sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Top 5: Filmes para Gritar


Sabe aqueles filmes que nem são tão assustadores, mas que você solta alguns (ou muitos) gritos enquanto o assiste? Pois bem, eu sou! Grito, xingo, faço gestos com a mão, pulo da cadeira/sofá, entro em um tempestuoso conflito com os personagens... sou o tipo que se entrega às emoções (hahaha). E, pensando nisso, resolvi escolher 5 filmes que gritei muito (e deixo claro que não foi por medo) enquanto assistia. Vamos conferir?

1- Pânico
Eu AMO os filmes do Pânico, geeente! Assisti várias vezes e hoje em dia já sei o primeiro filme praticamente todo de cor. O que não me impede de gritar, e muito, em várias cenas. E não pensem vocês que é de medo. Nananinanão! É de raiva mesmo!
Me bate uma coisa quando vejo os personagens fazendo tudo que não deveriam, se trancando em casa enquanto deveriam estar correndo para a rua gritando por socorro. Eu achava que em Pânico seria diferente, afinal a Sidney sabia de TUDO ISSO (inclusive ela fala isso com o assassino ao telefone). Mas não é que a menina vai lá e quebra a regra e faz tudo igual aos outros? Foi uma sucessão de "Sai daí" "Desce, desce, não se tranca porque ele está dentro de casa", "Não confia nessa pessoa porque ela está matando todo mundo" e por aí vai. Enfim, uma verdadeira aula de como perder a compostura enquanto assiste a um filme. Adoro! Hahahaha
2- O Dia do Terror
Esse é bem fraquinho e gritei de raiva e frustração. Vejam bem, quando estou assistindo um filme desse estilo quero ser surpreendida. Não adianta ter só sangue rolando, tripas voando e gente morrendo o tempo todo. quero algo diferente, uma história que me leve a fazer deduções, que me coloque pra pensar em "quem é que está matando esse povo todo". E foi nisso que esse filme pecou porque logo de cara eu já sabia quem era o (a) assassino (a). ¬¬
Esperava muito mais dele, mas acabei me decepcionando. O filme tinha tudo pra ser bacana, mas isso de deixar o assassino muito fácil de ser descoberto pelo telespectador foi o que acabou com ele. Meus gritos dessa vez foram de "Tá na cara que é ele, não souberam nem disfarçar", "Olhe, ainda bem que não fui no cinema assistir isso e jogar meu dinheiro no lixo".
3- Medo em Cherry Falls
Esse foi outro que eu descobri logo o assassino e tudo por causa de um sapato (não vou contar nada, vão assistir pra descobrir - hahahaha). Medo em Cherry Falls foi um daqueles filmes que um amigo escolheu na locadora (bons tempos) e levou para uma tarde de filmes num domingo de maresia.
Já comecei bem porque em uma das primeiras cenas uma batida na porta do carro me fez dar um grito e um pulo da cadeira (e dessa vez foi por susto mesmo). Mas aí as coisas desandaram porque eu descobri quem era o assassino antes de todo mundo e comecei a sessão de gritaria: "Não confia nele, deixa de ser burra menina", "Olhe, é agora que ela vai morrer, repare", "Não morreu ainda só porque é a personagem principal". Lembro que, em um dado momento, eu e meu amigo pausamos o filme pra poder fazer nossas "teorias da conspiração". Ele, claro, não concordava comigo (não tinha visto o sapato, tadinho) e apostava que o assassino era outra pessoa. Apostamos que quem perdesse pagava sozinho a próxima locação de filme na locadora e, claro, quem perdeu foi ele.
4- A Última Casa da Rua
Esse foi um filme que passei a maior parte do tempo querendo umas bolachas na personagem principal. O filme tinha um enredo interessante, que eu saquei mais ou menos de cara, mas que me prendeu porque eu adoro um bom e velho suspense.
O que aconteceu é que a personagem me irritou desde o início com aquela cara de "songa-monga" dela. Que menina chata e burra! Comecei torcendo pra que ela conseguisse sacar o que tava rolando por ali, mas no final já tava pouco me importando se ela ia viver pra contar a história. "Sai daí, menina! Você não tá vendo o que vai acontecer?", "Que mulher burraaaaaaa!", "Corre, p***a! Praí não, vai pro outro lado!". Tudo isso acompanhado por gestos, tapas nas almofadas e uma vontade enorme de entrar no filme e dar um sacode nela.
No final posso até não ter curtido taaanto o filme, mas que ele me proporcionou emoções fortes, isso eu não posso negar!
5- Pânico em Lovers Lane
Esse filme é muito bom!!!! Gente do céu, o que eu tomei de suto, dei gritos, pulei da cadeira, taquei a mão no sofá e escondi o rosto, não foi brincadeira.
Não, dessa vez eu não descobri quem era o assassino antes do final. Eu nem sequer suspeitava de quem fosse, o que foi ótimo porque nada melhor que ser surpreendida, né verdade? Mas não pensem que fiquei imune à raiva, porque isso é algo que nunca vai acontecer comigo. Vejam bem: em filmes de terror/suspense os personagens parecem que são feitos pra fazer tudo errado e isso me enlouquece porque eu quero sair dando porrada em todo mundo e os gritos de "Sai daí, corre, quer morrer é p***a?", "Não entra aí não, sai, sai... vai morrer pra deixar de ser retardado", "Tome, bem pouco. Que foi que eu disse?" . É uma verdadeira DR com o personagem. 
Agora que contei a vocês meus filmes para gritar, é sua vez de contar pra mim quais seriam os seus escolhidos e se já assistiu alguns dos citados.


3 comentários:

  1. Hahahah, adorei o top!
    Tem uns personagens desses filmes de terror/suspense que dão muita raiva msm, sinceramente kkk
    Desses filmes eu só assisti Pânico e A última casa da rua, mas me interessei por O dia do terror (eu n costumo adivinhar as coisas logo de cara kkk) e Pânico em Lovers Lane ;)
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oie...
    Dos filmes citados só assiti Panico e lembro que na primeira vez eu também dei uns gritinhos. Outro que me deu um ou outro susto e que gritei - mesmo que não de medo foi eu sei o que vocês fizeram no verão passado. Eles nem são tão assustadores, mas as vezes não tem como não gritar em alguma tomadas...rs
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  3. Oi Neyla, tudo jóia?
    Pra começo de conversa: qualquer filme que tenha uma chance pequena de ter susto, eu já assisto através da almofada kkkkkkk
    Mas se tem um filme que me deixa grilada de raiva igual você com Pânico é A cabana na floresta (acho que é esse o nome): é uma sequência de clichês intermináveis e personagens tomando decisões ruins. Chega até a ser cômico!
    Eu também sempre fico "para de gritar", "sai daí cara", "nada nessa história é suspeita pra você não?" com os filmes previsíveis, acho que chega um momento que você se acostuma...
    Até queria ver A última casa da rua por causa da Jennifer Lawrence, mas pelo visto é bem fraquinho mesmo, então vai ficar pra outra hora.
    Não assisti nenhum dos da sua lista, mas se quiser pode adicionar A cabana na floresta, é a mesma pegada.
    Beijos!

    ResponderExcluir