sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Lady Whistledown Contra Ataca

Com a participação especial da famosa cronista da sociedade criada por Julia Quinn, Lady Whistledown Contra-Ataca é formado pelas narrativas curtas de quatro escritoras consagradas, tendo como fio condutor o roubo de uma pulseira milionária. Seus contos são como pérolas que se unem e formam uma peça de valor inestimável.
Quem roubou o bracelete de lady Neeley?
Terá sido o caça-dotes? O apostador? A criada? Ou o libertino? Londres está fervendo com as especulações, mas, se ainda restam muitas dúvidas, pelo menos uma coisa é certa: um desses quatro está envolvido no crime.
Crônicas da sociedade de lady Whistledown, maio de 1816
Julia Quinn encanta...
Um belo caçador de fortunas foi enfeitiçado pela debutante mais desejada da temporada. Agora ele precisa provar que o que deseja é o coração da jovem, não o dote dela.
Mia Ryan delicia...
Uma criada adorável e espirituosa está deslumbrada com as atenções românticas que tem recebido de um charmoso conde. Mas um relacionamento entre eles seria escandaloso e poderia arruinar a reputação dos dois.
Suzanne Enoch fascina...
Uma jovem inocente que passou a vida evitando escândalos de repente se vê secretamente cortejada pelo maior libertino de Londres.
Karen Hawkins seduz...
Um visconde que vaga sem destino volta para casa para reacender o fogo da paixão de seu casamento, mas descobre que sua linda e decidida esposa não será conquistada tão facilmente.
Título: Lady Whistledown Contra Ataca
Série: Lady Whistledown #2
Autor (a): Julia Quinn, Mia Ryan, Karen Hawkins, Suzanne Enoch
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 352

