quarta-feira, 27 de julho de 2016

Sedução da Seda



Talentosa e ambiciosa, a modista Marcelline Noirot é a mais velha das três irmãs proprietárias de um refinado ateliê londrino. E só mesmo seu requinte impecável pode salvar a dama mais malvestida da cidade: lady Clara Fairfax, futura noiva do duque de Clevedon.
Tornar-se a modista de lady Clara significa prestígio instantâneo. Mas, para alcançar esse objetivo, Marcelline primeiro deve convencer o próprio Clevedon, um homem cuja fama de imoralidade é quase tão grande quanto sua fortuna.
O duque se considera um especialista na arte da sedução, mas madame Noirot também tem suas cartas na manga e não hesitará em usá-las. Contudo, o que se inicia como um flerte por interesse pode se tornar uma paixão ardente. E Londres talvez seja pequena demais para conter essas chamas.
Primeiro livro da série As Modistas, Sedução da seda é como um vestido minuciosamente desenhado por Loretta Chase: de cores suaves e românticas em alguns trechos, mas adornado com os detalhes perfeitos para seduzir.
Título: Sedução da Seda
Série: As Modistas - Vol. 1
Autor: Loretta Chase
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 304


Pode falar a verdade: tava demorando pra aparecer resenha de romance histórico de novo, não? Resolvi dar uma variada nas minhas leituras ao constatar que estava lendo muito livros de um gênero só e não dando atenção a outros. Mas quem disse que consegui ficar muito tempo longe dos meus amados romances? Quando esse livro da Loretta chegou fiquei doida pra ler, afinal minha experiência com seus livros foram muito boas e esse trazia uma mocinha diferente das dos demais livros. Me joguei na leitura sem medo de ser feliz e gostei do que encontrei.
Em Sedução da Seda vamos conhecer a história das três modistas da família Noirot: Marcelline, Sophia e Leonie. Vindas de uma família desestruturada, as três possuem personalidades distintas e uma grande paixão em comum: a costura. Juntas elas comandam a Mason Noirot e têm como ambição serem a maior referência de moda em Londres. A responsável pelos desenhos dos vestidos é Marcelline, a irmã mais velha, uma mulher forte e decidida que não mede esforços para conseguir o que deseja. E um dos maiores desejos das irmãs é conseguir que Lady Clara, a futura duquesa de Clevedon, em sua cliente em potencial, o que as tornaria conhecidas na alta sociedade londrina.
E é pensando nisso que Marcelline decide convencer o duque de Clevedon de que ela é a melhor modista do mundo. E como ela vai fazer isso? Indo a Paris e fazendo o duque notá-la, graças a um de seus modelitos exclusivos e lindos, e com isso mostrar a ele que sua futura duquesa precisa vestir-se a altura já que ocupará um lugar de tão grande destaque na sociedade. Parece meio louco? Pois é, também achei, mas não é que deu certo? O que ela não esperava era se sentir tão atraída por ele.
Clevedon é um homem bonito, sedutor e com aquela tão conhecida fama de libertino. Ele, que está prestes a voltar a Londres para firmar compromisso com a doce Clara, fica louco por aquela dama misteriosa. Ele sempre fugiu de suas responsabilidades, talvez por ter herdado o título muito cedo, e agora sente-se, enfim, pronto para casar e formar uma família ao lado daquela que tem sido seu porto seguro há muitos anos. Contudo, ele ainda pretende aproveitar seus dias de solteiro em Paris ao lado da bela dama que conheceu. E mesmo quando descobre a verdadeira intenção dela ao se aproximar dele, não tem mais como fugir: já está totalmente envolvido na teia que ela, tão sabiamente, teceu.
Comecei a ler o livro com expectativas altas e, de imediato, achei que ele não fosse conseguir me agradar. Achei o início um pouco lento e a história demorou a engatar. Mas quando ganhou força, me vi totalmente contagiada pela simpatia e vivacidade de Marcelline. O romance entre os personagens acontece de forma gradativa. Há uma forte atração inicial e logo de cara o leitor percebe que a química entre eles é forte. Cada toque, mesmo que não intencional, desperta fagulhas de desejos em ambos. E, o fato dela ser uma mocinha mais experiente que as que estamos acostumadas a ver, permitiu que a autora trilhasse um caminho diferente, ousando nas cenas mais picantes e criando uma atmosfera mais hot que eu curti bastante. Não ficou vulgar e foi muito bem inserida no contexto da trama.
Marcelline foi minha personagem preferida. Ela roubou a cena e deu todo o brilho ao livro com suas sacadas incríveis e todo aquele jeito durão de ser. Gosto quando a mocinha é dona do próprio nariz e não tem papas na língua. Clevedon, apesar de ser um homem interessante, não teve o mesmo brilho que ela. Tiveram cenas muito boas, onde ele mostrou toda sua gentileza e bom caráter. Contudo, esperava mais dele. E, fazendo um parâmetro entre os mocinhos dos livros que li até hoje, ele é o mais apático de todos. É um bom personagem, mas ainda precisa comer muito arroz com feijão pra chegar em um patamar que me agrade.
A história é muito boa, prende o leitor e tem personagens secundários que são ótimos! Contudo, achei que a autora poderia ter explorado mais a rivalidade entre as modistas da Mason Noirot e sua arqui-inimiga da "Trapos". Existe um foco muito grande no romance, tanto que essa subtrama foi pouco aproveitada e somente lá pelo final as coisas começaram a ficar realmente boas. Senti falta de acompanhar as possíveis tramoias da Srta. Oakes para conseguir desbancas as irmãs, acho que daria um tom misterioso e talvez, por que não, mais divertido. Como ainda temos mais três livros, deposito neles minhas esperanças de que a autora consiga ir além.
Em suma, Sedução da Seda é um livro muito gostoso de ler. Gostei demais do que encontrei e estou ansiosa para ler os próximos livros. Inclusive, enquanto lia já tive pequenos vislumbres do que irei encontrar no segundo. Já sinto que irei amar!
Pra quem gosta de romances de época, eis aí uma história que você não pode deixar de ler.


