segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Top 5: Triângulos Amorosos











E vamos tocar em um ponto sensível entre os leitores. Triângulos amorosos dividem opinões. Tem aqueles que gostam, que acham que eles dão um gás na leitura e que deixam a história mais interessante. Mas também aqueles que não gostam e acham enfadonhos demais. Eu faço parte do meio a meio: as vezes alguns são legais e outros são bem chatinhos. E pensando nisso, escolhi 5 histórias com triângulos amorosos pra falar aqui pra vocês.
1- Trilogia Estilhaça-me: Adam, Juliette e Warner.
Esse triângulo aí deu muito o que falar já que estamos falando de uma mocinha dividida entre o mocinho fofo e o vilão ainda mais fofo. Lembro que no primeiro livro eu não gostava do Warner, mas ficava intrigada com ele. Aí a NC fez o favor de trazer os contos em e-book e o primeiro foi qual? O do Warner, claro. Resultado: li e me apaixonei! Fiquei que nem adolescente, shippando totalmente o casal (hahahaha).
Contudo, eu ainda gostava do Adam e comecei a ficar dividida. Ele também era um fofo, super preocupado com a Juliette... foi dureza decidir, viu? No final continuei #TeamWarner e quando o último livro chegou devorei pra saber com quem ela ficava. Mas não vou contar, óbvio, vou deixar vocês descobrirem lendo. ;)
Esse foi um dos casos que não achei que o triângulo amoroso em questão atrapalhou a trama. Os três personagens são ótimos e apesar de toda aquela questão do "quem vai ficar com ela", a história era bem maior e isso era apenas a pontinha do iceberg perto de toda a aventura que a trama trouxe.
2- A História de Nós Dois: Emma, Richard e Jack
Agora sim vamos entrar em um ponto mais delicado. Quem leu minha resenha sobre esse livro, sabe que eu caí de amores pela história, mas que tive sérios problemas com a mocinha em questão. Vejam bem, vou dar uma situada rápida na história. A Emma era noiva do Richard, que acabou pisando na bola de forma bem feia. Ela sofreu um acidente de carro, foi salva pelo Jack e, depois que ela descobriu a mancada do Richard, eles terminam e ela se envolve com o Jack. Basicamente é isso, não vou contar mais pra não dar spoiller e estragar sua leitura.
Pois bem, eu até entenderia algumas coisas se Emma não fosse uma pessoa tão insuportável. Gente do céu, queria dar uns tapas nessa mulher, umas sacudidas pelos ombros, qualquer coisa que fizesse ela se mancar um pouco. Os dois rapazes são ótimos. Jack é todo perfeitinho demais, o tipo de homem que a gente suspira e diz: um desses só aparece em livros mesmo (e é verdade). Já Richard teve seus problemas, fez coisa errada, mas ele estava ali, sempre pronto pra mostrar que errou e que se arrependia. Ele não media esforços para ajudar Emma e sua família em todos os momentos. Mas o que a bonita fazia? Ignorava o rapaz e nem ao menos dava uma chance dele provar que estava arrependido. Não rolou, me deixou agoniada, queria dar na cara dela. Nesse caso aí o triângulo amoroso me incomodou demais por conta da Emma, o restante foi ótimo!
3- Ônix: Katy, Daemon e Blake
O segundo livro dessa série que eu amo tem sim um pseudo triângulo amoroso e já vou logo avisando que não gostei nada disso, afinal meu coração é único e exclusivo do Daemon.
Blake é sim um bonitinho-fofinho-todo meio perfeitinho e foi isso que me fez não gostar dele. Ai gente, que menininho mais antipático, logo de cara já fiquei desconfiada dele. Tava faltando dendê naquele vatapá, pimenta naquela moqueca... não rolou química não! Ainda mais porque Daemon é maravilhosamente todo errado, todo temperado na ousadia e cheio de qualidades que eu amo! Mas vou ser sincera: ele estava bem precisando ver Katy com um bofe novo pra ver se tomava jeito e tratava a menina melhor.
Esse triângulo também não afetou em nada a história, pelo contrário: deixou ela bem mais legal de ler. Tá que eu não gostei da inserção dele, mas preciso concordar que a entrada do Blake além de ter dado um gás na relação do Daemon e da Katy, teve uma certa importância na história. 
4- O Noivo da Minha Melhor Amiga: Darcy, Dex e Rachel
Esse é o clássico dos triângulos amorosos. Rachel sempre foi apaixonada por Dex, mas acabou vendo seu grande amor ser fisgado pela melhor amiga, Darcy. O tempo passou, ela e Darcy continuaram amigas e Dex passou a ser apenas uma lembrança de um antigo amor. Até os dois acabarem se envolvendo de forma inesperada. Será que estou esquecendo de algo importante? Ah sim, ele e Darcy estão prestes a se casar.
Aí você já deve estar tacando todas as pedras na Rachel. Eu sei que ela está errada, mas até entendi o lado dela. Contudo, todavia, eu sou #TeamDarcy forever, amo essa mulher e mesmo vendo ela pisando na bola, aprontando todas com o Dex (e sabendo que ele ficaria muito melhor com a Rachel), não dei meu bracinho lindo a torcer até o fim. Já estava conformada, já havia lido o segundo livro (Presentes da Vida) e sabia o que o destino reservava a essas duas moças, mas quem disse que eu queria saber? Era um tal de "Rachel fura olho" ou "Eu sei que ela é um amor, que eles se amam, mas quero ver a mão da Darcy voar na cara dela". Hahahahaha
A história é boa, o triângulo amoroso é o que leva a história (nem precisava dizer isso, afinal olha o título do livro) e eu amei ter lido.
5- A Seleção: Aspen, America e Maxon
Esse é outro que mexeu com os ânimos da maioria dos leitores. E comigo não foi diferente. Fiquei bem dividida, confesso. Logo de início eu amei o Aspen (e isso não mudou nada com o decorrer das leituras) e shippava super o casal. Mas aí apareceu o Maxon e as coisas se complicaram porque eu também me apaixonei por ele.
O caso era que eu sabia qual dos dois eu escolheria pra mim, mas não conseguia ver a minha escolha refletida nas necessidades da America. Chegou ao ponto de eu simplesmente entregar nas mãos da Kiera e esperar pra ver o que ia acontecer.
Sou apaixonada por essa série, gosto demais dos três personagens e com quem ela ficasse eu já estaria feliz por serem duas pessoas incríveis. Foi sim um caso de triângulo amoroso que me deixou meio doidinha, mas que valeu a pena demais conhecer e me envolver.
Agora é a sua vez de contar pra gente: quais as histórias com triângulos amorosos que você leu? Gostou delas? 
Um beijo

9 comentários:

  1. a história de nós dois ♥♥♥ a com saudade dos livros da autora!
    ainda não li o noivo da minha melhor amiga e olha que tenho o meu exemplar
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Desses que você citou, acredite, eu nunca li nenhum! rsrs
    Mas li dois, onde um eu amei de paixão e o outro nem tanto... hahahahaha
    Amei O Desapego Rebelde do Coração e Intenso Demais que me encheu o saco um pouco.. rsrsrs

    ResponderExcluir
  3. Menino babado esses triângulos,o único que li foi da Seleção e pelo amor de Deus!!! Confesso que achei o Aspen um idiota a partir do momento que ele deixou a America ir.

    ResponderExcluir
  4. Triangulo amoroso é uma coisa complicada. Uma hora tu prefere um e na outra hora tu já quer o outro. E eu sou bem indecisa rs De todos os livros que você citou, eu só li "A Seleção", mas acabei de ficar louca por dois triângulos que você citou: "Estilhaça-me" e "A História de Nó Dois". Ah você já conhece o triângulo amoroso de "Reflexo"? Se não, você PRECISA conhecer.
    Adorei o post. Beijos

    http://www.livrofilia.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Neyla!
    Coincidência você ter comentado na minha resenha de Uma Curva no Tempo justo quando eu vou comentar num Top 5 seu com outro livro da Dani Atkins! hahaha Detalhes à parte, porém, eis um tema polêmico, hein? Triângulos amorosos realmente dividem opiniões, mas no meu caso eu simplesmente não gosto deles e pronto, rsrs. Sim, se for bem desenvolvido e uma necessidade real de determinado enredo, ok, mas às vezes é só para criar teams entre os leitores e fica maçante e... AHHHH! Enfim, rs, não gosto da maioria, e olha que já li um monte deles, prefiro nem comentar muito, rs. Mas quero ler A História de Nós Dois só por esses elogios aos mocinhos; se a protagonista é tão chata assim, será que chega no ponto em que o leitor torce mais para os rapazes virarem amigos e irem procurar outras garotas para si e fugir dela? Porque, olha, se ela é tão insuportável como você falou, como pode dois garotos estarem de olho nela? E eu aqui, produção? Hahaha No caso de A Seleção, porém, eu não li os livros, mas li os contos d'O Guarda e O Príncipe e, sendo bem sincera? Até então eu seria apenas Team Aspen, Maxon me irritou muito e, em geral, por mais romântica que eu seja e goste de contos de fadas de vez em quando, não sou muito fã de príncipes, então... ;)
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br/ ♥

    ResponderExcluir
  6. Olá, Neyla!

    Eu sou do time que não curte um triângulo amoroso não, mas confesso que quando é para um mocinho ou mocinha cabe-dura cair na real, é sempre bem vindo. Mas se puder evitar, melhor ainda. Mas apesar disso, curti muito suas dicas, ainda não li nenhum dos que você citou, mas tenho muita curiosidade em conhecer a Saga Lux.

    Beijos,
    Dai | Virando a Página

    ResponderExcluir
  7. Oi Neyla!!!
    Sou como você em relação aos triângulos, às vezes amo e outras vezes odeio, principalmente quando a história passa a girar somente em cima disso. Sério que Ônix entra na categoria? Porque eu li somente o primeiro livro e adorei o Daemon =/ Nossa, até hoje não dei continuidade na série A Seleção, e olha que tenho todos em casa!
    Beijos... Elis Culceag.​
    * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  8. Oi, Neyla!
    Eu assumidamente não gosto de triângulos amorosos haahaha mas tenho que concordar com você, em Ônix o Blake aparecer fez o Daemon investir mais forte na Katy. No caso de Estilhaça-me eu acho que o triângulo era necessário para o plot, agora em A Seleção é boring, boring... hahaha Mas adorei o top 5!
    Bjus

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Desses livros eu só li A Seleção e A História de Nós Dois, e assisti ao filme de O Noivo da Minha Melhor Amiga. Sinceramente, não gosto de triângulos amorosos, em alguns livros essa questão é bem delicada e em alguns outros divide opiniões. Em A Seleção fiquei torcendo por America e Aspen, mas quando apareceu Maxon, foi impossível não se encantar.
    Beijos.

    ResponderExcluir