SKOOB - COMPARE E COMPRE - LOJA RECOMENDADA

Estavam sentindo falta de resenha de romance de época por aqui? Não? Ah, mas eu não estou crendo nisso. Duas semanas inteirinhas sem falar do meu gênero preferido é uma eternidade para mim. E hoje vamos falar de um livro que eu estava ansiosa para ler e meio pé atrás também, afinal é um livro de contos e um deles foi escrito por uma autora que eu tive uma péssima experiência recentemente. Ficou curioso pra saber quem foi? Então não deixe de ler a resenha abaixo.
Lady Whistledown Contra Ataca é formado por quatro contos distintos, com muito romance, doçura e também uma pitada de mistério. Foi um livro bem peculiar, com histórias que me fizeram rir e ficar com aquela famosa carinha de boba alegre. Romance de época tem esse poder sobre suas leitoras, eles nos arrancam suspiros e nos fazem imaginar como seriam bom estar ali, vivendo tudo aquilo. Contudo, não vou mentir a vocês: nem todas as histórias exerceram o mesmo 
Os quatro contos se passam na mesma época e as história se cruzam em diversos momentos, algo que eu achei maravilhoso! O primeiro, escrito por Julia Quinn, chama-se O Primeiro Beijo e conta a história de Tillie, uma jovem que acabou de perder o irmão numa batalha, e Peter, que esteve na guerra e era o melhor amigo do falecido irmão da nossa mocinha. Em meio às conversas durante o jantar de lady Neeley, e por conta do desaparecimento da pulseira da mesma, os dois se aproximam e acabam se apaixonando. Tudo iria estar muito perfeito se Peter tivesse uma boa condição financeira e não fosse visto como um caça dotes. Ele está disposto a tudo para casar-se com ela, inclusive mostrar para toda a sociedade que não está apenas atrás do dote da moça.
O segundo conto, A Última Tentação, é da Mia Ryan e foi o meu preferido. Nele vamos conhecer a senhorita Isabella Martin, criada pessoal de lady Neeley. Divertida e forte, ela é aquele tipo de mocinha que conquista pela forma verdadeira como age e pela franqueza de suas palavras. Fora isso, ela é extremamente talentosa e se as festas de sua patroa são sempre um sucesso isso se deve ao capricho de Isabella. Apesar de já ter passado da idade de casar (ela irá completar 30 anos), ainda não perdeu a esperança de viver o seu conto de fadas, mesmo que isso esteja se mostrando cada vez mais difícil de acontecer. Mas tudo muda quando ela conhece Anthony Doring, o lorde Roxbury, futuro conde e um dos melhores partidos de Londres. Contratada para organizar a festa onde ele terá que escolher uma moça para ser sua futura esposa, eles acabam se envolvendo e se entregando a uma intensa paixão.
O terceiro conto é da Suzanne Enoch. O Melhor dos Dois Mundos traz aquela famosa história de uma mocinha e um libertino que acabam se apaixonando, mas os pais da moça o desaprovam. Para eles, não há nada pior que escândalos evolvendo o nome da família e os planos que possuem para Charlotte são bem diferentes. Para eles, ela não é uma moça bonita e tampouco interessante, o que os leva a crer que Xavier, o conde de Matson, quer apenas se aproveitar. Mas será que todas as proibições serão capazes de separar esse casal apaixonado?
E o quarto e último conto é O Único Para Mim, escrito pela Karen Hawkins. Nele vamos conhecer mais a fundo o casal Easterly, Sophia e Max, que possuem um relacionamento bem complicado. No passado ele foi acusado de algo que não fez e precisou ir embora, deixando a jovem esposa para trás. O tempo passou e agora, após Sophia entrar em contato para pedir o divórcio, Max retorna a Londres disposto a reconquistar o coração daquela que ele sempre amou.
Sempre fico ansiosa quando começo um novo livro de época, ainda mais quando é de alguma autora que eu gosto muito. Nesse caso, havia a Julia Quinn, que eu amo, duas autoras que nunca tinha ouvido falar e a Suzanne Enoch, que foi a pessoa que eu citei no início da resenha. Há pouco mais de um mês comecei a ler um livro dela (cheia de expectativas, devo salientar) e me vi frustrada. Não consegui ir adiante com o livro e, com muita dor no coração, o abandonei sem nem chegar à metade. Imaginem só o tamanho da minha apreensão antes de ler o conto dela? Fiquei pisando em ovos, confesso, mas a experiência foi melhor do que eu imaginava.
O primeiro conto foi o mais aguardado de todos, afinal de contas é Julia Quinn e a gente sempre espera maravilhas dela. Achei a história fofa, romântica e bem leve, como um bom conto deve ser. Porém, não consegui me conectar com os personagens, achei que faltou uma bela dose de carisma, principalmente em Tillie que é bem apagadinha. Não foi o meu preferido, mas foi uma leitura bem gostosa e no final das contas é isso que importa.
O segundo, da Mia Ryan, foi o meu preferido. História super divertida e com uma personagem que merecia um livro inteirinho para ela. Isabella esbanja bom humor e simpatia, é impossível não se apaixonar por ela. Os embates com lorde Roxbury são épicos e a trama segue o mesmo padrão da primeira: é leve e romântica sob medida. Fiquei bem curiosa para ler mais histórias da autora.
O da Suzanne Enoch foi a grande surpresa! Eu, que estava esperando o pior, me vi fisgada pela trama. Gostei dos personagens e da história que a autora construiu. Apesar de ser clichê, achei que ela soube desenvolvê-la de uma forma bem interessante e me deixou completamente presa ao drama dos personagens. Ficou entre um dos melhores e, no final, deixou aquele gostinho de quero mais. Quem diria, não é mesmo?
O último foi o que me decepcionou. Desde o primeiro conto que os Easterly me chamaram atenção, principalmente porque eles estavam sempre em atitude suspeita. E como Max era um dos principais suspeitos de ter roubado a pulseira de lady Neeley, como não ficar curiosa pra saber o que eles tanto escondiam? Contudo, achei a história bem mais ou menos, com descrições longas que comprometeram o ritmo da história. Ela teve seus momentos divertidos e tem uma história de perdão e reconquista que são bem fofas, mas não foi o suficiente para me conquistar.
Em termos gerais achei o livro bom e foi uma ótima experiência. Li um conto por dia para poder aproveitar melhor cada história e foi uma das melhores decisões que tive. Há uma linearidade nas histórias e os personagens se encontram em diversas passagens durante a leitura, o que deu um up super bacana ao livro. A cada novo capítulo encontramos uma nota de Lady Whistledown, velha conhecida dos fãs dos Bridgetons, com seus comentários sempre tão sagazes e ácidos. Foi um deleite poder reencontrá-la, esperava avidamente o início de cada capítulo só para ler suas considerações.
Lady Whistledown Contra Ataca é aquele tipo de livro que diverte e que, com certeza, vai agradar em cheio aos fãs dos romances de época.


15 comentários:

  1. Super achei lindo a capa do livro.
    Ainda não conhecia, parece ser mto bom.
    Seguindo https://blogdajenny2014.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Neyla, preciso dizer que essa tua resenha até o fim da semana vai ser a causa de mais gastos meus, sendo que eu prometi não gastar mais nada esse mês! Tô apaixonada por esse livro!! Amo livro de contos e amo romances de época (da Julia então, nem se fala!), os dois juntos então? Quero esse lindinho na minha estante agora mesmo!
    Sério, amei demais! Já tô mega ansiosa pra ler e saber qual dos quatro será o meu favorito!

    https://maresialiteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Acredita que tive a chance de pedir esse livro mas eu não quis?? Poisé. O fato é que contos não me atraem muito então minha curiosidade com esse livro não está tão grande. Quem sabe futuramente. Bela resenha parabéns. Esta linda.

    Beijão

    ResponderExcluir
  4. Olá, ainda não conhecia essa história da autora e achei bem interessante. Precismo começar a ler romances de época, mas sempre vou empurrando com a barriga. Quem sabe esse se torna uma boa opção para começar. BJs

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li nenhum livro de Julia Quinn. Gostei muito desta capa e a história me atraiu.

    ResponderExcluir
  6. nossa, tantas indicações da julia quinn e eu nunca li nada dela!
    esse livro deve ser muito bom, sem duvida eu vou começar a ler os livrs dela

    ResponderExcluir
  7. não gosto dos livros da julia quinn mas a capa é mt linda, repasso a dica

    ResponderExcluir
  8. Oiee ^^
    Eu até que gostei deste livro, mas confesso que estava esperando bem mais. O conto da Julia Quinn até que me agradou, mas sou mais fã das histórias inteiras dela...haha' o conto que mais me decepcionou foi o da Suzanne, apesar de o da Karen também ter deixado a desejar :/
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  9. Eu vejo tanta gente falando desse livro que acho que preciso dele na minha estante, mesmo sem gostar do gênero. Pode isso?

    ResponderExcluir
  10. Gostei muito deste livro, e realmente a última história foi a mais fraca das quatro, mesmo assim, ainda gostei. Achei bem legal os quatro contos andarem juntos em termos de tempo. Bem bolado.
    Bjs Rose.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Neyla, tudo bem? Livros de contos é bom que rapidinho vc concluí a leitura, neh? Só ouço elogios sobre esse livro. É uma pena que vc não tenha gostado de um dos contos, mas vai por mim, acontece nas melhores famílias. Um beijo, sucesso com o blog e até minha próxima visita. E boas leituras para nós até lá. ;D

    ResponderExcluir
  12. Hummm parece bom hein?
    Eu nunca li nada JQ e sempre tive vontade. Esse seria uma ótima pedida já que conta com um conto dela e aproveito conheço as outras rs e amo contos.
    Bjs e boas festas!

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não terminei de ler a série Os Bridgertons, por isso não li esse livro ainda. No entanto, estou bastante curiosa para ler.
    Normalmente livros de contos, especialmente os que são escritos por mais de um autor, têm esse problema de que alguns contos são melhores do que outros. Além disso, confesso que fiquei um pouco com o pé atrás por não conhecer as outras autoras.
    No entanto, apesar disso, a curiosidade tem falado mais alto. Fico feliz que, de um modo geral, você tenha gostado da leitura e que tenha se surpreendido positivamente com o conto da Suzanne Enoch. Mesmo você tendo se decepcionado com o último conto, parece ser uma leitura muito gostosa.
    Adorei sua resenha, que está super completa, e espero ler este livro em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Olá! Menina, duas semanas sem falar de romance de época pra quem ama o genero é muito mesmo UAHSOHUAI
    Eu achei legal um livro de contos do genero, porque eu por exemplo que não curto romance de época até leria um ou outro conto só para passar o tempo (mesmo não curtindo contos em geral, mas as é bom as vezes).

    ResponderExcluir
  15. Oie
    nunca li nada da autora e nem do gênero pois não é bem o que procuro, ainda assim bom saber um pouco sobre pois me faz as vezes querer arriscar, bem legal a dica

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir