segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

A Protegida

Uma escolha pode conduzi-la à felicidade... Ou partir irremediavelmente seu coração.
Liberty Jones é uma garota determinada, mas em sua vida pobre e difícil não há espaço para que ela consiga vislumbrar seus sonhos sendo realizados. Seu único consolo é a amizade e o amor que nutre por Hardy Cates, um jovem que possui ambições grandiosas demais para ficarem enterradas na pequena cidade de Welcome. Apesar da atração irresistível que pulsa entre os dois, tudo o que Hardy não precisa é de alguém para atrapalhar seus planos de sucesso, e ele a abandona no momento mais difícil de sua vida: quando a mãe de Liberty morre tragicamente em um acidente; deixando um bebê para ela criar. Mas a vida traz grandes surpresas e Liberty se vê sob a tutela de um magnata bilionário, que irá oferecer muito mais do que proteção à irmã e a ela, mas também revelará uma forte ligação com o passado obscuro da família de Liberty. O que Liberty não espera é ter de lidar com Gage Travis, o filho mais velho do magnata; o rapaz não aprova a presença dela em sua casa e fará de tudo para afastá-la de sua família... Gage apenas esquece de também mantê-la longe de seu coração.
“Às vezes a vida tem um senso de humor cruel, entregando-lhe aquilo que você sempre quis no pior momento possível...”
Título: A Protegida
Série: The Travis Family - Livro 01
Autor (a): Lisa Kleypas
Editora: Gutenberg
Número de páginas: 288



Meu primeiro contato com a escrita da Lisa Kleypas aconteceu no ano passado, através de um romance bem leve que me deixou apaixonada. Depois me aventurei pelos seus romances de época, que são maravilhosos, me vi ainda mais desejosa por outros de seus trabalhos. Quando vi que ela tinha lançado um novo livro, dessa vez com uma proposta bem diferente dos livros que já havia lido, decidi me aventurar por suas páginas ... e não me decepcionei.
A vida de Liberty começou a desestruturar quando ela tinha apenas 4 anos. Foi nessa época que seu pai morreu deixando ela e sua mãe desamparadas. A mãe, por ser ainda muito jovem, tenta reconstruir sua vida, e após muitos encontros e desencontros, elas finalmente passam a viver em Welcome, num estacionamento para traillers. Nesta época ela está com 14 anos e é quando conhece Hardy.
O garoto de 17 anos também vive com a família em um trailler próximo ao da família de Liberty e a situação de sua família é precária. O pai está preso, a mãe tem mais filhos do que pode dar conta e ele, por ser o mais velho, é o responsável por cuidar de todos. Apesar da evidente atração que sente por Liberty, ele sempre deixa claro que eles não podem ficar juntos. Hardy é um rapaz ambicioso, que almeja coisas grandes e que não quer ter o mesmo futuro que seu pai. Ele tem muitos planos e Liberty não está inclusa neles.
Em meio a tudo isso, vamos acompanhando a trajetória de vida de Liberty, a descoberta da gravidez de sua mãe, o nascimento da irmã e, alguns anos depois, a morte da mãe. Com isso, ela se torna a responsável legal por Carrigton e fará de tudo para dar a ela o melhor. Estudando com afinco, ela consegue um bom emprego e conhece Churchill Travis.
Churchill é como um pai para Liberty e, após um tempo, ele lhe oferece um emprego como sua secretária pessoal. Com isso, ela e Carrigton teriam que mudar-se para sua casa. Embora um pouco receosa, ela acaba por aceitar a proposta do amigo. em sua nova rotina, ela conhece os filhos de Churchill: Jack, Joe ... e Gage.o mais velho e mais desconfiado. O relacionamento entre os dois não é o melhor, principalmente por ele acreditar que ela é apenas um caso de seu pai. Mas com a convivência, eles irão se aproximar mais e isso irá despertar em ambos uma intensa paixão.
Eu sou fã de um bom drama, confesso. Gosto de sofrer junto com o personagem, de me envolver com a história e, principalmente, de acompanhar a trajetória dele rumo à superação. E A Protegida me proporcionou momentos incríveis, onde sorri e chorei junto com Liberty e torci pela sua felicidade. A história é emocionante e conta, com uma delicadeza característica da narrativa de Lisa, uma história que está longe de ser um conto de fadas.
Liberty é uma protagonista excepcional. Desde muito nova ela já se mostrava madura demais para a idade, tomando atitudes que não condiziam com sua idade. Apesar de Diana ter sido uma boa mãe, desde cedo Liberty aprendeu a cuidar de si, a perceber quando as coisas estavam bem ou não, e a fazer suas próprias escolhas. A força de caráter e personalidade marcante dessa garotinha me deixou encantada. E quando ela cresceu nada mudou. Ela continuou batalhando para dar uma vida melhor a si mesma e a irmã, sempre firme em seu propósito. Muito embora o livro esteja recheado de bons personagens, ela foi a melhor, sem dúvidas!
Muito embora o romance tenha seu lugar na trama (tem que ter romance, né gente, tudo fica mais lindo quando tem amor no meio), ele não toma toda a história. A maior parte do livro, que é narrado por Liberty, mostra sua trajetória pessoal, seu relacionamento com a mãe, com Hardy e Carrigton. E já que estamos falando de Hardy, apesar de ter um pouco de receio com ele, entendia o motivo dele querer manter-se distante de Liberty. Ele era um cara ambicioso, que queria ter a oportunidade de ter sucesso em algo, de mudar o padrão de vida da família e estaria disposto a tudo para conseguir o que desejasse. Mesmo amando Liberty, ele não iria abandonar seus sonhos. E por mais que eu tivesse torcido por eles no início, acabei conhecendo Gage e entregando a ele minha afeição. Não bastasse ser lindo e bem sucedido, ele ainda era gentil e protetor. Como não se render a ele?
A história é linda, me emocionou em diversas partes e, ao final do livro, estava com um sorriso de uma ponta a outra do rosto e cheia de curiosidade para ler o próximo volume da série. Se você, assim como eu, também gosta de livros que mexem com suas emoções, precisa conhecer A Protegida.


10 comentários:

  1. Vou ler, Neyla! Adoro todos os livros da Lisa, li muitos e nunca me decepcionei com nenhum, mas foram todos históricos. Tenho muita curiosidade com a escrita de um romance contemporânea dela.

    Beijos,
    Junto com Cris Lima

    ResponderExcluir
  2. Lisa é diva, sou completamente apaixonado pelos romances históricos dessa mulher e estou louca para ler esse livro, a sua resenha só me deixou ainda mais com vontade de ler ♥ Amei ♥
    Beijo*
    http://a-literary-love.blogspot.com.br/
    http://umminutoumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oie!!!
    Acho que eu leria tranquilamente este livro. Até porque não foca tanto no romance, hahahaha.
    Tá vendo, não ficar só no nheconheco é bom também!!
    Adorei a resenha!

    Bjksss

    Lelê

    ResponderExcluir
  4. Olha eu ainda não conhecia esse livro, mas gostei da trama.
    Me parece ser um livro bem envolvente, ainda mais falando de relacionamentos não só amoroso, mas também familiar. Isso faz toda diferença, porque sempre nos trás algum aprendizado e eu gosto bastante. Espero poder conhecer a obra, porque adorei tudo que você colocou em seu texto. Me parece ser uma estória bem gostosa de ser linda =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/01/resenha-o-principe-dos-canalhas.html

    ResponderExcluir
  5. Ameeei, amei e amei! Melhor maneira de conhecer a escrita da Lisa Kleypas. :D

    ResponderExcluir
  6. Oi lindona, tudo bom?
    Eu estou com uma série inteira da Lisa em casa, mas ainda não peguei para ler. Acho que o estilo do livro pode não ter despertado o meu interesse, mas a escrita dela é muito boa pelo que andei espiando os primeiros capítulos. Acho que esse livro faz mais o meu estilo, quem sabe não me dê melhor com ele? Gosto de livros com aprendizados, a leitura fica ainda mais rica. Adorei a sua resenha, impecável como sempre!!!

    Beijos, Rob
    www.estantedarob.com.br

    ResponderExcluir
  7. Nossa amiga
    Como a vida foi cruel com ela desde cedo né?
    Para piorar as coisas a mãe dela morre a a deixa com uma irmã pequena, ela merece e muito ser feliz e tomara que esse homem desconfiado possa ser a pessoa que vai fazê-la ter uma vida com mais felicidade.
    Adorei sua resenha amiga e fiquei com mais vontade ainda de ler esse livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Hey,
    Acredita que até hoje só li um livro da Lisa Kleypas? Foi um romance de época e eu amei muito *-*

    Ainda não tinha lido nenhuma resenha deste livro, meo deuso, que resenha incrível. Está muito instigante e tô morrendo de vontade de ler o livro ^-^
    Tb amo livros que fazem sofrer, e que me fazem sentir um turbilhão de emoções.
    Adorei!

    Beijos!
    www.aculpaedosleitores.com

    ResponderExcluir
  9. Olá Neyla,

    Esse é mais um livro que fico conhecendo aqui no seu blog e confesso que fiquei com muita vontade de lê-lo, também gostei da capa, dica anotada...bjs.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Hey,
    Acredita que até hoje só li um livro da Lisa Kleypas? Foi um romance de época e eu amei muito *-*

    Ainda não tinha lido nenhuma resenha deste livro, meo deuso, que resenha incrível. Está muito instigante e tô morrendo de vontade de ler o livro ^-^
    Tb amo livros que fazem sofrer, e que me fazem sentir um turbilhão de emoções.
    Adorei!

    Beijos!
    www.aculpaedosleitores.com

    ResponderExcluir