segunda-feira, 4 de julho de 2016

Ligeiramente Seduzidos



Jovem, estonteante e nascida em berço de ouro. É apenas isso que Gervase Ashford, o conde de Rosthorn, enxerga em Morgan Bedwyn quando a conhece, num dos bailes da alta sociedade inglesa em Bruxelas.
Em circunstâncias normais, ele não olharia para ela duas vezes - prefere mulheres mais velhas e experientes. Porém, ao saber que Morgan é irmã de Wulfric Bedwyn, a quem Gervase culpa pelos nove anos que passou longe da Inglaterra, decide que ela é o instrumento perfeito para satisfazer seu desejo de vingança.
Mas Morgan, apesar de jovem e inocente, também é independente e voluntariosa e, assim que entende as intenções do conde, se prepara para virar o jogo e deixar claro que não se deixará manipular por ninguém.
Em Ligeiramente Seduzidos, quarto livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos brinda com mais uma história fascinante. Em uma trama repleta de traição e vingança, escândalo e sedução, ela mostra que o caminho para o amor pode ser difícil, mas que a recompensa faz cada passo valer a pena.
Título: Ligeiramente Seduzidos
Autor (a): Mary Balogh
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 288


Sou mega fã dessa série da Mary Balogh (inclusive indiquei a série dela no meu Top 5 Séries Literárias) e estava em cólicas de ansiedade para fazer a leitura desse livro já que duas amigas haviam lido e ficavam me dizendo o quanto a leitura havia sido maravilhosa. Comecei a ler cheia de expectativas e, como sempre, Mary não me decepcionou. 
Em Ligeiramente Seduzidos vamos conhecer Morgan, a caçula do clã dos Bedwyns. A história, inicialmente, se passa em Bruxelas que é onde ela está junto com Alleyne, seu irmão, e a família Caddicks cujo filho, o capitão Gordon, está no local porque vai lutar em um possível confronto com as tropas de Napoleão. A jovem, que é uma das moças mais bonitas da temporada, vem sendo cortejada de forma ávida pelo rapaz, mas apesar de sua beleza e porte, ele não é bem aquilo que ela deseja. Tendo os irmãos como exemplos, ela sabe quais são as qualidades que almeja encontrar em um homem. Além do mais, ela não ama o jovem oficial e tudo que mais deseja é casar-se por amor. E é em meio a um dos muitos bailes que ela conhece Gervase, o conde de Rosthorn, um conhecido libertino de passado misterioso.
Gervase passou 9 anos longe da Inglaterra por conta de um misterioso acontecimento que envolvia, justamente o irmão mais velho de Morgan, o (lindo e maravilhoso) Duque de Bewcastle, Wulfric Bedwin (aquela hora em que o coração bate mais forte, afinal é meu crush, geeeente!). Ele vê em Morgan a oportunidade de se vingar de Bewcastle. O que não imaginava era que a moça, que ele julgava ser boba e ingênua, fosse ser dona de uma personalidade forte, de ideias e opiniões próprias e terrivelmente encantadora. 
O que começa por um instinto de vingança, acaba se tornando uma grande amizade, até evoluir para algo mais forte. Quando Morgan mais precisou de um amigo, Gervase estava presente, dando seu apoio e ajudando-a de todas as maneiras possíveis. O desejo de vingar-se de Bewcastle vai dando espaço para algo maior e aos poucos ambos vão se ver completamente envolvidos.
Vocês não tem não tem noção da dificuldade que foi escrever sobre esse livro. Começava a digitar e parava, já que via um potencial spoiller em cada frase. Não é que a história seja complexa, mas ela é intensa e tive muito cuidado ao escrever já que qualquer informação a mais poderia estragar as possíveis surpresas contidas no livro.
Pra início de conversa, devo adiantar que esse livro vai um pouco além daquilo que estamos acostumadas a ler nos romances de época, já que Mary abordou em uma de suas tramas secundárias um assunto ainda tabu nos romances de época. Achei que ela foi de uma delicadeza enorme ao tratar o assunto e mexeu muito comigo. Sempre fui fã da série e fiquei ainda mais apaixonada após a leitura desse livro.
Confesso que inicialmente achei a leitura um pouco mais devagar que os outros livros. A trama demorou a engatar, mas quando o fez, foi perfeita. Com uma abordagem um pouco mais séria, já que a maior parte do livro tem como cenário a guerra e a tristeza que ela trás consigo. Contudo, Mary não abandona suas raízes e, com o passar das páginas, vamos encontrando uma leve pitada de humor inserido nos capítulos.
Morgan é uma mocinha peculiar e diferente dos demais irmãos, embora seja altiva e até um pouco arrogante como todos os demais Bedwyns. Neste livro ela mostrou ser uma garota madura, generosa e cheia de personalidade. No livro anterior já tinha tido alguns vislumbres de seu jeito e forma de agir, mas não estava esperando que ela fosse tão forte e decidida. Ganhou minha admiração pela persistência e por não abandonar seus princípios em meio a situações que seriam desesperadoras para várias pessoas.
Gervase, por sua vez, não foi um personagem que me afeiçoei de imediato. E juro que não foi só pela rixa que ele tem com o Duque de Bewcastle (ok, tem um pouco disso também, confesso). Inicialmente ele é chato, pronto falei! Aquele jeito desdenhoso e a forma como parece não levar nada a sério me incomodou e achei que Mary tinha criado um mocinho digno do meu desprezo. Mas o tempo foi fazendo com que ele mostrasse o que tinha de melhor e aí me ganhou. Não me apaixonei platonicamente, mas terminei o livro achando-o mais do que merecedor de toda felicidade.
Ligeiramente Seduzidos tem uma trama que envolve e personagens que são puro carisma. Mais uma vez Mary Balogh abalou minhas estruturas com uma trama incrível. E o que foi aquele final, gente? Quem leu, por favor, comenta aqui embaixo porque preciso dividir isso com alguém. Mas sem spoillers, gente, vamos usar um código, qualquer coisa. Hahaha
Pra quem ainda não conhece, por favor vamos mudar isso? Quem gosta de romances de época, precisa ler os livros da Mary. Histórias românticas, divertidas e feitas sob medidas para os corações apaixonados. Recomendo!


13 comentários:

  1. Oi flor, eu não costumo ler romances de época, não sou tão romântica nas leituras, sempre leio algo diferente. Quando começar a ler, o que pretendo fazer em uma maratona de romance de época pego os livros pra ler, tu me deixou curiosa com o tabu que a autora abordou nesse, fiquei com a pulga atrás da orelha pra descobri.
    http://kammyriquelme.blogspot.com.br/
    Xoxo

    ResponderExcluir
  2. Olá, Neyla.
    Eu tenho os três primeiros livros dessa série aqui na minha estante mas ainda não li nenhum. Tenho muita curiosidade de conhecer a escrita da autora, mas tem tantos livros na frente para eu ler hehe. Que bom que gostou tanto e a escrita dela se destacou. Fiquei curiosa para saber qual foi esse tabu que ela abordou hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  3. eu adorei esse mix de fatos históricos reais e essa pegada mais romântica da trama, é o meu preferido da série, mas creio que Alleyne irá desbancar rsrsr, ele é o meu crush, tenho medo de Wulfric rsrsrs
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Neyla, Gervase também me irritou no início, mas assim como você acabei me rendendo aos seus encantos... kkkkk
    Um ótimo final, fiquei olhando para o livro por um bom tempo.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Oi Neyla.

    Lendo sua resenha deu muita vontade de adquirir este livro, principalmente esta série que ainda não tenho. Eu tenho poucos livros de romance de época e sempre leio resenhas positivas sobre a série que vou dar uma chance para ela, principalmente sabendo que este livro contém cenário a guerra.

    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Olá! Já li o "Ligeiramente casados" e concordo com você sobre a autora. Ela faz histórias apaixonantes, com emoção e humor! Estou louca pela leitura desse livro e, pelo que você conta, ele foge um pouco dos clichês e nos faz ficar ainda mais encantados. Adoro personagens fortes, principalmente as mocinhas dos livros de época.
    Beijos!

    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Neylaaaaa, qual é o tabu da história? Fiquei curiosa kkkk A Morgan me pareceu ser uma personagem legal e se te conquistou é porque é verdade.
    Você gosta mesmo do Duque de Bewcastle hein? Até sente aquela antipatia com os inimigos dele hahaha
    Sempre senti um interesse por essa série mas só de pensar na palavra "série" fico com preguiça.

    ResponderExcluir
  8. Olá Neyla!
    Amo romances de época, mas ainda não li nenhum livro da Mary Balogh. Preciso começar urgentemente essa série depois de ler tantos comentários maravilhosos a respeito dela. Geralmente tenho dificuldade de ler livros com mocinhos desagradáveis, mas só de saber que a trama desse livro é incrível, já despertou minha vontade de ler.
    Beijos.

    Um Rascunho a Mais

    ResponderExcluir
  9. Oi Neyla,
    li apenas o primeiro livro dessa série e amei a escrita da Mary, estou louca para ler os outros livros da série, já tenho todos os que foram publicados, mas ainda não encontrei tempo, sou apaixonada por livros de época e espero poder lê-los antes que o próximo seja laçado.

    Abçs
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  10. Linda e otima resenha, ate me animei a ler, vejo bastante gente falando bem deles e acho que to começando a entender o pq kkkk só falta eu dar uma chance pros romances de epoca. Mas uma vez resenha linda, vc falou tdo o que precisava para nos instigar :)

    ResponderExcluir
  11. Oie!
    Que linda resenha! Parabéns, você conseguiu e sem dar nenhum spoiler.
    Livros que ocorrem em período de guerra tem uma melancolia presente, ainda mais sendo romance já imagino a intensidade que isso deu a história.
    Fiquei bem curiosa pra ler este livro.
    Beijo

    ResponderExcluir
  12. Oii Neyla!!!
    Amo romances de época e estou louca por esta série. Infelizmente, não tenho nenhum dos livros ainda, mas espero conseguir em breve e ler TODOS!!!
    Gostei de o livro trazer como pano de fundo um cenário de Guerra e já fiquei imaginando mil coisas, pois quando envolve guerras, o negócio fica complicado rs
    Quando fizer a leitura, te digo o que achei!
    Bj!

    ResponderExcluir
  13. Ooi
    Não conhecia o livro, talvez tenha até visto por ai mas não me lembro. kkkk
    Amei a resenha, me deixou cheia de vontade de ler, e olha que nem curto tanto romances de época haha
    Espero ter a oportunidade de ler!

    Beijoos
    http://estantemineira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir