terça-feira, 3 de novembro de 2015

Eldritch Horror


O Fim do Mundo Se Aproxima! O mundo está à beira de uma catástrofe. O ano é 1926, e um ser ancestral de poder incomensurável ameaça despertar de seu longo descanso, deixando um rastro de morte e loucura. Cultos estranhos e monstros inomináveis geram caos em todos os continentes, enquanto a textura da realidade é rasgada, abrindo portais para mundos bizarros e desconhecidos. Apenas alguns poucos investigadores corajosos compreendem o que realmente está acontecendo. Essas bravas almas vêm de todos os cantos para somar suas habilidades e armas contra a ameaça do Ancião. Cabe a eles explorar os cantos mais remotos do globo, lutar contra criaturas atormentadoras que espreitam nas sombras e encontrar respostas para os antigos mistérios deste horror quimérico! Eldritch Horror é um jogo de aventura cooperativo de 1 a 8 jogadores inspirado no jogo best-seller Arkham Horror.
Titulo: Eldritch Horror
Produtora: Fantasy Flight (Americana)/ Galápagos Jogos (Nacional)
Criação: Corey Konieczka & Nikki Valens
Mecânicas: Cooperativo, Diferentes Habilidades, Movimento Ponto-a-Ponto, Narração de Histórias, Rolagem de Dados.


Literatura inspirando jogos de tabuleiro não é algo que seja novidade, inclusive falei sobre isso ao apresentar o Financiamento Coletivo de Quissama - O Império dos Capoeiras, jogo nacional inspirado na obra homônima do autor Maicon Teffen. No entanto não haja no mundo obras que tenham inspirado tantos jogos diferentes como as de Howard Philips Lovecraft. Sua literatura de horror e fantasia - especialmente os famosos Mitos de Cthulhu - se entranhou profundamente na Cultura Pop, inspirando  os mais variados produtos culturais (Filmes, Livros, Videogames, Etç). E é sobre um desses frutos que falaremos nessa postagem...
Em Eldritch Horror, de um a oito jogadores assumem o papel de investigadores que andam pelo mundo, trabalhando juntos, e devem resolver mistérios relacionados aos Grandes Antigos, seres indescritíveis cuja intenção é a destruição global. Nessa busca você pode reunir pistas, encontrar situações estranhas, lutar contra monstros e embarcar em expedições ousadas. Você tem a coragem de salvar o mundo?
Eldritch Horror é uma corrida contra o mal que se espalha pelo mundo. Você e um grupo de investigadores irão viajar para as principais cidades do mundo, desertos remotos, enquanto trabalham para evitar a destruição de toda a terra. Cada elemento do jogo é projetado para você mergulhar no tema da narrativa de horror e aventura mundiais. À medida que o jogo se desenrola, a narrativa tecida ao longo de cada elemento presente no jogo intensifica a tensão.
Ao colocar o jogo na mesa, montar o tabuleiro e encarar os diferentes baralhos disponíveis chegamos a nos assustar, mas apesar da aparente complicação Eldritch Horror é um jogo bastante simples e intuitivo. Em apenas três rodadas é possível entender o funcionamento da partida. O jogo é dividido em três fases: Ação, Encontros e Mito. Na fase de ação cada jogador pode realizar duas das seguintes ações: Na fase de ação cada jogador pode realizar duas das seguintes ações: Preparar Viagem (comprar bilhetes que permitam viajar  mais), Viajar (mover-se uma vez pelo tabuleiro), Descansar (recuperar de alguma dano sofrido ou um efeito negativo), Adquirir Recursos e Trocar Recursos. 
Na fase de encontros, os investigadores devem comprar uma carta do baralho de encontros ou enfrentar um monstro que esteja naquele espaço. Existe um total de oito baralhos de encontros - América, Europa, Ásia/Austrália, genéricos, de outro mundo, expedição, especiais e de pesquisa - e cada um deles apresenta uma possibilidade desafio diferente a ser resolvido.
Por fim, na fase de mito o jogador que controla o investigador-chefe revela uma carta de um baralho específico configurado durante a montagem do jogo, chamado de Baralho de Mito, e é a vez das coisas ruins acontecerem. É nessa fase que o jogo se regula, como uma Inteligênncia Artificial, e provoca diversos efeito: como o que faz avançar o relógio de que marca a destruição do mundo, que pode fazer aparecer novos portais e novos monstros, aparecer novas pistas e gerar novos problemas. É aqui que o verdadeiro desafio e cada surpresa pode mudar a estratégia dos investigadores e distanciá-los da resolução dos mistérios do ancião.
No início da partida, um dos jogadores é nomeado como investigador chefe. Com isso passa a ser afetado por diversos efeitos de jogo (positivos e negativos) e também fica responsável por gerenciar a Fase de Mitos. Cada jogador escolhe, ou sorteia, uma ficha de personagem que contém as informações básicas na parte da frente, como as cinco proficiências (Conhecimento, Influência, Observação, Força e Determinação), sua ação de componente e habilidade passiva e também seus pontos de Sanidade e Saúde. O verso da ficha contém um breve histórico do personagem, seus recursos iniciais, local de início no jogo e como proceder em caso de morte (zero de vida) ou loucura (zero de sanidade). São doze personagens disponíveis e cada um deles dá ao jogador diferentes possibilidades de jogo. Uns são mais combativos, outros são melhores em dar suporte do que agir, outros são bons com feitiços, etç.
O jogo é cooperativo - ou seja todo mundo ganha ou perde junto - e a dificuldade é ajustada conforme o número de jogadores e a escolha do ancião. Para vencer o jogo, os investigadores precisam desvendar três mistérios do ancião antes que ele desperte. Estes mistérios são revelados um por vez de forma aleatória. Cada ancião - 4 disponíveis no jogo básico (Cthulhu, Azathoth, Yog-Sothoth ou Shub-Niggurath) e 1 na Expansão (Yig) - possui um baralho de mistérios específicos e cada carta, quando revelada, traz algumas ações que os jogadores precisam realizar para solucionar o mistério. Um exemplo de mistério é o “Migração das Serpentes” do ancião Yig, onde os jogadores têm que viajar até o espaço de Expedição, resolver um Encontro de Pesquisa, gastar uma Pista adquirida como recompensa desse encontro e, ao fim da Fase de Mito gastar um número de pistas igual ao numero de sogadores para solucioná-lo.


Apesar do jogo oferecer apenas uma forma de vencer - resolvendo os três mistérios do Ancião, um de cada vez - são várias as formas de perder. Pode até parecer frustrante - até seja para quem faz questão de  apenas vencer - mas Eldrich Horror é mais do que um jogo desafiador. O jogo estimula a interação entre os jogadores, e a temática e a mecânica contribuem para uma imersão dentro do clima que mesmo ao perder você se sente bem. 
Pode ter certeza que não será na primeira partida que você irá salvar o mundo. Na verdade talvez não seja nem mesmo na décima, mas é garantido que em todas elas você vá encontrar um desfiante e empolgante embate que irá deixá-lo distraído por horas e satisfeito ao fim da partida. 



Um comentário:

  1. Oi Ace, gostei desta dica, pois não conhecia ainda. Uma opção de Natal para os meus filhotes.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir