quarta-feira, 6 de abril de 2016

O reino secreto de Todd

"COMO FOI QUE ELE SE TORNOU UM DEUS POR ACIDENTE?
INGREDIENTE A: meias esportivas muito usadas
INGREDIENTE B: imundície do GRANDE e Poderoso TODD (em pessoa)!
INSTRUÇÕES: deixar embaixo da cama por meses e meses. NÃO ARRUMAR O QUARTO
Mas atenção! Quando o valentão da escola, Max Loving, coloca em risco o futuro da minúscula civilização toddliana, Todd terá que fazer tudo o que estiver ao seu alcance para salvar essa raça que ele mesmo criou sem querer.
Perfeito para os fãs de livros de aventura que saem da mesmice, O REINO SECRETO DE TODD vai fazer você rir bem alto. Descubra o que acontece quando você deixa a roupa suja jogada no chão..."

Título: O reino secreto de Todd
Autor: Louise Galveston
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 256


Eu amo livros infanto-juvenis, e leio bastante livros do gênero, sendo assim, me interessei bastante em ler este livro, por conta da temática. Porém, não é tão juvenil assim, ele é bem infantil mesmo. É um livro para crianças na faixa de 8, 10 anos, e confesso que foi uma leitura um pouco estranha para mim. 
Todd tem 12 anos, e é um garoto comum, bagunceiro, e desorganizado, que vive em uma zona de guerra, que nada mais é que seu quarto, extremamente bagunçado. Roupas, brinquedos, objetos e alimentos espalhados, são a decoração especial do ambiente. E o cheiro, fica por conta das roupas suadas, alimentos estragados, e um animal morto, que ele esquecera de alimentar. Quando sua mãe o obriga a limpar toda aquela bagunça, ele vê uma meia fedorenta soltando faíscas, e tenta descobrir o que se passa por ali.
Sua mãe, dá aulas de piano em casa, e uma das suas alunas, a Lucy, por ser educada em casa, se interessa muito em assuntos da ciência. Como Todd é obrigado a conversar e ser amigável, logo ela descobre a meia e usa o seu telescópio para ver de perto o que há por trás daquela meia mau-cheirosa e brilhante. Quando descobre uma civilização vivendo ali, e que Todd criou vida a partir do chulé, ela o alerta para a responsabilidade que ele tem de cuidar e zelar os seus Toddlianos. Entretanto, sendo Toddy o ser irresponsável que é, claramente isso terminaria em confusão.
Quando é avisado na escola que aconteceria mais uma feira de ciências, ele se espanta por o valentão da escola, o escolhendo para ser sua dupla. Quando Max Loving, encontra e descobre a civilização, acredita que seu 10 e os passaportes para a diversão, incluindo um Xbox novinho, estariam ali bem na sua frente. Porém, um valentão desesperado por um dez, e com seres tão indefesos em sua frente, não seria uma boa ideia. Ele, mesmo pedindo segredo ao Todd, escraviza dois dos pequenos seres e o restante obriga a fazer números circenses.
Todd é avisado mas, com medo das consequências de enfrentar um valentão, vai empurrando a situação com a barriga, enquanto não consegue uma solução. Inclusive no meio disso tudo, acaba brigando com seu melhor amigo Duddy e com a própria Lucy.
O livro é narrado em primeira pessoa, intercalando os pontos de vista do Todd, do Lewis(um dos Toddlianos), Perséfone e Herman (os Toddlianos escravizados), o que é excelente, pois nos permite ver o ponto de vista da criança, e daqueles que acreditam, ou não, que ele será capaz de acabar com aquela situação. É um livro de capa dura, e com ilustrações em cada começo e fim de capítulo, que possuem um tom realmente bem infantil.
Quando disse que foi uma sensação estranha ler este livro, não é porque o livro é ruim, pois ele não é. É um livro bastante interessante para crianças que gostam de livros de fantasia, e que precisam aprender pequenas lições de companheirismo. É um enredo bem legal, que agradará com certeza, crianças entre 8 e 12 anos, por ter uma temática interessante, e engraçada. Se você não gosta, de jeito nenhum de livros infantis, não leia. Porém, se você gosta de ser desafiado pela leitura, assim como eu, super recomendo o Todd, e seus Toddlianos.

Priscila

5 comentários:

  1. Oiii, tudo bem????
    Eu adoro livros assim =D Acho que eles sempre acabam passando algumas mensagens importantes e são muito gostosos de se ler =D As vezes a gente lê tanta coisa complicada, tanta coisa da faculdade, tanta coisa séria, que é muito bom dar uma relaxada com algo assim =D
    Gostei da resenha :)
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Priscila Gonçalves12 de abril de 2016 00:54

      Com certeza, uma leitura para mudar os ares, é sempre bom.

      Excluir
  2. Oi Priscila, eu gostei do livro, achei divertida e diferente a história, e realmente agradará esta faixa etária, que gosta de aventura. A parte gráfica está um capricho, como todos deste selo.
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Priscila Gonçalves12 de abril de 2016 00:55

      Exatamente, creio que está faixa etária, é justamente a que mais curtirá as aventuras deste livro.

      Excluir
  3. Olá, Priscila. É muito interessante encontrar dicas de livros para uma faixa etária diferenciada. Tenho uma sobrinha de 8 anos e muitas vezes não sei que livros poderia dar a ela. (Quero que ela faça 10 logo para eu já poder começar a introduzir Harry Potter na vida dela hahaha)
    Obrigada pela dica!

    Beijos, Iza
    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir