sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Pensei Que Fosse Verdade

Um passado a ser esquecido. Um presente nada promissor. Um futuro a ser conquistado.
“O PARAÍSO À BEIRA-MAR.”
“O SEGREDO MAIS BEM GUARDADO DA NOVA INGLATERRA.”
A ilha de Seashell, onde passei minha vida inteira, é tudo isso e muito mais. No entanto, a única coisa que eu quero é ir embora daqui.
Gwen Castle nunca quis tanto dizer adeus à sua ilha natal quanto agora: o verão em que o Maior Erro da Sua Vida, Cassidy Somers, aceita um emprego lá como faz-tudo. Ele é um garoto rico da cidade grande, e ela é filha de uma faxineira que trabalha para os veranistas da ilha. Gwen tem medo de que esse também venha a ser o seu destino, mas, justamente quando parece que ela nunca vai conseguir escapar do que aconteceu – ou da ilha –, o passado explode no presente, redefinindo os limites de sua vida. Emoções correm soltas e histórias secretas se desenrolam, enquanto Gwen passa um lindo e agitado verão lutando para conciliar o que pensou que fosse verdade – sobre o lugar onde vive, as pessoas que ama, e até ela mesma – com o que de fato é.
Título: Pensei Que Fosse Verdade
Autor (a): Huntley Fitzpatrick
Editora: Valentina
Número de páginas: 336


Sempre tive uma vontade louca de ler Pensei Que Fosse Verdade. Sabia que iria encontrar um romance mais juvenil, com aqueles já famosos dramas adolescentes e personagens que buscam encontrar seu lugar no mundo. Mas também tinha certeza de que a história iria me conquistar e que acabaria totalmente inserida nela do início ao fim. E não foi diferente.
A ilha de Seashell é o verdadeiro paraíso para a maioria das pessoas, menos para Gwen. Ela, que morou toda sua vida nesse lugar, não vê a hora de poder escapar dali. De família de poucos recursos, ela trabalha na lanchonete do pai para poder ajudar a custear as despesas da casa e nesse verão trabalhará como acompanhante de uma idosa. Sair de Seashell não é apenas o passaporte para uma vida melhor, mas também uma forma de deixar para trás os erros que cometeu no passado. 
E um desses erros atende pelo nome de Cassidy, o garoto que povoa sua mente e seus devaneios. Cass faz parte de uma família de veranistas e, por algum estranho motivo, arrumou um emprego de faz tudo na ilha, fazendo com que o caminho deles se cruzem muito mais do que o que ela gostaria. Ele é tudo o que uma garota sonha e Gwen sabe muito bem disso, afinal de contas ele não sai dos seus pensamentos um momento sequer. E agora, com os dois trabalhando tão próximos, será que ela conseguirá manter-se afastada dele? Isso, só mesmo o tempo será capaz de dizer.
Em paralelo, acompanhamos as histórias de Nic e Vivien, primo e melhor amiga de Gwen, conhecemos mais a respeito de seu relacionamento com a mãe, o avô, o pai e o irmãozinho, e, claro, vamos entendendo o motivo dela querer tanto esquecer o seu passado.

Que leitura gostosa! Estava com boas expectativas e a cada nova página me vi completamente envolvida pela trama que, apesar de simples e cheia de clichês, é bastante cativante. Fiquei bem apaixonadinha por todo o enredo e, muito embora tenha tido alguns problemas com os personagens principais, gostei bastante do que encontrei.
E já que toquei no assunto, vamos começar falando dos personagens. Como falei ali em cima, tive meus problemas com Gwen e Cass. Ela é uma garota forte, que já passou por muita coisa na vida e que, assim como muitas pessoas, fez escolhas das quais se arrepende profundamente. E foi justamente por conta desses pontos que achei que faltou um pouco mais de fibra e atitude. A maior parte do tempo dela era gasta pensando em Cass, suspirando por ele e pensando em formas de mantê-lo longe (mas fazendo tudo ao contrário). A outra metade era usada para se lamentar. Eu esperava uma protagonista cheia de garra, com aquele tipo de postura que a gente olha e pensa "nossa, essa daí sabe o que quer e vai atrás dos seus sonhos". E ela, infelizmente, passou bem longe disso.
Cass, por sua vez, é tão apático quanto a nossa mocinha e talvez por isso eu tenha achado que os dois formaram um par perfeito. Contudo, como eu não esperava muita coisa dele, até que não o achei tão decepcionante. Mas mesmo assim, deixou a desejar em vários pontos, principalmente na questão personalidade. Achei o garoto muito fraco, influenciável, o tipo de pessoa que a gente nunca sabe o que esperar. Não senti confiança e, mesmo ele demonstrando ter um coração bom e tendo atitudes generosas e mostrado muita humildade, não conseguiu um lugarzinho na minha tão seleta lista de queridinhos.
Para mim, foram os personagens secundários que trouxeram vida ao livro. Eu amei Nic e Vivien, achei a história de ambos muito interessante e torci imensamente por eles. Ele, que sempre teve o sonho de ir para a Academia da Guarda Costeira, é o tipo de cara que luta pelos seus sonhos e que sempre esteve ciente do que queria, correndo atrás e treinando para que pudesse conquistar aquilo que desejava. Nic é intenso e isso fica claro em tudo que ele faz, seja nos treinos puxados ou no relacionamento com Viv. Ele se doa de corpo e alma e exala paixão pelos poros. E foi justamente isso que senti falta nos protagonistas, mas que por sorte encontrei nele.
A trama é bem clichê e, embora a grande parte do livro gire em torno do pseudo romance entre Gwen e Cass, existe espaço para tramas secundárias. E nesse ponto devo salientar que a autora soube explorar muito bem cada personagem, dando o devido espaço para que mostrassem um pouco de si e colaborassem com a leitura trazendo suas histórias pessoais.
Terminei a leitura com os olhos brilhando e apaixonadinha pelo livro. Mesmo com a birra que tomei dos protagonistas, não teve como não me sentir cativada pela trama e por todas as lições que ele trouxe. É uma leitura rápida, leve e reflexiva, com uma narrativa sensível e delicada que me agradou em cheio. Foi o meu primeiro contato com a escrita da autora e adorei demais! Pensei que Fosse Verdade foi uma daquelas surpresas mais que agradáveis e espero que o outro livro da autora, o Minha Vida Mora ao Lado, me encante tanto quanto esse. Recomendo muito!

17 comentários:

  1. Neyla, você tirou a dúvida da minha vida, quero muito ler esse livro e agora vou ler sim!
    Um detalhe que chama atenção foi falar dos personagens secundários, em livros clichês eles precisam ser bem escritos porque dá toda diferente na trama ♥ Aii precisoooooooooo

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?
    Então Neyla, eu não conhecia esse livro, parece ser de fato uma boa leitura e fico feliz que você tenha gostado, mas infelizmente no momento não posso ler, vou indicar para as meninas do blog!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Olá! Saudações literárias, bom livro e uma excelente resenha. Estou naquela vibe em ler livros com esse sintonia de romance mais juvenil, gostei ainda mais da sua resenha quando você explorou toda obra e falou dos personagens secundários. Já vou marcar na minha lista de desejados. Obrigado pela dica.

    ResponderExcluir
  4. Oi Neyla que demais essa resenha menina, gostei de saber a sua opinião e ainda mais quando o romance nos prende desse jeito, é de nos surpreender e nos cativar e muito! Ótima resenha e dica anotada.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Não conhecia esse livro e a autora. Não sou muito fã dos clichês, apesar de achar que às vezes precisamos ler algo nesse estilo. Acho muito legal quando os personagens secundários não são esquecidos e possuem desenvolvimento.
    Até mais o/

    ResponderExcluir
  6. Olá! Adorei sua resenha, que bom ver que o livro te cativou tanto! Amo quando isso acontece. Esse parece ser um romance gostosinho de ler, dica anotada!

