quarta-feira, 19 de outubro de 2016

O Ar Que Ele Respira

O novo romance da autora de Sr. Daniels.Como superar a dor de uma perda irreparável? Elizabeth está tentando seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, ela decide voltar a seu antigo lar e enfrentar as lembranças de seu casamento feliz com Steven. Porém, ao retornar à pequena Meadows Creek, ela se depara com um novo vizinho, Tristan Cole. Grosseiro, solitário, o olhar sempre agressivo e triste, ele parece fugir do passado. Mas Elizabeth logo descobre que, por trás do ser intratável, há um homem devastado pela morte das pessoas que mais amava. Elizabeth tenta se aproximar dele, mas Tristan tenta de todas as formas impedir que ela entre em sua vida. Em seu coração despedaçado parece não haver espaço para um novo começo. Ou talvez sim.
Título: O Ar Que Ele Respira
Autor (a): Brittainy C. Cherry
Editora: Record
Número de páginas: 308



Vou contar uma coisa que sempre acontece comigo quando um livro começa a ser bem comentado: perco a vontade de ler. Sério! E eu tenho motivos para ficar assim já que, muitas vezes, quebrei a cara por ter ido com expectativas altas em relação a um livro e acabei descobrindo que ele nem era tão bom assim. E não foi diferente quando o burburinho a respeito desse livro começou a brotar pela blogosfera. Estava doida pra ler ele, mas o medo da decepção me fez esperar mais e somente agora eu me rendi a ele. E gente, eu tô apaixonadaaaaaa! Que história maravilhosa, que casal incrível, quanta emoção em cada palavra. Foi muito melhor do que todo mundo falava!
Elizabeth está voltando para casa após um ano de reclusão na casa de sua mãe. O coração ainda está partido pela morte prematura do marido, o grande amor de sua vida. Contudo, ela espera dar a volta por cima e, junto com sua filhinha, retorna ao antigo lar, onde uma nova vida, sem Steven ao seu lado, a espera. O que ela não podia imaginar era que encontraria uma pessoa que fosse mexer tanto com seus sentimentos.
Tristan mudou-se para Meadows Creek há pouco tempo e sua fama de grosseiro e arrogante já se espalhou pela pequena cidade. As pessoas o evitam e, tirando o exótico Sr. Henson, dono da loja onde ele trabalha, mais ninguém conversa com ele. O que as pessoas não sabem é que por trás daquela casca de homem duro e grosso, existe uma alma devastada pela dor da perda e pela culpa. Assim como Liz, ele também perdeu quem mais amava: o filho e a esposa. E se culpa por não estar presente quando aconteceu, já que achava que era sua obrigação mantê-los em segurança.
O primeiro encontro entre ele e Elizabeth não é dos melhores. O carro velho dela não consegue frear a tempo e acaba atropelando Zeus, o cachorro de Tristan. Por tudo que falei dele, qual você acha que seria a reação do moço? A pior possível! Ele simplesmente a esculacha e, mesmo ela levando-os ao veterinário e pagando toda a conta, ele nem ao menos tem a decência de lhe agradecer.Quem não ficaria com uma péssima impressão de um babaca desse? Eu ficaria, com toda certeza! Pra deixar tudo ainda pior (ou não), Liz descobre que seu caminho vai se cruzar muito com o dele já que ambos são vizinhos.
A situação é bem difícil, ele não é a pessoa mais amigável do mundo e ela, mesmo sendo a gentileza em forma de gente, não consegue ficar imune as inúmeras patadas que recebe. Porém, ela consegue perceber nos olhos dele a mesma tristeza que carrega nos seus. Ele também sofre e com toda paciência, ela vai se aproximando e descobrindo os segredos desse homem que tanto mexe com seus sentimentos.
Eu amei a história! Não estava preparada para isso, já esperava ter crises de raiva, reviradas de olhos, muxoxos e vontades inúmeras de jogar o livro na parede. Mas foi tudo tão diferente! Eu me vi encantada logo nos primeiros capítulos e não conseguia parar de ler. Liz me ganhou de imediato com seu jeito agradável de ser e a cada capítulo eu me sentia mais próxima dela. Os capítulos narrados por ela são pura emoção, são tão intensos e cheios de delicadeza, eu sentia aquela dor e muitas vezes meus olhos marejaram. 
Já com Tristan as coisas demoraram a engatar. Vejam bem, eu sei que teve muita gente que se apaixonou por ele porque "ele é lindo e gostoso" ou "sensível e intenso". Ok, eu sei que ele é lindo, um pedaço de mau caminho, que estava sofrendo pela perda das duas pessoas que ele mais amava na vida... mas ele é um babaca! Por mais lindo que ele seja isso não muda a forma rude com que tratou Liz. Ele podia estar ferido, devastado, o que quer que seja, mas isso não lhe dava o direito de agir feito um babacão com ela, com os pais, com todas as pessoas que cruzassem seu caminho. Passei raiva com ele, muita mesmo. E mesmo tendo mudado de ideia a seu respeito, depois de ter passado mais da metade do livro, não consegui entender suas motivações. Pra mim o luto e a tristeza que vem com ele são aceitáveis. Causar o sofrimento nas pessoas só porque está ferido, não é algo que eu aceite como sendo normal. Desculpa amigão, mas eu esperava mais de você.
A história é super clichê, mas é deliciosa de ler. Eu só pausava a leitura porque precisava trabalhar, caso contrário tinha lido em um dia só tamanha a empolgação e curiosidade para saber o que aconteceria. Gostei da intensidade da história, da forma como a autora colocou tanto sentimento embutido em cada frase. Eu me senti dentro da história, vivendo tudo como se fizesse parte dela. Foi minha primeira experiência com a escrita da Brittainy e não poderia ter sido melhor. Houve muitas descobertas e, muito embora eu já tivesse sacado tudo que iria acontecer, achei que foi muito bem bolado pela autora e com certeza vai surpreender muita gente. 
A leitura é ágil e o texto flui muito bem. Esse é um daqueles livros que a gente lê rápido demais, independente da quantidade de páginas que ele possui. Terminei a leitura com um sorrisinho nos lábios e com o coração em festa. Foi uma experiência maravilhosa e mal vejo a hora de ler outro livro da autora.
Quem gosta de romances intensos, com certeza vai se apaixonar por essa história. <3


7 comentários:

  1. Olá, como vai? Eu simplesmente amei esse livro! A autora sabe dosar muito bem o drama e o romance e eu me vi apaixonada pelos personagens e seus problemas. Chorei horrores enquanto o lia!
    Beijo, Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  2. Mulher!!!! Eu comprei este livro! hahaha. Mas assim como você, fiquei esperando o burburinho passar pra comprar.

    Chegou agorinha, bem quando vi sua resenha. Se você diz que é tão melhor do que sabia, que é isso tudo aí... Então lerei sim!

    Adorei a sua empolgação ♥ Que bom! Não irei me arrepender :)

    Bjkssss

    Lelê

    ResponderExcluir
  3. eu li e me apaixonei, não consegui desgrudar do livro! é uma proposta muito boa e fluida!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Parabéns seu trabalho é ótimo ♡

    ResponderExcluir
  5. Parabéns seu trabalho é ótimo ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!!! Fico feliz em saber que gostou! <3

      Excluir
  6. Neeeeey! eu também ameeeeei esse livro! Assim que saiu, diferentemente de você, eu sabia que precisava lê-lo. Concordo plenamente com seu ponto de que Tristan não tem o direito de machucar os outros só porque ele também está sofrendo. (Ninguém deveria fazer isso).
    Confesso que eu não vi aquele final chegando. Eu estava tranquila e ingenuamente esperado meu final feliz e BUM 'vamos juntas essas duas histórias, não é mesmo?'
    Também foi meu primeiro contato com a autora e eu adorei. Até pensei em ler Sr. Daniels.

    Beijos, Iza
    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir