quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Entre o amor e a amizade





Há oitocentos e treze dias, Davi se prepara para cruzar a linha da amizade e conquistar o coração de Cecília. O plano dele vai dar certo? O sentimento é recíproco? E se não for, a amizade continuará intacta ou será abalada irreversivelmente?




Título: Entre o amor e a amizade
Autor (a): Annie Sabat
Número de páginas: 31


Quando Davi conheceu Cecília foi amor a primeira vista. A moça bonita e educada trabalhava em uma floricultura e, com seu jeito delicado, logo fez despertar o interesse no jovem. O tempo passou, os dois se tornaram grandes amigos e agora, finalmente, Davi resolve declarar seu amor àquela que povoa seus sonhos e preenche seu coração.
Embora esteja preparado e tenha ensaiado várias vezes o que dizer, pessoalmente tudo é diferente. A insegurança, o medo da rejeição e, pior, o receio de perder a amizade de Cecília, fazem com que Davi fique temeroso. O que será que ela vai dizer quando ele disser tudo aquilo que guarda em seu coração há exatos 813 dias?
Falar dos contos do Annie é sempre uma alegria para mim. Suas histórias românticas e recheadas de personagens sonhadores sempre me conquistam, principalmente porque rola aquela identificação (afinal eu também sou romântica e sonhadora assumida). Ao contrário dos contos já resenhados aqui no blog, neste o casal protagonista é mais maduro, porém os medos são os mesmos. E não é para menos afinal, se tratando de amor, todos temos os mesmos temores. 
A história de Cecília e Davi é daquelas que pode acontecer com qualquer pessoa e isso é o que eu mais gosto nos contos de Annie. Como não se empolgar com uma trama que poderia muito bem ter acontecido com qualquer uma de nós? É essa proximidade, essa possibilidade de ser a sua história descrita naquelas páginas que encanta. 
A leitura é leve e bem dinâmica. Gosto da forma sensível e delicada com que Annie expõe os sentimentos, da maneira como ela nos faz ficar imersos na leitura. Definitivamente, sou fã da autora e isso fica cada vez mais claro nas minhas resenhas. Com certeza falo questão de ler toda e qualquer história que ela venha escrever futuramente.
O conto é bem curtinho e, como não poderia deixar de ser, fica aquele gostinho de quero mais no final. E, como eu sempre repito, essa é a parte ruim dos bons contos: a gente sempre quer um pouco mais. <3
Se você não leu nada da Annie, está aí mais uma chance de conhecer o trabalho dessa autora super talentosa. Tenho certeza que não irão se arrepender!


8 comentários:

  1. Boa indicação. Eu não conhecia os trabalho dessa autora, mas ela parece ser bem talentosa. Gostei da premissa desse livro, parece ser um bom romance.

    ResponderExcluir
  2. Contos sempre me deixam querendo saber mais da historia.
    Eu n ão conhecia a autora, mas espero conhecer futuramente suas obras.
    Boa recomendação!

    ResponderExcluir
  3. Parece ser um conto muito bonito, gosto muito de ler leituras leves assim.
    Não conheço essa autora, mas irei procurar alguns contos dela para ler.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Neyla. tudo bem? Espero que sim <3

    Eu adorei todas as suas resenhas anteriores sobre contos e já estou super curiosa para lê-los. Onde posso encontra-los? Na Amazon? Enfim, eu - como vc - sou uma romântica assumida. Eu ando na rua e penso que vou encontrar o amor da minha vida, sério..., mas não deixo isso atrapalhar o meu mundo real, na qual essas coisas simplesmente não existem.
    Por isso gosto de ler e sonhar. E, acredito que Annie consegue dar isso para nós, esse escape curto, porém de ótima qualidade para quando a rotina não nos deixa ter tanto tempo.

    É isso, estou aqui na espera para as próximas resenhas e para lê-los, quando possível.

    Beijos, Iza
    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Neyla!
    Me surpreendi como um conto tão curtinho possa trazer tanta emoção.
    E os contos tem a facilidade de uma leitura dinâmica e rápida, ainda mais quando são romances tão bons...
    “A vida é muito importante para ser levada a sério.”(Oscar Wilde)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  6. Aiii, contos, sou uma apaixonada por eles, e realmente, os temores dos apaixonados são os mesmos, eu gostei da história por ser um romance maduro, valeu a indicação.

    ResponderExcluir
  7. Gosto de contos e quando são bons,realmente fica aquele gostinho de quero mais.
    Não conhecia esse , mas assim que surgir uma oportunidade vou lê-lo.

    ResponderExcluir
  8. Amei a história, realmente é pequeno e provavelmente vai deixar gosto de quero mais mesmo, aproveite o que é gratuito na Amazon e baixei.

    ResponderExcluir