    Um beijo, Pri :*

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Você realmente gostou do livro hein? Fiquei até curiosa pra poder ler a história! Ótima resenha <3

    Bjo

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Eu ainda não li nada dessa autora, mas tenho uma amiga que a ama a autora e os livros que ela escreve, então, tenho bastante curiosidade de ler. É uma pena que, apesar de a protagonista ser forte, você tenha sentido falta de fibra por parte dela, mas é muito legal que você tenha ficado apaixonadinha pelo livro. Eu confesso que tenho medo desse negócio de os personagens secundários terem dado brilho à história, mas acho que preciso me arriscar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá! Que gracinha de fotos e a capa do livro é linda! Uma pena que os personagens principais são foram tao cativantes mas ainda vem que isso foi suprido com os personagens secundários que só de você falar parecem de longe mais interessantes haha eu não leria o livro, acho que não é o tipo de coisa que eu gosto de encontrar em livros.. Mas gostei muito da resenha!!

    Beijos,
    Conta-se um Livro

    ResponderExcluir
  10. Eu não conheço o autor, apesar de já ter visto este livro. É importante quando os personagens, tanto os principais, quanto os secundários são bem formados e bem usados. Isso enriquece toda a trama.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  11. Olá, eu tenho muita curiosidade para ler esse livro, acho a capa bonita, o título interessante e a premissa atraente. Pela sua resenha, mesmo com suas ressalvas aos protagonistas, fiquei ainda mais animada para ler.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Amei a resenha desse livro, gostei da premissa e é o tipo de livro que gosto de ler, principalmente, para passar o tempo!

    ResponderExcluir
  13. Oie
    Que resenha maravilhosa, adorei! Eu ainda não conhecia esse livro mas adorei saber mais sobre ele. Também curto uns romances juvenis assim, para ler rapidinho, intercalando com leituras mais densas, por isso já anotei a dica. Também não gosto quando o personagem não tem personalidade e é influenciável, isso é muito ruim.
    BJos, Bya! 💋

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem?
    Tenho muita vontade de ler esse livro, mas sempre tive um certo receio, porque minhas expectativas são muito altas. O outro livro da autora, Minha vida mora ao lado, é um dos meus amorzinhos da vida e tenho medo desse não ser tão bom quanto.
    Porém, pelo que vi da sua resenha, tem grandes chances de que eu me veja novamente apaixonada pela escrita da autora. Gostei da premissa, mas o que me animou mesmo foi saber que os personagens secundários são tão interessantes e que a autora trouxe outras subtramas além do romance.
    Adorei a resenha e espero assistir ao filme em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Oi Neyla!

    Tudo bem? Então, eu quase pedi esse livro pra Valentina um milhão de anos atrás, maaaaaaas acontece que eu preferi outro dentre as opções que tinham e acabei me esquecendo deste livro.

    Que bom que a leitura foi tão prazerosa para você e que o enredo te cativou tanto. Particularmente continuo sem muito interesse na história e não sei bem o motivo, acho que simplesmente não chama a minha atenção...

    Beijinhos
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  16. Aw, é tão bom sair com essa sensação da leitura, por mais que essa venha trazendo aspectos mais clichês, eu tenho certeza que também me apaixonaria. É uma pena que você tenha sentido falta de mais confiança, mas é bom que tenha notado isso em outro personagem. Confesso que pela capa, eu não me interessaria, mas é aquilo de "não julgue um livro pela capa" e posso dar uma chance se eu o encontrar por aí.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Oie
    essa esta sendo uma das minhas leituras no momento, nunca tinha lido nada da autora antes mas com certeza tinha curiosidade, apesar de estar sendo uma leitura interessante, por vezes me parece meio massante mas gostei da sua resenha por me motivar a continuar, espero que o livro como um todo valha a pena

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir