quarta-feira, 31 de agosto de 2016

A Caminho do Altar









 
Ao contrário da maioria de seus amigos, Gregory Bridgerton sempre acreditou no amor. Não podia ser diferente: seus pais se adoravam e seus sete irmãos se casaram apaixonados. Por isso, o jovem tem certeza de que também encontrará a mulher que foi feita para ele e que a reconhecerá assim que a vir. E é exatamente isso que acontece.
O problema é que Hermione Watson está encantada por outro homem e não lhe dá a menor atenção. Para sorte de Gregory, porém, Lucinda Abernathy considera o pretendente da melhor amiga um péssimo partido e se oferece para ajudar o romântico Bridgerton a conquistá-la.
Mas tudo começa a mudar quando quem se apaixona por ele é Lucy, que já foi prometida pelo tio a um homem que mal conhece. Agora, será que Gregory perceberá a tempo que ela, com seu humor inteligente e seu sorriso luminoso, é a mulher ideal para ele?
A caminho do altar, oitavo livro da série Os Bridgertons, é uma história sobre encontros, desencontros e esperança no amor. De forma leve e revigorante, Julia Quinn nos mostra que tudo o que imaginamos sobre paixão à primeira vista é verdade – só precisamos saber onde buscá-la.
Título: A Caminho do Altar
Série: Os Bridgertons
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 320


E eis que chegou a hora de dizer adeus aos Bridgertons, série que eu amo! Quando o livro chegou foi um misto de emoções. Primeiro veio aquela coisa boa, um sentimento de felicidade enorme por ter, finalmente, o oitavo livro em mãos. Mas também bateu uma certa tristeza, afinal é o último volume da série queridíssima do meu coração. Por fim, venceu a curiosidade e depois de tanto esperar, me rendi aos chamados do livro e me joguei na leitura.
Gregory sempre acreditou num casamento por amor. Seus pais casaram-se por amor e todos os irmãos também. Ele sempre esperou pelo dia que fosse conhecer alguém especial e se apaixonar perdidamente. Gregory não sabia bem o que sentiria quando se apaixonasse, mas sabia que seria algo arrebatador. E eis que acontece. Um dia, numa reunião na casa de Anthony, ele acaba conhecendo Hermione Watson, uma moça encantadora e incrivelmente bela. Só em olhar para sua nuca ele já sentiu algo diferente e quando finalmente se viu frente a frente com a bela jovem, teve certeza: havia se apaixonado. 
Hermione, por sua vez, é uma moça muito bonita, que coleciona admiradores por onde passa. Mas não pensem vocês que ela é uma esnobe. Pelo contrário, ela não se deixa levar pela vaidade somente por ter tantos rapazes aos seus pés, principalmente porque seu coração já tem dono. Contudo, isso não será empecilho para Gregory que irá contar com a ajuda de Lucy, melhor amiga de Hermione.
Lucy e Hermione são inseparáveis e se tem uma coisa que ela deseja muito é que a amiga seja feliz. Contudo, ela não acredita que o pretendente de Hermione seja a pessoa certa para ela, principalmente porque ele é assistente do pai da amiga e um relacionamento entre eles não seria visto com bons olhos. Mas ela sabe que Hermione está apaixonada, e nós sabemos que uma mulher apaixonada fica cega e surda para todo e qualquer conselho que possa ser dado. Ao perceber o interesse de Gregory, ela decide que irá ajudá-lo a tentar conquistar o coração da amiga. Ele é jovem, espirituoso, gentil,  e apesar de também ser um pouco irritante, não deixa de ser muito agradável. Os dois começam a se aproximar cada vez mais e aí o inevitável acontece: eles começam a se sentir atraídos um pelo o outro.
Mas as coisas não serão muito fáceis pra eles. Além de não quererem admitir que estão sentindo algo um pelo outro, temos também um agravante: Lucy está prometida, há muito tempo, para um outro homem e um possível rompimento poderá trazer sérias complicações para sua vida.
A Caminho do Altar é um livro apaixonante, com um personagem que é tão carismático quanto os demais Bridgertons, mas que se mostrou o mais sonhador entre todos. Não é difícil gostar de Gregory, ele possui um carisma enorme e é um pouquinho de cada um dos irmãos. Já Lucy, por mais que tenha características que eu admiro bastante, tive uma certa relutância em gostar. Vocês sabem que gosto muito de personagens fortes e decididas, que lutam por aquilo que desejam e pela sua felicidade. Mas ela é tão cordata, aceita tudo que lhe é imposto e nunca reclama... não consigo "me dar" com gente assim. Me ataca logo uma agonia, uma vontade de chamar pra perto e dizer: "Minha filha, melhore. Vamos tomar uma atitude porque do jeito que está não tá dando.".
A história é bem leve, gostosa de ler, mas achei que algumas partes foram enroladas demais e acabaram quebrando a agilidade da trama. Gostei muito do romance entre os personagens e da forma como eles foram descobrindo o amor, Não foi forçado, nem precipitado. Tudo aconteceu no momento certo e foi muito bacana acompanhar a descoberta dos sentimentos de ambos (e o estado de negação em que eles entraram).
Este pode não ser o melhor livro da série, mas é sem dúvida um dos mais fofos. Não sabia bem o que esperar em relação a ele e, confesso, estava com medo de me decepcionar, da Julia ter errado a mão e não ter dado ao Gregory um livro a altura dos demais. Mas, nem precisava ter me preocupado. A história é doce e romântica, mas tem também um pouquinho de drama e algumas surpresas que são desvendadas no final.
De modo geral, é um bom fechamento para a série e estou na expectativa do The Bridgertons: The Happy Ever After, que será lançado pela Editora Arqueiro e trará os epílogos para as histórias de todos os irmãos, bem como um conto sobre a Violet (a mãe dos nossos adoráveis personagens).
Se você, assim como eu, também ama essa série, com certeza vai gostar muito de A Caminho do Altar. Leiam e depois venham me contar o que acharam. ;)


11 comentários:

  1. Acho que talvez eu seja um dos poucos, ou o único, que não conseguiu ainda ler romance de época. Eu tenho o primeiro livro da série, mas nunca tive animo suficiente para começar a leitura.
    Mas lendo essa resenha, está tendo uma reviravolta em mim, você fala tão bem da série, que já pareço que conheço Lucy e sua história, e ao contrário de você, acho que já gostaria dela de cara hahaha. Enfim, fiquei com uma ponta de curiosidade de ficar por dentro disso tudo.
    Leitor Irônico

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Finalmente poderei iniciar a leitura da série rsrs
    Odeio ler um volume e ter que esperar lançar o próximo pois sou muito ansiosa e me apego demais aos personagens!
    Adorei saber que ainda haverá um livro com o epílogo de todos! Que bom que você não se decepcionou.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oiiii Neyla, como vai?
    Infelizmente dessa vez a obra em si não desperta meu interesse, não consigo ler nenhum romance de época mesmo e irei pular a dica. Mas, preciso dizer que sua resenha ficou incrível <3
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Oi, mesmo não gostando de romances de epoca, vou dar uma chance a essa série da Julia, já que é tão comentada e elogiada, para poder entender o porque dessa serie encantar tanto as pessoas. Dica anotada.
    bjus

    ResponderExcluir
  5. Oi Neyla, todooo mundo que vejo fala super bem da Julia Quin. Acredita que ainda não li nenhum livro da autora?? Sim!!! Pode me matar!! rsrs...não li a sua resenha com medo de spoiler, pois vou parar um tempo e ler todos os livros dessa série.
    Bjss

    http://livrosemarshmallows.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bom?
    Devo dizer que não li a sua resenha, porque eu adoro essa série, e quando adoro uma série ou quero ler muito um livro, eu não leio resenhas para não criar altas expectativas.
    Mas estou doida para ler o livro e ao mesmo tempo não, porque acaba a série :/

    Bjux ;)
    entrelinhasalways.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi, Neyla!
    Menina, já tem tempo que me interesso por essa série mesmo não sendo adepta dos romances históricos, e que bom saber que, apesar das ressalvas, é uma série que começou e fechou tão bem. Só é realmente irritante essas personagens que seguem todas as ordens e parecem ignorar a si mesmas, acatando tudo sem dizer nada; é complicado lidar com personagens assim mesmo, mas bom saber que o livro continua se desenvolvendo bem, com o romance sendo igualmente fofo como os anteriores. Espero poder começar a leitura da série em breve. ^_^
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional ♥

    ResponderExcluir
  8. Oi Neyla, tudo bem?
    Acredita que ainda não li nenhum livro da série Bridgertons? Todo mundo elogia bastante a escrita da Julia Quin, mas ainda não tive tempo para ler algum livro dela. Pretendo começar a ler em algum momento.
    Fico feliz em saber que o protagonista é carismático e tem um pouco de cada irmão, acredito que o livro é realmente fofo. Uma pena ter algumas partes de enrolação que atrapalham o fluxo da leitura, ainda assim vejo que essas partes não impediram que fosse uma boa leitura.
    Em breve espero conhecer melhor Os Bridgertons.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Até que enfim a série terminou, agora posso comprar os livros que faltam e iniciar a leitura. *-* Eu gosto bastante da narrativa da autora, é sempre muito envolvente e os personagens marcantes. Mesmo não sendo o melhor da série, é bom saber que é fofo e cumpriu o papel de "final", né?
    beijos
    http://www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  10. Olá! Para mim também será um grande problema me despedir dessa série que eu tanto amo! Adoro as personagens fortes como as que essa autora criou em cada um de seus livros e Violet realmente merece o destaque quer tem em cada um dos volumes! Se essa leitura também é leve e gostosa, já fiquei ansiosa pela leitura.
    Beijos!

    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi flor, eu não sou nem um pouco fã de romance de época, mesmo por causa dessas personagens que tu tem vontade de dar na cara por ser muito passional, acredito que como tu disse as outras tem mais atitude e eu tentaria ler os outros, mas este eu passaria por não ir com a cara já de primeira com a personagem principal.
    Xoxo

    ResponderExcluir