terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Por Favor, Não Cortem Minha Cabeça!

É férias de verão e uma turma de adolescentes está num acampamento de arrepiar. Jaime é o monitor do acampamento onde Zeca, Bocão, Frederico, Tati e Serena passam férias. Lá, todos estão com medo da lenda do assassino Escalpo, que supostamente persegue intrusos. Mal sabem eles que Escalpo não é um personagem fictício, sua lenda é absolutamente real.
No jogo, cada jogador controlará um dos personagens tentando fugir das garras do assassino, que será controlado por um jogador diferente a cada rodada. Fugir é questão de vida ou morte, mas como em todo filme de terror, Escalpo parece onipresente, e uma coisa é certa: CABEÇAS VÃO ROLAR!
Titulo: Por Favor, Não Cortem Minha Cabeça!
Produtora: Geeks N' Orcs
Criação: Gustavo Lopes - Arte: Vitor Cafaggi
Tipo: Cardgame
Mecânicas: Ação SimultâneaGestão de MãoPosicionamento Secreto


Uma homenagem aos clássicos filmes de terror e slasher, muito presentes nos anos 80 e início da década de 90, com seus adolescentes fugindo de assassinos seriais ou mascarados sobrenaturais. Assim é o clima de Por Favor, Não Cortem Minha Cabeça!, Cardgame de Gustavo Lopes, recém lançado pela editora Geeks N' Orcs.
Por Favor, Não Cortem Minha Cabeça! é um card game para 3 a 6 jogadores que revesam no papel de sobreviventes e assassino a cada nova rodada, controlando através de uma mão de cartas o que seus personagens farão para se manter vivos fugindo do assombroso Escalpo
No inicio da partida cada jogador recebe uma carta de personagem e cinco cartas de ações possíveis, clássicas dos filmes de terror com jovens: Dar uns Amassos na Barraca, Andar de Caiaque no Lago, Comprar Comida, Meditar no Alto da  Montanha e Contar Histórias na Fogueira. A cada nova rodada sempre há um novo assassino - o jogador que assistiu a um filme de terror há menos tempo será o assassino na primeira rodada - e os sobreviventes recebem três cubos que representam seus Marcadores de Sangue. O objetivo dos sobreviventes é fugir do assassino, enquanto o assassino precisa persegui-los para matá-los. Mas como isso acontece?

Cara rodada do jogo é composta de 3 turnos: No primeiro deles os sobreviventes selecionam secretamente UMA carta de ação para escapar e o assassino seleciona também UMA carta de ação para perseguir os sobreviventes. Após todos colocarem na mesa secretamente suas cartas escolhidas elas são reveladas; quem tiver escolhido a mesma ação do assassino terá sido alvo do Escalpo, entregando ao assassino um dos seus marcadores de sangue que coloca ao lado do marcador de morte e todos os jogadores que conseguiram fugir do assassino colocam um marcador de sangue junto ao ícone de sobrevivência.
Ao fim do turno todos recolhem suas cartas de ação e inicia o segundo turno, onde tudo ocorre da maneira descrita anteriormente, exceto pelo assassino escolher DUAS cartas de ação enquanto o sobrevivente escolhe apenas UMA para escapar. No terceiro turno a progressão continua: os sobreviventes selecionam UMA carta de ação para tentar escapar e o assassino seleciona TRÊS cartas de ação. Uma maneira interessante de simular aquela incrível habilidade dos assassinos aparecerem quase que magicamente em qualquer lugar, beirando a onipresença, independente de sua velocidade (abraços Jason!).
Após a conferencia do turno três, o jogador a esquerda do assassino assume o papel de Escalpo usando verso da carta de personagem, e o assassino anterior assume seu papel de sobrevivente fazendo o mesmo. Uma nova rodada se inicia e é refeito esse processo até que todos os jogadores tenham sido o assassino. Ao fim da partida são contatos os Marcadores de Sangue (somados) e aquele que tiver acumulado mais deste é declarado o vencedor. Bem simples, pra falar a verdade!
A arte do jogo é com certeza um de seus maiores atrativos, não tem como não reconhecer e se encantar com o trabalho do Vitor Cafaggi (Valente, Graphic MSP Turma da Monica: Laços e Graphic MSP Turma da Monica: Lições). Mas não deixe se enganar por essa beleza e simplicidade: Por Favor, Não Cortem Minha Cabeça! brinca com a atenção a todo instante tanto para escapar da ameaça de Escalpo quando jogando como Sobrevivente quanto quando jogando como o Assassino. Além disso o Cardgame possui outros modos de jogo - A Matança Continua e Chuva de Sangue - e uma regra opcional - É Tempo de Matança - que incrementam o jogo, o tornam ainda mais dinâmico e interessante, acrescentam rejogabilidade, porém mantem-se um jogo simples e fácil de ser ensinado/jogado. Inclusive recomendo jogar com o uso de todas as modificações a mesmo tempo!
Ao fim, digo sem a menor sombra de dúvidas que Por Favor, Não Cortem Minha Cabeça! é um excelente jogo que vai agradar até mesmo aqueles não acostumados com jogos modernos e/ou com a temática dos filmes slasher; sua simplicidade e os detalhes didáticos utilizados no design das cartas o tornam fácil ensinar, e na primeira rodada é possível sair jogando sem dúvidas. É mais um jogo relativamente barato, de boa qualidade, com uma arte muito bacana, divertido, que compensa o investimento e reforça o coro de que o mercado nacional tem muitas pérolas para mostrar. Indicação certeira e excelente opção para presente de natal!


Nenhum comentário:

Postar um comentário