segunda-feira, 17 de julho de 2017

Onze Leis a Cumprir na Hora de Seduzir

Juliana Fiori é uma jovem ousada e impulsiva, que fala o que pensa, não faz a menor questão de ter a aprovação dos outros e, se necessário, é capaz de desferir um soco com notável precisão. Sozinha após a morte do pai, ela precisa deixar a Itália para viver com seus meios-irmãos na Inglaterra.
Ao desembarcar no novo país, sua natureza escandalosa e sua beleza estonteante fazem dela o tema favorito das fofocas da aristocracia. Pelo bem de sua recém-descoberta família britânica, Juliana se esforça para domar seu temperamento e evitar qualquer deslize que comprometa o clã. Até conhecer Simon Pearson, o magnífico duque de Leighton.
O poderoso nobre não admite nenhum tipo de escândalo e defende o título e a reputação da família com unhas e dentes. Sua arrogância acaba despertando em Juliana uma irresistível vontade de desafiá-lo e ela decide provar a ele que qualquer um – até mesmo um duque aparentemente imperturbável – pode ser levado a desobedecer as regras sociais em nome da paixão.
Título:Onze Leis a Cumprir na Hora de Seduzir
Série: Os Números do Amor #3
Autor (a): Sarah MacLean
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 336



E eis que um dos mais esperados livros de 2017 chegou em minhas mãos. Desde o início estava curiosa para conhecer melhor Juliana, principalmente porque ela prometia ser uma daquelas personagens cheias de atitude e carisma. Contudo, acho que fui com muita sede ao pote e acabei ficando um pouco decepcionada por ele não ter sido tudo que eu esperava. 
Quando a jovem e bela Juliana Fiori apareceu na vida dos irmãos Gabriel e Nick, foi com um vendaval em uma tarde morna e tranquila. A garota, filha da mãe dos rapazes com um mercador italiano, ficara orfã de pai e só então soube da existência dos irmãos, sendo obrigada a deixar a Itália para viver em Londres. Um verdadeiro choque de realidade, principalmente porque a sociedade londrina da época exigia um comportamento muito diferente do que ela estava acostumada a ter em sua terra natal. Sem contar que por ser filha da antiga marquesa, uma mulher que abandonou o marido e os filhos pequenos para viver uma aventura, ela já carrega para os demais a marca do escândalo. Todos esperam que ela tenha o mesmo tipo de comportamento que a mãe e os lordes e damas não estão dispostos a aceitá-la na sociedade de forma tão fácil.
E as coisas pioram depois que ela se apaixona perdidamente por Simon Pearson, o duque de Leighton. Ele, uma criatura linda e todo trabalhado nas regras de decoro, também se encanta pela bela jovem, mas quando descobre quem ela é decide dar um basta em tudo. O motivo? A necessidade, quase que desesperadora, de manter a salvo a reputação que ele e toda sociedade tanto preza. Juliana não é a esposa que esperam que ele escolha, ela é escandalosa e não se adéqua aos padrões exigidos pela sociedade. Decidido a deixar a moça para trás, ele propõe casamento a uma outra dama, essa sim um verdadeiro modelo de respeitabilidade. 
Mas se vocês pensam que Juliana vai deixar isso barato, estão muito enganados. Ela está decidida a conquistar o coração de Simon e está disposta a tudo para conseguir o que deseja.
Vocês sabem que eu sou uma apaixonada por romances de época e Sarah MacLean é uma das autoras que vem me conquistando com seus livros sempre tão divertidos e com história ágeis e gostosas de ler. Contudo, eu travei com Onze Leis a Cumprir na Hora de Seduzir e o motivo maior disso foi por ter colocado expectativas altas demais na história. Estava esperando algo mais original, uma trama que fosse além dos romances convencionais e ele se mostrou extremamente clichê. E ainda teve um agravante: não consegui me sentir próxima dos personagens.
Juliana, que eu tanto amei nos outros livros, não conseguiu me cativar. A garota, sempre tão obstinada e decidida, me cansou com as suas divagações e a constante mania de se menosprezar ou de achar que não é boa o suficiente para alguém. Não esperava esse tipo de atitude, principalmente por ela mostrar ser alguém tão diferente antes. Fiquei exasperada, confesso, e foi somente do meio para o fim que consegui enxergar nela a mocinha que tanto me encantou no passado.
Simon eu já não gostava desde o livro anterior e isso se deu justamente por conta de suas atitudes mais extremas. Passei a maior parte do livro tentando formar uma ideia sobre ele, mas foi somente nos últimos capítulos que consegui vê-lo como realmente é. Ele está longe de ser um dos mocinhos que me agradam, mas também não é um daqueles que repudio. O casal tem uma boa química, as cenas com os dois são lindas e a atração entre eles chega a ser palpável. 
A leitura começou lenta, com muitas divagações dos personagens e com uma trama que não dizia a que vinha. Não conseguia perceber naquelas páginas aquele toque especial que Sarah sempre dá aos seus livros. Foi somente quando passei da metade do livro, e alguns personagens foram sendo acrescentados, que tudo começou a entrar nos eixos. Com o foco retirado de cima do casal, a história ganhou agilidade e, finalmente, fluiu de forma satisfatória.
Onze Leis a Cumprir na Hora de Seduzir não foi o meu preferido dessa trilogia e a história ficou abaixo do que eu esperava. Senti falta de algo diferente, de uma trama que fosse além do trivial romance e do "jogo de gato e rato" entre os personagens. Porém, ele não é um livro ruim, apenas não foi aproveitado da forma como achei que deveria. A autora poderia ter utilizado melhor alguns dos personagens, como a ex-marquesa de Ralston, que apareceu na história e não disse a que veio, e conduzido a trama por um caminho diferente. 
No geral, é uma trilogia muito boa e Sarah MacLean é uma das autoras mais promissoras da atualidade. Se você, assim como eu, é fã de romances de época,precisa conhecer Os Números do Amor. Romantismo na medida certa para os corações apaixonados.

12 comentários:

  1. Oh! Meu Deus! Ainda não li nada dessa autora e para falar a verdade embora o enredo e os títulos dá aquela curiosidade ainda não me decidi rs
    Mas que bom que vc tá gostando, isso acaba nos instigando.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    É tão ruim quando uma história não chega nem perto de nossas expectativas. Pelo que pude entender na sua resenha, nesse livro Juliana se mostrou bem diferente do que aparentava ser nos outros livros da série, o que é uma pena.
    Mas como ainda não li nada da autora, mesmo a leitura desse volume não ter sido o que você esperava, estou disposta, com um pouco de receio, a conhecer a série e tirar minhas próprias conclusões.
    Ótima resenha!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oiii Neyla tudo bem?
    Eu nunca li nada dessa autora, e fico feliz de conhecê-la aqui em seu blog pela essa resenha linda, estou aos poucos começando a ler romances de época, então quem sabe futuramente eu dê uma oportunidade.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Uma pena que tenha se decepcionado um pouco já que estava com grandes expectativas, mas fico feliz que no geral tenha sido uma série bem proveitosa e agradável.
    Gosto muito do gênero, porém ainda não tive nenhum contato com a escrita da Sarah. Amei conhecer um pouco mais sobre Juliana, que parece ser uma personagem incrível de acompanhar.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Não conhecia essa autora e a obra e apesar de sua resenha ser muito bem escrita e crítica, não tenho vontade de lê-lo, porque simplesmente não tenho paciência para esses romances de época de autoras atuais. Como você ressaltou em seu texto, vou além: para mim, todas essas narrativas trazem apenas aquele velho jogo de gato e rato que é muito cansativo por isso, não me interessa.
    Bjss e parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem? Eu não curto livros de época, mas já li outras resenhas desse livro e a cada resenha que leio entendo melhor o livro. ACho a protagonista muito forte e decidida, gosto de personagens assim, as vezes aparentam certa arrogância..Dica anotada. beijos

    ResponderExcluir
  7. Primeiramente: Já amei o título e a capa logo de cara!
    Ainda não li nenhum livro de época, mas acredito que eu iria gostar bastante caso tivesse a oportunidade. É uma pena que o livro não tenha sido tudo aquilo que você esperava. Quando o livro começa meio "Lento", eu normalmente desisto, só quando tenho muita curiosidade mesmo, mas caso contrário...
    Gostei da sua resenha! Beijos

    www.aventurasliterarias.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi neyla, que pena que não funcionou tanto para você. Eu gostei do enredo, mesmo achando que alguns personagens poderiam ter um presença maior.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  9. Oi, Neyla!
    Complicado isso de criar expectativas muito altas, já demorei a ler livros para tentar não sentir muito essa hype, mas quando a decepção vem de todo jeito, é tenso. Chato principalmente isso da protagonista ter se mostrado de um jeito mais cativante quando era apenas secundária nos outros volumes, para chegar no dela com esse jeito mais distante e até entendiante, pelo o que reparei. Apesar disso, que bom que, mesmo com altos e baixos, os novos personagens que entraram conseguiram fazer a leitura fluir e, no geral, foi boa. Ainda não estreei nos romances de época - mas já tenho o exemplar da Julia Quinn, só falta o momento certo para ler, acho, rs.
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
  10. Não sou muito fã de romances de época, então pra eu me interessar tenho que ficar muito encantada pelo enredo, o que infelizmente não foi o que aconteceu. Fora que não tenho a menor paciência com protagonistas que se menosprezam... Sei lá, acho que esse casal não ia me conquistar, mas que bom que apesar dos problemas desse livro depois ele melhorou e você curtiu a trilogia.

    ResponderExcluir
  11. Oi tudo bem?
    Eu tenho lido resenhas maravilhosas dessa série e tenho morrido de vontade de fazer essas leituras. Esse enredo muito me atrai, mesmo não parecendo ser um dos melhores da autora, mas só por ter sido escrito pela Sarah eu já adoraria poder ler.
    Beijooos

    ResponderExcluir
  12. Oie
    ainda não cheguei a ler algo de época mas gosto muito desse titulo pela sinopse, parece ser um livro intenso e gostoso, boa resenha

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir