sexta-feira, 11 de março de 2016

Um Beijo Inesquecível


Toda a alta sociedade concorda que não existe ninguém parecido com Hyacinth Bridgerton. Cruelmente inteligente e inesperadamente franca, ela já está em sua quarta temporada na vida social da elite, mas não consegue se impressionar com nenhum pretendente.
Num recital, Hyacinth conhece o belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury. Para sua surpresa, apesar da fama de libertino, ele é capaz de manter uma conversa adequada com ela e, às vezes, até deixá-la sem fala e com um frio na barriga.
Porém Hyacinth resiste à sedução do famoso conquistador. Para ela, cada palavra pronunciada por Gareth é um desafio que deve ser respondido à altura. Por isso, quando ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário da avó italiana, ela resolve traduzir o texto, que pode conter segredos decisivos para o futuro dele.
Nessa tarefa, primeiro os dois se veem debatendo traduções, depois trocando confidências, até, por fim, quebrarem as regras sociais. E, ao passar o tempo juntos, eles vão descobrir que as respostas que buscam se encontram um no outro... e que não há nada de tão simples – e de tão complicado – quanto um beijo.
Título:Um Beijo Inesquecível
Série: Os Bridgertons #7
Autor (a): Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Numero de páginas: 272


Nem sei como escrever esse parágrafo inicial, afinal de contas eu já declarei tantas vezes o meu amor pelos romances de época que vocês já devem estar me achando repetitiva. Eu amo essa série da Julia Quinn e quando me lembro que ela está, praticamente, no final já bate aquela saudade fininha no peito. Os Bridgertons me encantaram desde o primeiro livro, com suas histórias leves e divertidas, e com esse livro não foi diferente.
Neste sétimo volume, vamos conhecer Hyacinth, a caçula dos Bridgertons, que assim como suas irmãs, é dona de uma personalidade forte e marcante. Apesar de linda e encantadora, ela já está em sua terceira temporada e ainda não conseguiu uma proposta de casamento que realmente valesse a pena. Muito embora seja dona de muitos encantos, os homens em geral ficam receosos de se aproximar de Hyacinth pelo fato dela ser esperta e, muitas vezes, mais inteligente que eles.
Mas se engana quem pensa que ela está tão preocupada assim em encontrar um bom partido. Ela é uma Bridgerton e essas regras impostas pela sociedade também não se aplica a sua vida, da mesma forma como não se aplicou na vida de seus irmãos. Se for para casar, que seja por amor como aconteceu com os irmãos mais velhos.
Enquanto o matrimônio não vem, ela passa seu tempo fazendo coisas que gosta e a fazem sentir-se bem, e isso inclui ler para Lady Danbury, uma senhora fuxiqueira, um tanto rabugenta e sagaz, que impõe respeito até mesmo ao mais valente dos machões. E é através dessa ligação com Lady Danbury que Hyacinth irá ficar mais próxima de Gareth St. Clair, neto da distinta senhora.
Gareth chegou à cidade recentemente e sua fama de libertino é algo que o precede. Contudo, o jovem é bastante gentil e carinhoso, em especial com a avó. E é óbvio que Hyacinth, que é uma criatura extremamente observadora e sagaz, não deixa de notar isso. Os dois se conhecem em um conserto das Smythe-Smiths e ele foi a primeira pessoa a conseguir deixá-la sem palavras, o que não é um feito muito fácil de se conquistar. Como herdeiro dos St. Clair, ele poderia ser tido como um bom partido. Só que, ele guarda um segredo que pode vim a transformá-lo em um verdadeiro zero à esquerda.
A aproximação com Hyacinth acontece depois que ele recebe o diário de sua avó Isabella, que está escrito em italiano. Como ela conhece o idioma, se oferece para traduzir e acaba descobrindo que Isabella possuía um tesouro. Em posse dessa informação, eles decidem buscar esse tesouro na casa Clair, o que terá que ser feito às escondidas já que o relacionamento de Gareth com o pai é péssimo. É claro que, com a proximidade, os sentimentos irão aflorar. Mas é somente quando um beijo acontece que tudo vai mudar entre os dois.
Que Julia Quin é rainha e arrasa em seus livros, isso todo mundo já sabe. Eu já me rendi há muito tempo ao talento incrível dessa mulher e sua escrita viciante, que me transporta para os bailes, consertos e recitais daquela época. Contudo, preciso dizer: eu não estava esperando tanto desse livro e ele acabou por me surpreender demais! Vejam bem, eu adoro os Bridgertons, mas Hyacinth não era uma personagem que me chamasse tanta atenção. Das mulheres do clã, eu sempre gostei mais de Eloise por sermos muito parecidas. Porém-contudo-todavia, me vi fisgada por essa mocinha determinada e sem papas na língua.
Vocês sabem que se a protagonista tem língua afiada já me ganha de imediato, né? E Hyacinth é daquelas que sempre tem uma resposta para tudo. E o mais legal: nunca perde o bom humor. Gareth é o par perfeito para ela. Os dois têm muito em comum e ambos são adoráveis. Ele me ganhou logo de cara por conta do seu drama pessoal e com o decorrer da leitura, mostrando suas inúmeras qualidades, só fiz me apaixonar de vez.
Uma das coisas que mais me agradou foi o espaço que Julia deu a Lady Danbury, velha conhecida dos leitores. Sempre tive curiosidade em conhecê-la um pouco mais, afinal em suas aparições ela sempre roubava a cena. Ri muito com as cenas protagonizadas por ela e Hyacinth. Ambas são muito parecidas e em várias passagens é possível perceber o carinho que possuem uma pela outra.
Um Beijo Inesquecível é um livro que me chamou muito mais atenção por conta da aventura em que os personagens se metem. A trama continua divertidíssima e os diálogos entre Gareth e Hyacinth me arrancaram gargalhadas. A leitura é leve e a história é uma delícia, cheia de humor como já é característico da série. Sempre me desdobro em elogios para Julia já que ela sabe ser descritiva, sem se tornar monótona. Gosto da forma como ela constrói seus personagens, dando a eles personalidades marcantes, e como aborda temas delicados com suavidade e leveza.
Este é um livro que agradará em cheio aos fãs da série. E se você ainda não conhece Esses livros incríveis, tá na hora de começar a ler, heim? Tenho certeza que, assim como eu, também terá seu coração fisgado. <3


9 comentários:

  1. Oi Neyla, Julia Quinn é maravilhosa e eu sou muito suspeita ao falar sobre ela e seus livros publicados. Tenho muito orgulho de ter seus títulos em minha estante. Claro que já li esse livro, e já dá para perceber que amo romances históricos, esse também acabou se tornando meu queridinho. Ao ler sua resenha, fiquei até com vontade de reler novamenete. Beijos, Fê

    ResponderExcluir
  2. Eu também tô sempre achando que o povo vai me achar repetitiva pois, não canso de me declarar por esta autora e por esta série que é simplesmente perfeita!!! Recentemente li este livro também e terminei com aquela sensação de medo de que chegue logo o último e acabe as tramoias dos Bridgertons, acho que não estou preparada para isto...rsrs.
    Protagonistas com a língua afiada me ganham na hora também!!!

    Beijo, Van - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá, Neyla.
    Eu estou na metade da série e já estou querendo ler devagar para não acabar hehe. Essa família é muito amor e vai ficar marcada para sempre. Eu não tenho muito afinidade com a Hyacinth até a gora também e gostei de saber sobre a Lady Danbury que adorei ela no ultimo livro que eu li.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Também me sinto repetitiva ao escrever resenhas de livros de época, porque a maioria é parecido, tem uma coisa lá que outra que se destaca e tal. Mas eu continuo amando o gênero! <3 Também adoro personagens com língua afiada, então já sei que vou gostar da obra. Eu ainda não iniciei essa série, mas quero fazer isso logo.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  5. Sou fascinada por romances de época e estou louca para ler essa série. Pelo que vi na tua resenha, esse livro é o mais divertido de todos kkk ainda não li nenhum mas pelo que li aqui eu senti isso. Também achei os personagens mais desenvolvidos.

    ResponderExcluir
  6. Teve um tempo que eu queria muito ler essa série!! Agora não mais :(
    Apesar dos elogios, não tenho um pingo de interesse por essa leitura.
    No mais, fico feliz que tenha sido uma boa leitura!!!

    ResponderExcluir
  7. Olá. Não se preocupe, Neyla. Praticamente 80% dos blogs só falam de romance de época UIAHAUHAOUi se for pensar assim todos estão repetitivos.
    Bom, eu li apenas um livro dessa série e de cara gostei da Lady Danbury. Fico triste por ela só ganhar mais destaque no último livro; E por eu ter gostado tanto dela fico até um tiquinho de nada desanimada para ler os outros livros. De qualquer maneira, Hyacinth parece ser uma personagem super divertida de acompanhar e pelo jeito acabou surpreendendo a todos neste último volume.
    Beijos
    Sil - Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  8. Olá, Neyla!
    Adorei a sua resenha e me água na boca para saber o que acontece com a caçula da família!
    Estou no quarto volume e, assim como você, sou apaixonada por essa linda série!
    Agora é segurar a ansiedade e devorar o que falta para chegar a essa linda história!
    Valeu a dica!
    Beijos!

    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Neyla!
    É difícil mesmo resenhar um livro que a gente gosta tanto, parece que faltam as palavras certas. E romance de época caiu mesmo no gosto popular, todo mundo adora! Hahah
    Eu gosto, mas ainda não sou apaixonada pois não li ainda muitas obras. Mas esse livro, com certeza é um dos que eu quero ler.
    Beijo

    ResponderExcluir