segunda-feira, 13 de março de 2017

Top 5: Detetives


Quem aqui gosta de um bom romance policial? Eu adoro, ainda mais quando a trama, além de ser empolgante, traz um detetive que acaba me conquistando. Não sei quanto a vocês, mas eu gosto de me sentir próxima do personagem (e nesse ponto falo de uma maneira geral), como se ele estivesse próximo a mim de alguma forma e eu fosse sua assistente na resolução daquele caso. Estranho? Talvez, mas funciona assim comigo. E pensando na minha experiência, resolvi trazer pra vocês meus 5 detetives preferidos da literatura. Vamos conferir?
1- Miss Marple
Certo, já vou começar me explicando porque na verdade essa senhorinha linda não é bem uma detetive com todas as letras e sim uma velhinha muito astuta e curiosa que sempre desvenda os casos mais curiosos e difíceis que aparecem em sua frente. Miss Marple é a minha personagem preferida dos livros da diva Agatha Christie e isso se dá por ter muito parecida com ela, principalmente no fator curiosidade. Gente, se tem algo estranho acontecendo eu já quero meter meu nariz gordo no meio, cês não tá entendendo? Fora que ela foge totalmente a regra da velhinha rabugenta, que fia em sua cadeira de balanço fazendo tricô e brigando com os gatos. Miss Marple é uma simpatia e dona de uma energia imensa, capaz de mover o mundo. Tiro meu chapéu para ela!
2- Hercule Poirot
E tem como não gostar do Poirot? O dono de uma das mais privilegiadas mentes da literatura está longe de ser uma pessoa modesta e, conheço umas pessoas que não gostam dele justamente por conta disso. Mas gente, vamos ser sinceros: ele é o cara! Se eu tivesse metade do raciocínio lógico e da inteligência dele estava feita nessa vida.
Gosto do Poirot porque ele vê além do óbvio. Sua massa cinzenta nunca para de trabalhar e não há um detalhe que ele deixe escapar em suas investigações. Gosto da forma mansa com que ele aborda as testemunhas, como demonstra interesse pelas minúcias dos casos, como mostra àqueles que está ao seu redor, que muitas vezes a solução está bem embaixo de seus narizes. Seu jeito peculiar, seu bigode "ostentação" e suas tiradas sempre muito perspicazes, o tornam um dos maiores detetives da história.
3- David Gurney
Esse é meu caso de amor da atualidade. A série escrita pelo John Verdon é uma das melhores que já li atualmente e sempre recomendo pra quem gosta do gênero. E é nela que conhecemos o David, ou Dave para os íntimos (como eu, claro - hahaha), um detetive aposentado que acaba voltando à ativa para solucionar um caso e acaba não parando mais.
Dave é um charme. Eu sempre digo que inteligência é algo muito sexy e esse homem é extremamente sexy por ser extremamente inteligente! E, ao contrário do nosso colega aqui em cima, a palavra modéstia existe sim em seu dicionário e é usada com uma frequência enorme. Ele é perspicaz, mas não é do tipo imbatível o que o torna ainda mais "gente como a gente" , algo que facilita bastante a aproximação entre personagem e leitor.
Quem ainda não conhece, por favor, não espere mais tempo e comece a ler. Não vai se arrepender. ;)
4- D.D. Warren
Tem que ter ela nesse post sim, afinal é uma das detetives mais tops que conheço. Fui apresentada à essa linda em Viva Para Contar, quarto livro da série (a Novo Conceito lançou fora de ordem, portanto li tudo de forma errada mesmo) e me apaixonei!
Ela é uma mulher de fibra! Forte, persistente, inteligente e sarcástica pra caramba. D.D. não se deixa intimidar por nada e nem ninguém e diversas vezes ela já se viu frente a frente com a morte. Seu jeito durão e por vezes grosseiro intimida, confesso. Mas quando começamos a conhecê-la melhor, a admiração fala mais alto e essa forma de agir acaba sendo deixada de lado para focar apenas naquilo que é importante. Ela é uma líder nata. tem olhos de águia e uma capacidade maravilhosa de encontrar pistas. Ainda sonho com o dia que a NC trará os outros livros dela, estou carente de suas aventuras.
5- Uni-Duni-Tê
Helen Grace é maravilhosa, apenas! Com uma história de vida marcante, dona de um jeito sisudo e as vezes meio durão, ela é uma daquelas personagens que, logo de cara, me deixou intimidada. Só conseguia imaginá-la como uma mulher de feições endurecidas e não muito amistosa. E isso foi algo que perdurou por quase toda a leitura desse livro e somente lá para o final da história é que pude compreendê-la melhor. Contudo, antes de entender o porquê do seu jeito, ela já havia ganhado meu respeito por mostrar um lado eu jamais imaginava existir nela.
Forte, decidida e independente, Helen é sinônimo de competência e seriedade. Ela faz seu trabalho com toda dedicação e isso é o que a torna uma detetive incrível. Fora que é notavelmente inteligente, qualidade essencial nos detetives. Espero MUITO que a Record traga os outros livros da série (Uni-Duni-Tê é o primeiro e foi lançado ano passado).
Agora é a sua vez. Quais são seus detetives preferidos da literatura?
Um grande beijo

Um comentário:

  1. Arrasou nas recomendações! Pena que é um gênero que não leio, mas valeu pelas dicas!

    ResponderExcluir