas mesmo sendo uma personagem mais velha, nem tanto rs, adorei o fato de não ter um triangulo amoroso e sim falar de segunda chance, pois é assim que vejo o fato dela poder falar com o marido..mais jovem.
    Pretendo ler assim como os outros livros da autora,
    beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oi Neyla, apesar da resenha positiva, não é um livro que tenha me interessado. Fica para a próxima.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  4. Olá Neyla,

    Cá estou novamente....kkk...não li nada do autor ainda e essa é a segunda resenha que leio desse livro, gostei bastante e fiquei com muita vontade de ler, espero que isso aconteça...kkk....abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Eu já li dois livros dela e posso afirmar: ELA É MARAVILHOSA haha
    O livro me atraiu muito. Fiquei muito, muito, muito feliz em saber que esse livro dela é mais adulto, já que fangirl eu achei muito 'bobo'!

    ResponderExcluir
  6. Neyla!
    Tão bom quando nos tornamos fãs de uma autora e todos os livros que lemos dela se tornam os melhores.
    Vou tentar ler algum livro dela para sentir sua paixão.
    Desejo uma semana de concretizações pessoais!
    "Nada levamos.Nada guardamos. Somente teus bens espirituais permanecem."(Maria Tereza costa lira.)
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu sou tão suspeita quanto você ao se tratar dessa autora, mas afinal tem como não ser fã de sua escrita? Ela cria as histórias que envolvem e te conquistam desde o início juntamente com os personagens mais apaixonantes e pronto você se encontra perdida e só podendo amar e ler até o final! Apesar de já saber da existência desse livro eu nunca havia tido contato com a hist´roia e confesso que amo quando o enredo envolve algo como uma volta para o passado então lógico que quero ler essa obra para ontem <3 Sua resenha está perfeita e quando se ama mesmo precisa demonstrar completamente na resenha, até porque se não o fizer não estará sendo completamente fiel! Ah e desse jeito você irá me levar a falência u.u Espero por mais livros e resenhas!
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Ney, tudo bem?? espero que sim!

    Eu amo a Rainbow desde Fangirl. Sério, amo. A escrita dela é surpreendentemente complexa e deliciosa. (Você ficou sabendo que ela lancará um livro do 'Carry on, Simon' ? EU PIREI!)

    Enfim, adorei sua resenha. Entendo completamente o complexo movimento entre escrever uma resenha e não ser tendenciosa porque amamos a autora hahaha
    Ligações está na minha lista da leitura e pretendo lê-lo o quanto antes. talvez eu compre a versão em e-book... não sei se gostei dessa capa =/

    Beijos, Iza
    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Só de ler a sinopse já me interessei rsrs, ainda n tive a oportunidade de ler os livros dela mas irei colocar esse livro na minha lista 'Livros que tenho que ler' hahah. Adorei a resenha e ela só fez crescer minha vontade de ler o livro ^^.

    ResponderExcluir
  10. Eu só descobri sobre esse livro ontem e estou muito querendo le-lo, vou pedir pro meu pai e ver se ele me da de presente ja que o meu aniversario esta chegando.

    ResponderExcluir