15 comentários:

  1. eu gosto da forma mais realista que a autora explora Londres e seus relacionamentos, isso deu um ar menos romantizado e mais próximo da realidade da época, permitindo uma intensa ambientação nos costumes da época
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu adorei este livro, achei ele bem ousado e diferente dos demais romances de época que tenho lido ultimamente, não tinha me dado conta de que a autora não abordou muito a rivalidades entre as modistas, mas você tem razão mesmo, faltaram alguns detalhes... Ainda assim o livro é ótimo.

    Bj, Van - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oiee ^^
    Eu também gostei bastante da Marcelline. Nada como uma protagonista que sabe o que quer e corre atrás disso, sem depender de ninguém, né? E é ainda melhor quando essa tal protagonista vive no século XIX ou XVIII. Também gostei muito deste livro, confesso que não esperava tanto, então ele me surpreendeu bastante. Espero que o próximo seja tão bom quanto.
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  4. Oi, eu não curto romances de epoca e mesmo gostando da sua resenha, da leveza e da fluidez, eu não leria, pois não faz o meu estilo, é um caso de gosto mesmo, mas para quem gosta, parece ser um ótimo livro.
    bjus

    ResponderExcluir
  5. Olá tudo bem??
    Gostei da sua resenha, mas infelizmente não curto romance de época, mas se um dia eu ler, com certeza esse estará na minha lista!
    Beijus
    www.bibliotecaempoeirada.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Neyla, tudo bem?
    Estou me deparando com frequência em resenhas positivas em relação ao livro Sedução da Seda e estou super curiosa para lê-lo. Achei bem interessante a composição da protagonista desse primeiro volume, por ser determinada e forte. O romance entre Marcelline e Clevedon para ser conduzido de uma forma incrível pela autora. Fico feliz em saber que o livro atendeu as suas expectativas mesmo com o início lento e o fato do Clevedon não ter te agradado mesmo. Vou anotar a dica aqui! Espero ler em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Não gosto muito do genero, mas gostei da sua resenha e o livro realmente parece ser bem gostoso e leve de se ler.Bejo bastante resenhas positivas sobre ele e isso é bom né, só não digo se vou ler, mas se tiver a oportunidade pq não...

    ResponderExcluir
  8. É difícil ficar longe de romances de época, né? Eu adoro e todo mês tenho que ler pelo menos um, rsrs. Eu curti muito a trama desse, achei um pouco diferente do que estou acostumada com o gênero. Só não gostei que as personagens que serão protagonistas nos próximos livros não aparecem muito, daí não sei o que esperar. rsrs
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  9. OOi!
    Romance de época não é um gênero que eu gosto, mas ainda assim esse chama minha atenção. A escrita da autora parece ser muito boa, e as várias resenhas positivas confirmam isso. Está na minha lista de leitura!

    Beijoos!
    http://estantemineira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Ney! Eu não sou muito fã do gênero, mas resolvi dar uma chance ao Nove Regras a Ignorar Antes de se Apaixonar, sabe? O Sedução de Seda me lembrou bastante O Quarteto de Noivas, de Nora Roberts. Não sei se eu leria o Sedução, por conta do começo lento que você comentou. Se o livro não me agarrar logo de cara, certeza que o deixaria de lado. =/

    Beijos, Iza
    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi, Neyla!
    Antes de mais nada, aqui estou eu, culpada, se for crime ler demais um único gênero por tanto tempo, rs. Em praticamente toda leitura que faço fico atenta a quando irá surgir o romance, mas dentre elas felizmente consigo variar com algumas fantasias e dramas, então disfarcemos essa gafe, rs.
    Mais um romance de época que parece muito bom, mas que mais uma vez foge da minha pilha de leitura pelo teor mais picante que você citou, que eu não gosto, rs. Mas bom saber, de qualquer forma, que a mocinha desse livro foge do habitual dos romances e é tão ativa e o enredo tão envolvente, apesar da falta de feijão e arroz do mocinho, mas nem sempre é possível acertar em cheio, não é mesmo? Detalhes, detalhes... E que venham as continuações, e que você goste muito mais delas! ;)
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional ♥

    ResponderExcluir
  12. Neyla, gosto muito da escrita da Loretta e estou ansiosa por essa leitura (será em breve).
    É uma pena que ela não colocou a rivalidade entre as irmãs e as "trapos" mais em evidência. é mal dessas autoras que querem focar nos romances como central e até subtema.
    Mas tenhamos fé de que ela vai trabalhar mais nos próximos.

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    Ainda não li nada da autora, mas gostei bastante da resenha e pretendo ler em breve. Muito legal a mocinha fugir da normalidade.
    Adorei a capa.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Ai, já tem uns meses que não leio um romance de época e confesso, estou com saudades. São sempre histórias fofas e queridas com personagens ótimos. Só tive oportunidade de ler um livro da autora e gostei das sua narrativa e senti que as coisas demoraram a acontecer, acho que isso vem de muitos outros romances históricos rs' Essa capa está linda e não vejo a hora de poder conferir essa história.

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir
  15. Saber que a autora ousou nas cenas mais picantes e criou uma atmosfera mais hot me fez desistir completamente dessa leitura. Não que me atraísse muito, não sou muito chegada no gênero, mas a protagonista bem diferente havia chamado minha atenção. E acho que realmente seria bem legal se a rivalidade entre as modistas fosse mais explorada.

    ResponderExcluir