segunda-feira, 10 de abril de 2017

Top 5: Livros Espíritas




Eu não sei quanto a vocês, mas eu sempre gostei de ler livros espíritas e nessa minha longa jornada de leituras li alguns que foram incríveis e trouxeram ensinamentos maravilhosos em minha vida. E, pensando nisso, vim aqui contar quais os meus preferidos e dividir um pouco do porquê deles terem me tocado tanto.

1- Nada Fica Sem Resposta
Esse livro me arrebatou nas primeiras páginas. Uma amiga estava lendo e eu, curiosa, peguei para folhear e acabei dando uma espiadinha. Nem bem virei a segunda página e já estava com os olhos marejados, sentindo um aperto no peito difícil de explicar. Desde que era bem novinha, a protagonista sempre teve um grande desprezo pela mãe e por sua condição de vida. Por ser pobre, sem condições de lhe dar a vida de princesa que ela sempre achou que merecia, tratava a mãe com uma enorme indiferença. Quando a patroa de sua mãe lhe oferece a oportunidade de morar com ela, pagando assim seus estudos, ela nem pensa duas vezes: aceita feliz e satisfeita! E assim ela cresce, sempre muito mimada, orgulhosa, cultivando arrogância, desprezando a mãe e fazendo "maldades" com as outras pessoas.
Não vou falar muito da história (é só clicar no título que vai direto para a página do livro no Skoob) porque quero focar no que eu senti. Logo de cara eu já percebi que aquele livro iria me tocar, não só por ter me levado às lágrimas nas primeiras páginas, mas por toda história contida naquelas páginas. E, para ser mais específica, foi a parte da vergonha da mãe e de sua condição de vida que mais me chamou atenção. Cada capítulo foi regado por lágrimas, cada atitude desprezível era como um tapa em mim, me causava uma dor enorme. Não conseguia imaginar como uma pessoa poderia sentir tamanho desprezo e ódio pela pessoa que mais a amava e que, mesmo com tantos maus-tratos, não deixava de deseja à filha tudo de melhor, que orava por ela todos os dias... pra mim aquilo era inconcebível.
A leitura dele foi incrível, eu amei demais a história, me emocionei em diversas passagens e até hoje ele ainda figura entre os melhores livros que li na vida. Um dia ainda pretendo tê-lo na estante.
2- Sombras de um Segredo
Romance histórico e espírita, uma combinação meio inusitada, mas que deu muito certo no final. Aqui vamos conhecer a história de Raquel, uma linda jovem, e Jacó, seu humilde pai que nunca mediu esforços para ajudar aqueles que precisavam e que era perseguido por Don Fernão, um homem mesquinho e cruel que queria a todo custo destruir a vida dos dois. O ódio que esse homem nutria era imenso e, aparentemente, sem nenhum tipo de explicação. Tudo que ele desejava era acabar com a vida de seus desafetos e para isso chegou até a jogar o vilarejo onde moravam contra os dois, obrigando-os a deixar tudo para trás e fugir. Inicia-se aí uma verdadeira caçada e vamos percebendo que a crueldade desse homem não tem limites.
Esse foi um daqueles livros que não consegui parar de ler. Eu, que sou conhecida por dormir cedo, me vi indo dormir meia noite por que queria descobrir todos os mistérios que o livro continha. Me apeguei a cada personagem, em especial a Jacó, alma bondosa e que possuía um enorme coração. A humildade desse senhor e a gratidão a Deus que ele possuía me tocaram a alma.
Experimentei todos os tipos de sentimentos ao ler o livro. Senti raiva das atitudes de Dom Fernão, me emocionei com as provações passadas por Raquel e Jacó, me solidarizei e fiquei em êxtase com todas as descobertas finais. Foi um daqueles livros que, quando terminei a leitura, abracei e agradeci por todos as lições que ele me deixou. Sem dúvida, uma história que vale a pena ser conhecida.
3- Crepúsculo de Outono
Eu tenho um xodó tão grande por esse livro, gente! Lembro que, quando comecei a ler ele tinha um capítulo de um outro livro espírita (que agora não recordo o nome) logo no início. Geralmente eu pulo, mas dessa vez fui em frente e acabei devastada. Já comecei a leitura com cara de choro e, no decorrer dela, as coisas não mudaram muito, ainda mais quando uma idosa boia-fria foi inserida na história. Meu coração partiu, lembrei das muitas histórias que minha avó me contava e não consegui ir em frente.
Eu sou uma chorona assumida, mas nesse livro acho que bati meu recorde. Ao chegar em uma determinada passagem não consegui ir adiante. O choro veio com toda e até a minha mãe ficou assustada com a intensidade das lágrimas, já que eu chegava a soluçar. Até agora, só em me lembrar, meus olhos marejam de emoção.
Já li muitos livros que me emocionaram, por seus belos romances, por passagens tocantes. Mas nunca em minha vida uma história tão simples conseguiu tocar no fundo de minha alma. As lições de humildade e amor ao próximo ficarão gravadas em mim pra sempre.
Não vou conseguir falar mais a respeito dele porque estou chorando (sou chorona, já disse). Mas tem resenha dele aqui, é só clicar e ler. ;) 
4- Ninguém é de Ninguém
Esse livro eu li, pura e simplesmente, por se tratar de um protagonista ciumento e possessivo. A questão, meus caros leitores, é que eu sou ciumenta. Hoje, Graças a Deus, não mais como já fui um dia, mas já tive crises de ciúmes feias que me deixavam enlouquecida. E aí esse livro caiu na minha mãe e logo pensei: é um sinal, vamos ler. E li! E, nossa, ele simplesmente me desestruturou!
Não vou dizer a vocês que eu me curei do ciúme lendo esse livro porque é mentira, mas que ele me levou a ver as coisas de uma forma diferente, ah isso sim. O protagonista era totalmente sem noção na questão ciúmes e via o que não existia. Suas fantasias eram tão forte que, na maioria das vezes, ele não sabia distinguir o que era realidade ou não. E isso trazia um sofrimento enorme, não só para ele como para toda a família.
As coisas que li me fizeram pensar demais no assunto e nos motivos que me levavam a ter ciúmes. E não pensem vocês que esse sentimento se restringia apenas a namoradinhos. Acho que o ciúme de coisas materiais era muito maior. Só em pensar em alguém mexendo no que é meu, usando minhas coisas, eu simplesmente perdia as estribeiras. Hoje eu ainda tenho ciúmes, mas sou bem mais tranquila do que antes e não é qualquer coisinha que consegue me tirar do sério. E sim, Ninguém é de Ninguém foi sim o pontapé inicial para essa mudança em minha vida.
5- Sob a Égide da Cruz
Mais um romance histórico, dessa vez com um tema bem mais forte e sofrido: o da escravidão. Eu já sabia do tema quando solicitei, imaginava que fosse uma leitura cheia de passagens emocionantes... mas ele acabou sendo bem melhor do que eu esperava.
Sob a Égide da Cruz é uma história densa e emocionante. Com uma história cheia de reviravoltas, está longe de ser mais um daqueles romances clichês. A trama é daquelas que instiga o leitor a se aprofundar cada vez mais, envolve, emociona e faz sofrer. Todos sabemos que a época da escravidão é um dos capítulos mais dolorosos da nossa história e nesse livro encontramos um retrato aparentemente fiel desse momento.
Chorei, gente, chorei tanto que achei que fosse desidratar. É uma história forte, com passagens de tempo, cheia de informações históricas que deixaram a trama bem mais interessante. Apesar de ser continuação de um outro livro (Horizonte Vermelho), ele pode sim ser lido separadamente sem nenhum tipo de problema. Recomendo demais!
E você, já leu algum livro espírita? Se sim, deixa suas dicas aqui. ;)
Um beijo.

Um comentário:

  1. oi Neyla, gostei das dicas, eu lia bastante livros espíritas, agora dei uma parada nesse tipo de leitura
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir