segunda-feira, 22 de junho de 2015

Uma Longa Jornada

Uma Longa Jornada - Aos 91 anos, com problemas de saúde e sozinho no mundo, Ira Levinson sofre um terrível acidente de carro. Enquanto luta para se manter consciente, a imagem de Ruth, sua amada esposa que morreu há nove anos, surge diante dele.
Mesmo sabendo que é impossível que ela esteja ali, Ira se agarra a isso e relembra diversos momentos de sua longa vida em comum: o dia em que se conheceram, o casamento, o amor dela pela arte, os dias sombrios da Segunda Guerra Mundial e seus efeitos sobre eles e suas famílias.
Perto dali, Sophia Danko, uma jovem estudante de história da arte, acompanha a melhor amiga a um rodeio. Lá, é assediada pelo ex-namorado e acaba sendo salva por Luke Collins, o caubói que acabou de vencer a competição.
Ele e Sophia começam a conversar e logo percebem como é fácil estarem juntos. Luke é completamente diferente dos rapazes privilegiados da faculdade.
Ele não mede esforços para ajudar a mãe e salvar a fazenda da família. Aos poucos, Sophia começa a descobrir um novo mundo e percebe que Luke talvez tenha o poder de reescrever o futuro que ela havia planejado. Isso se o terrível segredo que ele guarda não puser tudo a perder.
Titulo: Uma Longa Jornada
Autor (a): Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 368


Falar de Nicholas Sparks não é algo muito fácil para mim. Eu sou apaixonada pelas suas histórias e sua escrita intensa. Sempre que termino de ler um dos seus livros é inevitável uma ressaca literária, afinal meus pensamentos sempre se voltam para ele, para aquele final (que pode me causar revolta ou não) e para seus personagens sempre cativantes. Eu achava que estava preparada para o que Uma Longa Jornada pudesse causar em mim, mas não imaginava o que estava por vir.
Ira é um homem de 91 anos que, ao sofrer um grave acidente e se ver preso em seu carro, passa a relembrar fatos de seu passado junto a sua esposa querida, Ruth. Quando ela faleceu, alguns anos antes, uma forte tristeza se abateu sobre ele e agora, lutando para sobreviver, ele a vê ali, junto com ele. A presença de Ruth naquele carro é o que conforta e dá forças a Ira para se manter firme e não desistir da vida.
Através das lembranças de Ira e de suas conversas com Ruth, vamos conhecendo um pouco mais sobre o casal, antes mesmo de serem um casal. Ruth e a família vieram de Viena, fugindo da guerra. De imediato despertou o interesse do jovem Ira, mas como ele sempre foi um rapaz inseguro e tímido, ambos demoraram para ficar juntos. O amor que havia entre os dois era algo intenso, palpável e, muito embora tenham passado por algumas provações, o amor sempre veio em primeiro lugar. Juntos, eles aprenderam a superar situações adversas e foi por causa de Ruth que Ira descobriu a paixão pelas obras de arte, o que os tornou possuidores de uma generosa coleção, com quadros valiosos de artistas conhecidos e aclamados. Muito embora fossem possuidores desta vasta fortuna, nunca se importaram com dinheiro. Para eles a satisfação de ter aqueles quadros pintados por pessoas queridas que conheceram no decorrer da vida era muito mais importante.
Em paralelo conhecemos Sophia e Luke. Ela uma estudante, apaixonada por arte e recém saída de um relacionamento complicado, onde foi traída. Ele é um típico cowboy, que monta em touros e que, há um tempo atrás, sofreu um sério acidente na arena que quase o levou à morte. O caminho dos dois se cruzam quando ele a defende do ex-namorado babaca dela e, a partir daí, desenvolvem um relacionamento que a curto prazo parece ser algo casual, mas que depois vem a se tornar algo forte e inesquecível.
Dividindo-se entre os estudos e Luke, Sophia começa a passar mais tempo com ele, admirando sua força e os esforços que ele faz para pagar a hipoteca da fazenda de sua mãe. O que Sophia não sabe é que Luke guarda um terrível segredo. Será que a força do amor dos dois será capaz de superar o que está por vir?
Uma Longa Jornada é um livro lindo, com duas histórias maravilhosas que, apesar de serem diferentes, tem em comum a força do amor. Nicholas Sparks sempre consegue me arrebatar, mas dessa vez a história demorou a engatar e achei que não iria gostar tanto como imaginava. O início dele é bem lento e a leitura não flui de forma dinâmica. Foi somente com a entrada do casal Luke e Sophia que a trama ganhou agilidade. Os capítulos narrados por Ira são lindos, mas a narrativa dele é por demais devagar e quebrou muito o meu ritmo de leitura. Ira é um homem que se prende a detalhes, suas descrições são minuciosas e portanto mais demoradas. Porém sua história com Ruth foi a que mais me emocionou e no final estava chorando de soluçar.
A história não é surpreendente, afinal estamos falando de Nicholas Sparks e nós sabemos que suas histórias são de fácil dedução. Porém a trama é de uma delicadeza enorme, que encanta pela melosidade da trama, pelo romance puro e pela força dos personagens. Apesar de contar histórias diferentes, que se cruzam em uma determinada parte, seus personagens tem em comum a força de caráter e a pureza de sentimentos. Isso sem falar na paixão intensa e no amor incondicional que nutrem pelos seus pares.
Apesar de ter gostado muito de Ira e Ruth, foi Sophia e Luke que me conquistaram desde o início. Não apenas pela agilidade da narrativa em seus capítulos, mas por poder acompanhar em tempo real o envolvimento dos dois e perceber o crescimento gradativo dos sentimentos. Eu torci muito por eles, me descabelei em certas partes, principalmente nas que narram as montarias de Luke. Nós conhecemos Nicholas e seu potencial para matar personagens portanto ao ler seus livros já fico com o oração na mão pensando: "É agora, já tô sentindo o cheiro de tragédia se aproximando."(e eu não vou falar se teve tragédia, vou deixar todo mundo curioso - hahaha)
Ler Nicholas Sparks é afagar a alma. Suas histórias acalentam e, apesar de serem extremamente clichês, são apaixonantes e mexem com nossas emoções. A história seguiu o padrão que eu esperava e, por mais que não tenha tido nada de surpreendente, foi uma leitura maravilhosa. Agora estou ansiosa para assistir ao filme. Se for que nem o livro tenho certeza de que irei adorar! <3

11 comentários:

  1. eu adoro os livros de Nicholas Sparks, ja li varios livros dele, e adorei todos, uma longa jornada eu ainda nao li, mas espero ler em breve e a resenha só me deixou mais curiosa pra ler.

    ResponderExcluir
  2. Eu nunca li nada dele acredita? Mas vi muitos dos filmes e sei como as histórias são lindas então logo vou consertar essa falha e ler algo dele.

    ResponderExcluir
  3. Comprei este livro pra pegar o autógrafo do Nicholas. Infelizmente não consegui :( E o livro ficou aqui amargando minha tristeza.

    Ainda não li, mas agora que você se derreteu toda pra falar dele, minha vida mudou. Acabei de pegar ele lá no quarto e colocar aqui na sala pra eu ler logo.

    Amei a resenha!!

    Bjkssss

    Lelê

    ResponderExcluir
  4. Oi Neyla tudo bem? Sparks é Sparks né?! Eu adoro, porém tem tempo que não leio nada. Mas sei que a história contém duas paralelas. Adoro histórias assim! Quero ler antes de ver o filme ^^

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  5. Neyla, AMEI a sua resenha!! Eu ganhei esse livro ano passado e estava tão desanimada para lê-lo. Muito, muito obrigada.

    Apesar de já sabermos o que Nicholas nos reserva em seus livros, é sempre uma surpresa quanto a tragédia acontece, não? Porque a gente pensa: 'ah, ele não vai matar ninguém, ele não pode matar essas pessoas, eles se amam verdadeiramente, com tudo o que têm... ELE MATOU!' *chora por um mês* - eu vivo assim quando leio Sparks.

    Lerei o livro antes de assistir ao filme, também. Eu queria tanto assistir Um Porto Seguro que li o livro rapidinho hahaha - agora que estou motivada, ele será o próximo (assim que eu terminar de reler O Último Sacrifício, Richelle Mead)

    Beijos, Iza
    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Neyla, comigo foi a mesma coisa, Like e Sophia me cativaram logo de primeira, o mesmo não acontecendo com o outro casal (Ira e Ruthe), aliás no início estava achando o enredo chato. Concordo quando cita a delicadeza do enredo, e o final, sem comentários, muito bonito.
    Bjs, Rose.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  7. Neyla!
    Não li ainda, mas adoro Nicholas.
    Me parece que nesse livro ele está com um novo formato de escrita e gostaria de conferir.
    Além a história em si.
    “A amizade não se busca, não se sonha, não se deseja; ela exerce-se (é uma virtude).”(Simone Weil)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  8. Olá Neyla,

    Faz um bom tempo que não leio nada do autor, gosto muito da escrita dele, mesmo sendo muita das vezes mais do mesmo....kkk...bjs.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. O Sparks é muito intenso mesmo. Esses romances que são arrebatador e depois nos deixa de coração partido. Ultimamente assisti uma adaptação dele O Melhor de Mim e chorei rios. Ah, pq faz isso com os leitores?? Me prometi não ler/ assistir mais nada dele, mas é muito difícil, admito. hahaha
    Bjs,
    Carol.

    ResponderExcluir
  10. Verdade, Neyla! Por mais que a gente saiba o que esperar das tramas do Nicholas Sparks, a narrativa dele é tão envolvente que é impossível larga-la. É um dos poucos autores que escrevem clichês atrás de clichês, mas que continua com uma enorme legião de fãs que não se importam com isso. Ainda não li esse, mas tenho vontade, até pra assistir ao filme e fazer aquela boa e velha comparação.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  11. Li esse livro faz assim que lançou, o meu é na capa antiga e não do filme. Sou fã do Nicholas, então nem preciso dizer que gostei. Concordo com você, Neyla, a narrativa do Nicholas realmente é envolvente, sempre me conquista. Agora estou ansiosa para assistir o filme, que não pude ver no cinema.

    ResponderExcluir