quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Três Coisas Sobre Você




Setecentos e trinta e três dias depois da morte da minha mãe, 45 dias após o meu pai fugir para se encontrar com uma estranha que ele conheceu pela internet, 30 dias depois de a gente se mudar para a Califórnia e apenas sete dias após começar o primeiro ano do ensino médio numa escola nova onde conheço aproximadamente ninguém, chega um e-mail. Deveria ser no mínimo esquisito, uma mensagem anônima aparecer do nada na minha caixa de entrada, assinada com o bizarro nome Alguém Ninguém. Só que nos últimos tempos a minha vida tem estado tão irreconhecível que nada mais parece chocante.


Título:  Três Coisas Sobre Você
Autor (a): Julie Burbaum
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 288


Três Coisas Sobre Você foi mais um dos livros que escolhi pela capa maravilhosa, que realmente chama a atenção. Mas não foi só isso. A Arqueiro trabalhou com um marketing maravilhoso, desafiando a quem não gostou do livro a ter o seu dinheiro de volta. Quando vi isso logo pensei que ali realmente havia algo de bom para mim. E foi assim que acabei solicitando o livro. 
Jessie está no primeiro ano do ensino médio e acabou de passar por diversos acontecimentos enormes que mudaram o rumo da sua vida. Sua mãe faleceu vítima de um câncer e, dois anos após a morte dela, o seu pai se apaixonou novamente. Só que para viver o novo amor, seu pai se mudou junto com ela, após vender a casa deles em Chicago, e se instalou na casa da sua nova mulher na Califórnia. Fora tudo muito rápido e Jessie não conseguia compreender porque seu pai tinha feito isso com ela. Conheceu uma mulher em um site para pessoas que sofreram perdas e mergulharam juntos em um relacionamento para se curarem. A casa era uma mansão, com muitos quartos e empregados, coisas que ela não estava acostumada. Porém, o casamento do seu pai com uma ricaça era o menor dos seus problemas.
Além de lidar com tudo isso, ainda havia um quase meio-irmão tão descrente e infeliz com a situação quanto ela. Porém ele inicialmente era um tremendo babaca com a Jessie. Não a cumprimentava e nem respondia aos cumprimentos dela, até que ela desistiu de continuar tentando. O Theo fazia questão de demonstrar para todos o seu descontentamento. Sua mãe, Rachel. era a responsável pelo pagamento da escola nova da Jessie, local onde o Alguém Ninguém percebeu como ela estava perdida. Sete dias após o início das aulas ela recebeu um e-mail anônimo, enviado por alguém que se auto intitulava Alguém Ninguém, se oferecendo para ser o seu guia espiritual na longa jornada do ensino médio. Mesmo com o receio de não saber quem a observava, ela ficou ainda mais curiosa em saber quem ele(a) era e porque se interessou nela. As coisas na escola não iam muito bem, pois além de ter se mudado para uma nova escola e não conhecer ninguém, ela ainda passou a sofrer bullyIng da parte de umas colegas populares.
O estranho Alguém Ninguém a sugeriu que ela fizesse amizade com uma das garotas da sala, e que acabou dando certo. Dri era uma garota bem legal e que a ajudou pelo menos a lidar um pouco mais com os dias na escola. Além disso, ela acabou conseguindo um emprego de meio período em uma livraria com um nome maravilhoso "Atenção Lombadas!". O filho da dona era o namorado de uma das garotas que cometiam o bullying contra ela na escola e eles acabaram se aproximando. Isto claro construiu ainda mais "motivos" para que sofresse nas mãos da Bárbara, principalmente, por conta de um trabalho de inglês, que fez com que os dois se aproximassem ainda mais.
O interesse pelo Ethan acabou aumentando muito durante o tempo. Além de ela perceber o quanto ele era alheio as investidas das garotas, o olhar dele a instigava. Ele tinha o olhar assim como o dela e os iguais se notam. Durante as conversas cada vez mais constantes com o Alguém Ninguém, ela estava sempre tentando decifrar quem era o autor dos e-mails e, posteriormente, da troca de mensagens. Ela nutria um sentimento por ele e não sabia realmente quem balançava mais o seu coração. Quando ela tentava conhecê-lo um pouco mais, surgiram as três coisas aleatórias. Foi um dos tópicos que mais curti no livro, eles conseguiam descobrir coisas diversas um do outro, apenas com pouco. 
Confesso que já sabia quem seria o Alguém Ninguém por conta de algumas pistas que ele deu logo no começo do livro e, mesmo já sabendo quem era, a forma como isto fora revelado foi bem interessante. O livro é uma história clichê, mas com diversas lições a serem aprendidas. A personagem por ter sentido que seu pai a roubou de uma vida diferente e não conversava com ela a respeito disso, acabou achando que ela era a única que sofria com o que acontecia. Isso se dava, talvez pela imaturidade ou apenas por ser humana. Todo ser humano tem um pouco de egoísmo dentro de si. Mas eu amei como todo o enredo foi construído e como aos poucos ela foi percebendo que não era a única que estava mudando a rotina.
Uma das coisas mais legais e interessantes do livro foi a forma como a amizade entre ela e o Theo começou a ser construída. Não foi nada forçado, nem de uma hora para a outra. Tudo fora construído pilar por pilar e foi de uma forma maravilhosa. Ainda não conhecia a autora mas com certeza lerei outros livros dela, afinal me apaixonei pela história e pelos personagens. Recomendo!



Um comentário:

  1. Esse livro parece ser bem legal pela história,e essa capa maravilhosa fiquei com vontade de ler. Mais um adicionado na lista

    ResponderExcluir