quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Deixada Para Trás

Nicole Cutty e Megan McDonald são alunas do ensino médio na pequena cidade de Emerson Bay, Carolina do Norte. Quando elas desaparecem de uma festa na praia em uma noite quente de verão, a polícia inicia uma busca maciça. Nenhuma pista é encontrada e a esperança é quase perdida, até Megan milagrosamente aparecer depois de escapar de um bunker no fundo da floresta.
Um ano depois, o best-seller de sua provação transformou Megan de heróina local para celebridade nacional. É uma história triunfante e inspiradora, exceto por um detalhe inconveniente: Nicole ainda está desaparecida.
A irmã mais velha de Nicole, Livia, é uma perita forense e espera que em um breve dia o corpo de Nicole seja encontrado e entregue a alguém como ela para analisar as provas e finalmente determinar o destino que sua irmã teve. Em vez disso, a primeira pista para o desaparecimento de Nicole vem de outro corpo que aparece no necrotério, de um jovem ligado ao passado de Nicole. Livia vai até Megan para pedir ajuda, esperando descobrir mais sobre a noite em que as duas foram levadas. Outras meninas também desapareceram e Livia está cada vez mais certa de que os casos estão conectados.
Mas Megan sabe mais do que ela revelou em seu livro best-seller. Flashes de memória estão se juntando, apontando para algo mais escuro e mais monstruoso do que sua memória descreve. E quanto mais ela e Livia cavam, mais elas percebem que às vezes o verdadeiro terror está em encontrar exatamente o que você está procurando.
Título: Deixada Para Trás
Autor (a): Charles Donlea
Editora: Faro Editorial
Número de páginas: 368


Vocês já repararam que, depois dos romances de época, os thrillers tão tomando conta desse blog? Já contei uma vez por aqui que eu sou super fã desse gênero e adoro me sentir desafiada a descobrir junto com os personagens qual o grande mistério daquela trama. Claro que, na maioria das vezes, falho nas minhas investigações (ainda preciso comer muito arroz com feijão pra chegar num alto patamar na hierarquia dos detetives), mas uma coisa muito série tem acontecido com frequência e isso não é legal. gente, eu tô fazendo papel de trouxa real com esses livros! Eu miro no culpado e acerto bem longe, sabem? E com deixada para Trás, que eu jurava que sabia o que estava acontecendo, não foi diferente.
Embora estudem na mesma escola e sejam da mesma série, Megan e Nicole estão longe de ser amigas. Enquanto Megan é toda certinha, focada nos estudos, projetos e na faculdade que irá cursar no próximo semestre. Já Nicole descobriu sua sensualidade e está usando e abusando dela, o que faz com que até mesmo suas melhores amigas achem seu comportamento um pouco estranho principalmente por ela agora guardar vários segredos que não divide de jeito algum. Até mesmo o "namorado mais velho"  ela não apresentou a ninguém e sempre que tocavam no assunto, ela era rasa nas informações, demonstrando que não tinha nenhuma intenção em falar mais do que o necessário.
Um dia, em uma festa na praia, Megan e Nicole desaparecem ou, mais precisamente, são sequestradas. Não se sabe o motivo ou onde aconteceu, o fato é que ambas somem sem deixar rastros. Três dias depois, porém, Megan é encontrada. Ela conseguiu fugir do cativeiro e pediu ajuda a um motorista na estrada. Nicole, porém, não foi mais vista e seu desaparecimento continua um grande mistério.
Um ano se passa, Megan escreveu um livro a respeito de tudo que passou e é mundialmente conhecida. Contudo, ainda não conseguiu esquecer tudo que viveu e são muitas as dúvidas que permeiam sua cabeça. O sequestro de Megan não foi um fato isolado, mas ela foi a única que conseguiu sair com vida desse sequestro.
Em paralelo a história de Megan conhecemos Livia, irmã mais velha de Nicole, e perita forense, uma mulher obstinada, inteligente e que está disposta a tudo para encontrar a irmã. Com a descoberta de um corpo, e com isso vindo a tona uma nova pista, Livia se junta a Megan para que possam tentar resolver esse mistério e encontrar Nicole, seja viva ou morta.
Se tem uma coisa que me instiga em um thriller é aquela trama mais elaborada, que utiliza bem os clichês e cria uma atmosfera eletrizante. E foi justamente isso o que mais me agradou em Deixada Pra Trás. A história, dividida em presente e passado, conseguiu me deixar focada na leitura, descobrindo novas pistas e desvendando esse grande mistério junto dos personagens.
O grande mistério, que inicialmente trata-se do sumiço de Nicole, vai ganhando ares diferentes a medida que a trama avança e novos fatos vão sendo trazidos à tona. É um verdadeiro emaranhado de coisas que vão se desenrolando e eu, que sou a pessoa que adora tecer uma teoria da conspiração, me vi suspeitando até da minha sombra. E no final, óbvio, assinei meu atestado de trouxa porque as coisas que metade das coisas que eu imaginei não aconteceram. E a outra metade era tão improvável que achei melhor nem comentar.
Os personagens são bem interessantes, mas achei que faltou um pouco mais de carisma por parte das garotas, principalmente de Megan. Me envolvi no drama de ambas, fui solidária, mas não consegui sentir aquela velha e boa conexão que sempre falo com vocês nas resenhas. Faltou um algo mais, um "borogodó" nessas meninas para que pudessem me conquistar. Na minha opinião mocinha de livro policial tem que ser firme, tem que ter carisma e fazer com que o leitor sinta aquela "paixão" e isso não aconteceu comigo.
Um ponto maravilhoso que preciso ressaltar é a respeito da mescla dos capítulos. Já falei a vocês que eles são divididos em passado e presente, mas o que não contei é que os capítulos onde são narrados os fatos mais antigos possuem páginas mais escuras, uma forma muito legal de fazer a separação. Além disso, a edição está muito bonita, cheia de detalhes que com certeza vão agradar totalmente os leitores mais exigentes.
De uma maneira geral, Deixada Para Trás foi um livro que mexeu comigo, que me deixou aflita e me fez querer ler sem parar para poder descobrir o que estava por trás de tudo aquilo. É, sem dúvida alguma, um thriller eletrizante, que entrou para a galeria dos melhores de 2017. É uma leitura envolvente que vai você vibrar e só largar o livro depois de desvendar esse grande mistério.

Nenhum comentário:

Postar um comentário