segunda-feira, 27 de julho de 2015

Starling



Mason Starling é campeã de esgrima da equipe da Academia Gosforth, mas nunca teve de lutar por sua vida. Não até a noite em que uma violenta tempestade sobrenatural assola Manhattan, aprisionando Mason e seus colegas de equipe dentro da escola. Mason é atacada por criaturas horrendas, com forma vagamente humana, mais aterrorizantes que os trovões e raios, enquanto a tormenta traz para a vida dela um perigoso desconhecido: um jovem que não se recorda de nada além de seu nome - Fennrys, o Lobo. A chegada desse garoto misterioso faz em pedaços o mundo de Mason, ao mesmo tempo que uma atração inegável surge entre eles. Juntos, eles tentam desvendar os segredos da identidade de Fenn, enquanto forças estranhas e sobrenaturais se adensam à volta deles. Quando descobrem que a família de Mason, com sua obscura ligação com antigos deuses nórdicos, é a chave de todo o mistério, Fennrys e Mason subitamente se veem diante de um futuro catastrófico: o Ragnarök - ou o fim do mundo, como o conhecemos.
Título: Starling
Autor (a): Lesley Livingston
Editora: Jangada
Número de páginas: 288


Sabe aquele livro que você não sabe bem o que esperar dele, mas mesmo assim resolve se jogar na leitura? Eu havia curtido a sinopse, mas não fazia muita ideia do que poderia encontrar no livro. Eu gosto de livros com um toque sobrenatural, com lutas entre criaturas mágicas e mistérios no ar e motivada por isso, decidi que era a hora de me lançar nessa aventura.
Mason Starling é uma garota comum, sem grandes atrativos, sem muita iniciativa e extremamente talentosa na esgrima. Seu maior desejo é integrar a equipe nacional de esgrimistas e para isso ela treina bastante. Ela possui dois irmãos: Roth, o mais velho (e lindo) e Rory, para quem não tenho nem palavras para descrever devido a minha ojeriza. Ô criatura entojada, gente! Na primeira aparição dele já o estava odiando profundamente e as coisas não mudaram com o decorrer da história. Sua mãe morreu assim que ela nasceu e seu pai é um daqueles homens super protetores, que a cerca de cuidados o tempo todo.
A vida de Mason não era das mais agitadas, mas tudo isso muda em uma noite. Em meio a uma forte tempestade, coisas estranhas começam a acontecer. Primeiro são os raios, depois um carvalho que cai e criaturas monstruosas começam a aparecer e a atacar Mason e seus amigos que ainda estavam no ginásio da academia. Além disso, há também uma figura misteriosa. Um rapaz nu (isso mesmo, peladinho da silva), munido apenas de uma espada e um medalhão no peito, que será o grande herói da noite. Essa figura misteriosa se chama Fennrys, o Lobo, e sua aparição é a chave de um grande mistério que passará a rondar essa trama e a vida da nossa insossa mocinha.
Fennrys (ou Fenn) não se lembra de nada de sua vida. Toda sua existência é um, grande vazio e são os seus instintos que o guiam. E é justamente guiado por esse instinto que ele vai atrás de Mason após o que aconteceu no ginásio, afinal ele não consegue parar de pensar nela. Inicia-se aí uma verdadeira aventura, com fatos se desenrolando e deixando a cabeça do leitor em polvorosa.
Starling foi um livro que dividiu a minha opinião. Eu gostei da trama e a narrativa ágil e dinâmica fizeram com que a leitura fosse bem agradável nas partes das lutas. O livro já começa com ação, com mistério, com sangue e cabeças rolando (hahaha, lá vem eu e minhas descrições), e isso me agradou imensamente. Outro ponto a favor foi a inserção da mitologia nórdica na história. Achei fascinante, muito embora algumas vezes fosse um pouco confuso por conta das várias informações contidas na trama. A autora foi ousada e criativa, o que contou muitos pontos a favor na hora de avaliar a história.
O que não me agradou foi a protagonista e o romance. Mason é uma garota, definitivamente, sem noção. O mundo está desabando e ela mantém aquela postura de "nada está acontecendo". Não consegui simpatizar e muito embora ela tenha potencial ( luta  bem, é uma das melhores esgrimistas da escola),  é insegura, frágil e sem iniciativa. Rogo aos céus para que a autora tenha construído-a dessa forma para nos mostrar, nos próximos volumes, seu amadurecimento (fico na torcida). Quanto ao romance, não conseguiu me convencer. Achei as coisas meio corridas e, muito embora os dois possuam uma certa química, achei que a autora poderia ter trabalhado melhor o romance para que ele pudesse de, certa forma, se tornar um atrativo a mais na história.
Fenn foi um dos personagens mais incríveis da trama. Se desmemoriado ele já foi maravilhoso, imagine quando se recuperar por completo? Sagaz, imponente, encantador, ele é um daqueles personagens que nos impressiona só com sua presença. Sério, ele transpira segurança, mesmo quando se sente totalmente perdido.
 A ação é de tirar o fôlego e nessas partes as páginas praticamente voavam e os meus gritinhos de "sai daí", "cuidado com esse bicho", "vixe" e "eita" eram acompanhados por algumas sacudidelas de mão que fizeram meus alunos rirem muito. O final é daqueles que te deixa curiosa pra saber o que vai acontecer, mas confesso que estava esperando um pouco mais de revelações antes do livro terminar e muitas coisas ficaram sem entendimento. Acredito que por ser uma trilogia, a autora quis prolongar o efeito suspense nos próximos livros.
Com certeza, um livro que agradará aos fãs dos livros sobrenaturais.


10 comentários:

  1. No evento da editora aqui em SP eles fizeram um mini teatrinho pra demonstrar esse livro. E confesso que foi muito igual uma parte da sua resenha, rsrsrs. Me lembrei perfeitamente quando li "Mason é uma garota, definitivamente, sem noção. O mundo está desabando e ela mantém aquela postura de "nada está acontecendo"."

    Foi justamente isso que a moça da peça me passou. Achei que fosse má interpretação da atriz, mas não, é a protagonista mesmo, rsrs.

    Mas vou ler assim mesmo, afinal eu adoro sobrenatural.

    Bjkssssssss

    Lelê

    ResponderExcluir
  2. Oi Neyla,
    já tinha visto resenhas sobre o livro, e tinha me interessado, mas você colocou um ponto da protagonista e do romance que já me desanimou um pouco com a leitura

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  3. Me parece uma boa história, não fiquei tão curiosa com ela, mas gostei da premissa, é um livro que leria, mas não por agora. Gostei da parte mitológica, curto muito livros assim.

    ResponderExcluir
  4. Oi Neyla, tudo bem?
    Achei a trama do livro bem interessante, principalmente por conta da mitologia nórdica, gosto quando os autores utilizam ingredientes, diferentes e inovadores. Vou querer lê-lo no futuro.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá Neyla,

    Se você pela capa eu passaria bem longe dele, e a sinopse me deixa na dúvida, mas sua resenha me deixou bem curioso, gostaria de ler....bjs.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Também gosto de livros com uma pegada sobrenatural, mas tive a impressão que essa protagonista é daquelas que existem para ser salvas e que a trama é levada nas costas pelo Fenn, não sei se gosto disso em um livro qu evai ser lido majoritariamente por meninas...

    Prefiro protagonistas femininas que chutam bundas e heróis que admitem que estão perdidos quando estão perdidos!

    Mas, vou observar o desenrolar da série através das resenhas... Quem sabe não de uma chance a ela?!?!?!

    Pandora
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Neyla!
    Gosto muito também de livros com o sobrenatural, criaturas fantásticas e muito suspense.
    Senti emoção apenas por ler a resenha, imagina quando ler o livro e a série?...
    A capa é belíssima! Amei!
    “A vida é maravilhosa se não se tem medo dela.”(Charles Chaplin)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  8. Desde seu lançamento que eu fico pensando se esse livro é realmente bom, adoro livros sobrenaturais, mas ainda fico com muitas duvidas a respeito, já vi bastante comentários positivos sobre ele mas acho que tem alguma coisa que não me atrai =/
    Abçs Neyla!

    ResponderExcluir
  9. Olaaa
    Realmente parece ser um otimo livro para quem é fa da tematica de sobrenaturais, a premissa do livro realmente promete muito! Infelizmente nao é o meu caso :/ ja ate li outra resenha sobre ele e a pessoa tbm n curtia o livro e fez certas criticas que lembro ter pensado: é, nao gostarei

    ResponderExcluir
  10. Primeiro que a capa não condiz muito com o conteúdo, não conheço a autora e não senti empolgação da sua parte.. Vou deixar essa passar..
    Bjos

    ResponderExcluir