segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Trago Seu Amor de Volta Sem Pedir Nada em Troca

A vida de Ique Carvalho era tranquila e parecida com a de muitos jovens de Belo Horizonte, sua cidade natal. Ele morava com os pais e os irmãos, era apaixonado pela namorada e trabalhava na agência de publicidade da qual era sócio. Suas impressões sobre o cotidiano iam para o blog The Love Code, onde podia dar vazão ao seu talento para escrever. Até que, em 2013, dois fatos fizeram tudo virar de ponta-cabeça. Na mesma semana, seu namoro teve um fim traumático e o pai recebeu o diagnóstico de uma doença degenerativa grave, que o mataria aos poucos. Sem chão e em meio a um turbilhão, foi no blog que encontrou refúgio para expressar seus sentimentos. Os textos fortes e genuínos acabaram viralizando, popularizando o site e dando a Ique milhares de fãs e seguidores. Suas palavras possuem o incrível dom de ser, ao mesmo tempo, simples e profundamente verdadeiras, traduzindo o que há de mais puro e desejável no amor. Essa mesma capacidade de causar impacto e despertar as emoções dos leitores permeia as reflexões tocantes de Trago seu amor de volta, seu aguardado segundo livro solo. Ique mais uma vez demonstra sua vocação única como cronista do amor em todas as suas expressões.
Título: Trago Seu Amor de Volta Sem Pedir Nada em Troca
Autor (a): Ique Carvalho
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 240


Já vou começar essa resenha avisando que não sei bem como usar as palavras pra expressar o meu amor por esse livro. Sabe quando um livro te toca lá no fundo da alma? Foi justamente o que ele fez comigo. Comecei a ler despretensiosamente, achando que iria achar os textos bonitinhos e apenas isso. Mas bastou virar algumas páginas para perceber que ele iria muito além disso, que ali eu iria encontrar tudo aquilo que meu coração precisava ouvir. E aqui estou, perdidamente apaixonada e com um pezinho numa bela ressaca literária, afinal nenhum livro conseguiu me fazer esquecer as fortes emoções que eu vivi enquanto lia Trago Seu Amor de Volta Sem Pedir Nada em Troca.
Neste livro vamos tendo acesso a vários textos de Ique que falam (adivinhem só?) sobre o amor em todos os seus âmbitos. E eu, que já passei por poucas e boas nessa minha vida, me identifiquei diversas vezes com as situações e os sentimentos que me assolavam em determinadas épocas. Cada texto parecia ter sido escrito pra mim, como se o autor soubesse o que eu se passava na minha cabeça e em meu coração. Foi uma das experiências mais incríveis que já passei enquanto fazia a leitura de um livro.
Já li muitos livros que me emocionaram, que me tocaram de alguma forma e que trouxeram em suas páginas palavras que eu precisava ouvir naquele momento. Mas foi a primeira vez que eu senti como se aquele livro estivesse falando comigo e foi algo indescritível.
Por meio das experiências do autor, das conversas e lembranças, vamos nos deparando com vários tipos de situações que podem acontecer com qualquer pessoa. Através de seus textos, vamos percebendo o quanto damos valor à coisas desnecessárias e esquecemos de valorizar àquilo que realmente é importante. 
Em meio a alguns textos, Ique conta também sobre o relacionamento com o pai, que descobriu-se portador de uma doença degenerativa que iria matá-lo muito em breve, e por quem ele deu todo o seu amor incondicional, cuidando, estando presente, dando todo carinho e atenção sem medidas. O amor dele pelo pai me tocou demais. Ele, que antes era um homem ativo, viu-se preso a uma cadeira de rodas. Quando não conseguia mais se comunicar através da fala, passou então a digitar tudo o que desejava falar. E quando até mesmo isso ele começou a não poder mais fazer, ambos se comunicavam por meio de piscadas de olhos. Mas antes disso ocorrer, Ique procurou saber das coisas mais simples a respeito do pai: das coisas que ele gostava de fazer, o horário em que ele preferia tomar banho, como gostava e dormir, as coisas que o faziam sentir-se bem. E pra que isso? Para quando o pai não mais pudesse externar isso, ele poder fazer e deixá-lo sempre feliz.
Foi o meu primeiro contato com um livro do autor e estou apaixonada! Já havia lido diversos comentários a respeito dos seus textos e tenho uma amiga que gosta demais dele. Mas nunca tinha tido aquela curiosidade de ler. Demorei a me render a ele, confesso. Quando fiz minha solicitação para a Arqueiro não tinha em mente pedi-lo, sabe? De certa forma, eu iria sair da minha zona de conforto e, muito embora eu não seja tão resistente a isso, fiquei meio com um pé atrás. Hoje agradeço por ter seguido meu instinto louco, já que ele me proporcionou uma das leituras mais intensas do ano.
A escrita de Ique é apaixonada e apaixonante, encanta o leitor e toca fundo no coração com suas mensagens. Sem dúvidas é o tipo de livro que eu irei reler muitas vezes e que, com certeza, vai continuar me encantando. Sempre!


Nenhum comentário:

Postar um comentário