terça-feira, 2 de maio de 2017

Um Herói Para WondLa


Eva Nove está a bordo de uma aeronave, cruzando o planeta Orbana rumo à cidade humana de Nova Ática. Ela tem certeza de que esse é o modo perfeito de começar uma nova vida ao lado de Andrílio, seu amigo caeruleano — em especial após a perda trágica de Mater, a robô que cuidava da menina desde seu nascimento. Contudo, como muitas outras coisas em Orbona, as aparências enganam. No novo lar, Eva não apenas encontra pessoas — esse foi o sonho que guiou sua busca desde o início —, mas também descobre os segredos dos Santuários e o passado de seu mundo. E quando dúvidas vêm à tona, ela se pergunta se ter ido para Nova Ática foi uma decisão acertada.
Título: Um Herói para WondLa
Autor: Tony Diterlizzi
Editora: Intrínseca
Páginas:  368



Pouco mais de 3 anos após a leitura do primeiro volume da série, revolvi voltar a aquele mundo que havia me encantado em Em Busca de WondLa. A razão de a demora ter sido tão longa? A falta de previsão por parte da Intrínseca sobre o lançamento do volume final da série, algo que só veio a acontecer no início de 2017. No que depende-se apenas de mim, a teria lido a muito mais tempo, pois sabia que iria terminá-lo desejando ler a continuação. E não foi diferente...
A vida de Eva Nove mudou completamente desde que deixou seu Santuário, o seu lar, com Mater e descobriu o que havia do lado de fora. Explorar o mundo de Orbona, o planeta antigamente conhecido como Terra, conhecer lugares e espécimes totalmente diferentes daqueles registrados em suas enciclopédias, fazer amigos como Otto e Andrílio Kitt, com certeza se tornou uma experiência incrível. Eva enfrentou inimigos e outros perigos, sofreu perdas, mas nada a afastou do desejo de encontrar outros humanos como ela e o seu WondLa, o seu lugar perfeito. Uma esperança que só cresce quando a garota se encontra com Hailey, um jovem piloto, humano como ela.
Em Um Herói Para WondLa vamos junto com a jovem Eva Nove descobrir finalmente onde estão os outros humanos desse mundo e o que levou o mundo até aquele estado, e para isso rumaremos para Nova Ática. Mas será que o que encontra-se lá é compatível com as esperanças da jovem? Andrí, Eva e Hailey encontrarão em sua jornada: novos amigos, novos inimigos, novos desafios, uma nova família e respostas além do imaginado!
Enquanto a protagonista da história amadurece em relação ao livro anterior, a trama e a escrita de do autor seguem o mesmo caminho. Embora seja uma história nitidamente infantojuvenil, o texto e argumento não são tratados de forma infantil e boba. O livro é sim leve, mas sempre sério, sem tom de brincadeira, mesmo Eva sendo uma garota ingênua graças a seu isolamento. Descobrimos com as personagens os segredos de Nova Ática e seus habitantes, um pouco mais sobre o mundo de Orbona e também dos mistérios que circundam o fim da humanidade, a transformação da Terra e as raças alienígenas que estão no planeta. 
Mantendo a linha do volume anterior, o livro é dividido em capítulos curtos organizados em pequenos arcos que facilitam a absorção da leitura, pequenas pausas que podem ser encaradas como livros menores. Uma boa opção para que faz leitura pausada e/ou lê para uma criança (que por sinal reforço a indicação para que tenha filhos tentar a experiência). A narrativa é simples e ágil, sem firulas e enfeites, feita para atingir os diferentes tipos de leitores e agradá-los, mas sem menosprezar a capacidade de ninguém. Tony Diterlizzi move a trama de maneira agradável, inserindo novos elementos e evoluindo conceitos e personagens, entregando uma obra deliciosa de se ler.
Volto a comentar o fato de que a série WondLa tem sido não só uns dos livros mais gostosos que li como também um dos mais bonitos. Todo trabalho gráfico da versão nacional e o respeito ao trabalho de arte de DiTerlizzi é louvável e merece parabéns. O homem mostrou que é tão habilidoso com as linhas na ilustração que preenchem o livro quanto na escrita. 
Os livros da série WondLa não estavam na minha lista, me ganharam por suas capas, foram comprados por uma bagatela de R$ 10 cada e se tornaram uma das mais gratas aquisições literárias possíveis (no meu dicionário ao lado da palavra Lucro provavelmente tem o nome WondLa). Com o lançamento do último volume é possível que os dois primeiros livros retornem às livrarias, e se fosse você ficaria de olho caso os ache por um bom preço. Por enquanto tenho outros livros que preciso ler, mas não vejo a hora de voltar e desbravar A Batalha por WondLa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário